6.10.11

#IB - The Skater Girl: 12° Parte

Depois de horas de tédio, finalmente a aula acaba. Todos saem da sala e só ficam eu, a Mel e adivinha quem? O Will. Melanie termina de arrumar suas coisas e eu permaneço esperando ela em pé. Sinto uma mão gelada em meu pescoço e me arrepio inteira. Will ri e beija minha bochecha esquerda.

- Se assustou, (Seu apelido)?
- Com essa mão gelada sim né William.

Ele riu novamente e abraçou minha cintura. Melanie me olhava envergonhada e eu brigava com ela fazendo movimentos com a boca, ela ria e Will ficava sem entender nada.

- Vocês vão ao show do Biba sábado?
- BIBA NÃO!
- Calma Mel! Will, a Melanie é belieber, não fala biba, ok? Fala Justin Bieber! Que coisa. 
- Tá, desculpa Melanie. Mas, vocês vão?
- Eu vou com certeza.
- Se ele me chamasse... Quero dizer, eu nem tenho dinheiro pro ingresso. Deve ser uma fortuna!
- Anos atrás você não dizia isso.
- CALA A BOCA CARALHO. Mel, você pode dar um tapa nele por mim?
- Não vou bater no Will! Vamos logo, minha mãe vai ter um infarto se eu não chegar cedo em casa.
- Beleza. Querem que eu leve vocês?


Melanie riu sem graça e me olhou envergonhada. 


- Pode sim Will.
Dei de ombros. - Seja como for.
- Então vamos!

Saímos da sala e peguei meu skate. Ele deixou a Mel na casa dela e me acompanhou até em casa. Não demorou nem 5 minutos e já estava na porta de casa com Will sorrindo igual um bobo para mim.

- O que foi Will?  
- Não vai me convidar para entrar?
- Por que convidaria?
- Não sei. Para falar com a Dona Watson?
- Ela tá entrando na menopausa, sabe? Está igual uma leoa, sério. Preferia que não falasse com ela hoje.
- Menopausa? Sua mãe é tão nova (Seu apelido), como entrando na menopausa?
- TPM não é. Então, só sobra a menopausa.
- Para (Seu nome).  Sua mãe deve ter uns 30 anos, não fala que ela está na menopausa.
- 30? Está brincando? Ri alto agora. – Ri demais dele, meninos são tão modestos!
- Como assim 30 anos? Ela deve ter uns 40 ou mais!
- Não vou discutir com você. Só manda um abraço para ela então.
- Tá.

O olhei com cara de wtf e ri de novo. Ele me abraçou e beijou minha bochecha.

- Se cuida viu?
- Tá Will, anda senão a sua mãe, a Dona Parker vai te matar.

Riu e foi andando pela calçada a fora. Lembrei que estava de castigo e subi na sacada, colocando meu skate lá e desci de novo, entrei em casa como se nada tivesse acontecido, e joguei minha mochila em cima do sofá e deitei em cima dela.

- Filha, é você?
- Não mãe, é o Justen Biéber que veio fazer uma visitinha para a senhora. – 
Revirei os olhos e tirei meu all star.
- Não precisa ser rude (Seu nome completo), só perguntei se já tinha chegado. 
- Tá, tá. O eu queria falar comigo mesmo?  Tenho um compromisso com o Charlie daqui duas horas e não posso me atrasar.
- Com o Charlie? Mas eu liguei agorinha para ele e me disse que vocês não fariam nada a tarde!
- Ah é? Ele tá doido. – Revirei os olhos e estiquei meus braços.
- Pare de mentir minha filha. Essas suas desculpas não me convencem mais!
- Jura Dona Watson? Só agora foi ver que eram desculpas?
- É! Só agora!
- Aff.
- Você quer conversar ou brigar?
- Você que fica implicando! Não disse nada para começar uma briga, ainda. – Ameacei.
- Está me ameaçando, filha?
- Eu ameacei? Ah, desculpa. – Disse em tom de deboche.
- Dá para parar? Só estou tentando me entender com você!
- Não fiz nada! Nossa, que cheiro de cookies. Tem nutella mãe? Queria comer cookies com nutella e pasta de amendoim hoje.  
- NÃO MUDA DE ASSUNTO, (SEU NOME), É SÉRIO ISSO.
- Que bom! Mas só perguntei, tem nutella ou não?
- Tem, na despensa.
- Eba, to indo pegar. – Levantei do sofá e fui até a cozinha.
- Na na ni na não mocinha, volta aqui.

Foi atrás de mim e segurou meu braço.

- Pare de fugir! Não consegue ter uma conversa normal pelo menos uma vez?
- Não com você.

Ela se calou e me olhou sem expressão nenhuma no rosto. Soltou meu braço e subiu para o quarto dela. Nem disse nada pra afetar ela, ela não viu o que afeta. Peguei minha nutella, coloquei em cima da pia e peguei os cookies que estavam no forno e coloquei também em cima da pia. Fui até a geladeira e voltei com um pote de pasta de amendoim na mão.

Passei a pasta de amendoim nos cookies e a nutella por cima, fiz um coração lindo com a nutella e lembrei-me do Justin. Droga, esse gayzinho não sai da minha cabeça hein?



Vi minha mãe voltar do quarto com duas malas, uma em cada mão e veio até a cozinha e saiu pela porta dos fundos. Olhei curiosa para ela e fui atrás.

- Aonde vai mãe?
- Para Las Vegas.
- Como assim? Vai me deixar sozinha aqui?
- Seu pai está vindo para cuidar de você, eu vou ficar fora por alguns dias.
- Era isso que ia me falar?
- Isso e mais algumas coisas, mas não quis me escutar.
- Então pode resumir?
- Queria que se comportasse perto de seu pai, não mentisse para ele e não inventasse de sair sem avisar, que ajudasse ele, você sabe do problema dele e não quero que me ligue... Ok?
Suspirei e assenti. – Vai ficar na casa da vovó Julia?
- Sim.
- Então manda um beijo pra ela, por mim?
- Sim.
- Ahm... Vou sentir saudades.
- Tanto faz.

Um táxi parou em frente à árvore do nosso quintal e minha mãe entrou 
friamente, sem dar um único tchau. Estranhei totalmente a reação dela.

- Ah, e seu pai chegará às 15h.
- Ok.

Ela indicou onde queria ficar para o motorista e ele pisou fundo no acelerador. Só saiu a fumaça do motor. Fiquei parada em pé olhando a rua e vi o erro que cometi com minha mãe. Uma lágrima deslizou inocente em meu rosto e sentei na grama verde. Como pude ser tão idiota? Agora ela nem vai querer me ver. Fechei os olhos e lembrei-me de todas as brigas, discussões. Senti alguém me abraçar e levantei a cabeça de novo. Era Justin.

- Por que está chorando marrentinha?
- Minha mãe foi embora.
- Como assim? Te deixou sozinha?
- Não... Meu pai está vindo para cá. Justin me ajuda? – Disse com lágrimas nos olhos.
- Lógico eu te ajudo (seu apelido), sempre que precisar.
Deixei uma lágrima cair e o olhei triste. - A faz voltar?
- Isso... Acho que eu não vou conseguir fazer, desculpa.
- Eu estraguei minha vida Justin. Nunca vi que ela era boa comigo, e eu só dava patadas nela toda hora. Ela disse que ia ficar uns dias fora. Ela me deixou Justin. E eu nem deixei ela me falar isso.

Chorei mais e mais. Ele me abraçou e olhei para a rua novamente. Vi que Charlie nos observava atento com desgosto nos olhos. Abaixei a cabeça e Justin me pegou no colo, me levando para dentro de casa. Entramos e ele me deixou no sofá.

- Você que fez aquela lambança na cozinha?
Ri dele e concordei. - Fui eu sim. Quer comer cookies?
- Aceito sim.

Sorri secando meu rosto e peguei em sua mão e o levei até a cozinha. Peguei o meu cookie especial e dei para ele dar uma mordida.

- Hm, que delícia. – Disse ele, com a boca cheia.
Ri dele e mordi o cookie também. - Verdade, que gostoso. – Disse com a boca cheia também.

Rimos juntos e voou farelos de biscoito pela cozinha inteira. Rimos de nossa arte e ele pegou um pouco de nutella com o dedo e passou no meu nariz. O olhei surpresa e peguei pasta de amendoim e passei na boca dele.

- Batom de pasta de amendoim para o senhor Bieber.
Ele lambeu sua boca e me olhou cheio de malícia nos olhos. – Quer provar meus lábios doces, shawty?
Sorri sem graça e neguei rindo. – Não me chama de Shawty, fico sem graça.
- Minha shawty linda, shawty, shawty, shawty e shawty.
- Seu sem graça. – Mordi os lábios e ele se aproximou de mim.
- Sem graça? Não diria sem vergonha?
- É, retiro o que disse, pode ser sem vergonha mesmo.
- Pode?
- Pode.
- Tem certeza?
- Tenho.
- Certezinha?
- Abso...

Quando ia terminar de falar ele lambeu meu nariz. Ri dele e agarrou minha cintura. Não resisti também e beijei sua boca cheia de pasta de amendoim. Admito, estava uma delícia.

- O que os dois mocinhos estão fazendo?

Justin me soltou sem graça e limpou sua boca. Virei para ver quem era e sorri alegre.

- Pai!

Corri até ele e o abracei forte. Não contive as lágrimas e desabei a chorar no peito dele.

- Esse é seu namorado?

Justin me olhou sem graça e com as bochechas vermelhinhas e ri de meu pai.

- Ah pai... Se quiser chamar de namoro.

Virei-me para Justin e ele sorriu animado.

- Então estamos namorando, marrentinha?
- Hm. Não sei. Vamos ver isso com a sua mãe depois.
- É... Prazer. Sou...

Nos olhamos tensos e concordei para ele, não ia esconder do meu pai que ele era o Justin Bieber.

- Justin Bieber?
- Como sabe?
- É! Como sabe pai?
- Eu estava falando com sua mãe, Justin. Ele me disse que você tinha vindo para cá, que por coincidência é a casa da minha filha, então...
- Só falta você conhecer ela, não é (seu apelido)?
- É... – Sorri sem graça e meu pai me abraçou.
- Sua boca está suja, filha.
- Esse Justin aí que sujou!
- Eu? Você que passou em mim!

Olhei sem graça para o meu pai e todos nós rimos juntos.

- Filha, não está com calor com essa blusa de manga comprida?
- Não pai. Já me acostumei a ficar com elas. – Ri sem graça e sorri tentando disfarçar. Mentira. Estava com calor sim. Mas não queria que nem meu pai, e nem o Justin vissem meu braço, nem a pau.
- Então tá... Se vocês vão ver a Pattie, por que não vão se lavar?
- Verdade pai. Vamos lá pra cima Justin?
- Acho melhor não.
- Por quê?
- Vou esperar você primeiro. Depois eu vou.

Entendi o que ele quis fazer, aww. Ele tá com vergonha de o meu pai pensar besteira de nós dois e quer provar que é cavalheiro. Que fofo.

- Então tá. Já volto!

Subi correndo e fui para o meu quarto, abri a porta do quarto e levei um susto. O Charlie estava sentado na minha cama.

- OMG. Quer me matar de susto Charlie?
- Por que estava com ele?
- Ele que veio pra cá!
- Vocês estão ficando juntos, (Seu nome)?
- Está com ciúmes?
- Estou! Algum problema?
Ri dele e o abracei. - Charlie, eu já te disse, não te trocaria por nenhum garoto no mundo, só você é o meu ruivinho!
- E ele é seu loirinho.
- Para Charlie. Vai começar? Eu tenho que me arrumar, pode dar licença?
- Desde quando você teve vergonha de mim?
- Desde quando meu pai está em casa e me esperando para ir falar com ele.
- Ele está aqui?
- Sim. Então, pode dar licença?
- Tá, eu dou, mas só se eu falar com ele.
- QUE? Só se for lá fora então.
- Beleza.

Fui ao meu banheiro e lavei o rosto e a boca, principalmente. Sequei o rosto e voltei para o quarto. Abri a porta do guarda roupa e tirei minha camiseta xadrez e a joguei no chão. Vi que Charlie não tinha saído ainda e empurrei-o do quarto e o mandei pular pela sacada se não fosse sozinho. Desceu pela árvore e ficou esperando.

Finalmente sozinha! – pensei. O Charlie é o único amigo meu que sabe do meu braço, então me troco na frente dele de boa. Mas, às vezes me incomoda sim. Ele e aquela safadeza oculta dele, aiai. Tirei meu uniforme e coloquei essa roupa:


(só que com a manga até o pulso)

E meu all star rosa de cano longo. Desci correndo e abracei meu pai, Justin sorriu e vi que já tinha lavado sua boca. Ri dele e saímos, tranquei a casa e vi Charlie encostado na árvore sem camiseta. Olhei brava pra ele, ele veio me abraçar e abracei. Ele me girou no ar e me colocou no chão. Justin me olhava sério e de braços cruzados.

- Oi gatinha, tudo bem?
- Precisava tirar a camiseta? – disse baixinho.
- Que bom que está bem, esse que é seu pai?
- Quem é ele filha?
- Um amigo meu pai, o Charlie, já falei dele pra você.
- Ah é mesmo. Prazer, sou Marcos.
- Charlie.

Eles apertaram as mãos e mordi os lábios, tensa. Justin me olhou histérico e bufou.

- Filha, temos que ir, não vamos deixar a Pattie esperando, certo genro?
- Certo sogrão. – Justin o abraçou sorrindo e deve ter vibrado depois do ‘Genro’.

Charlie me olhou com desgosto e sorri sem graça. Acenei com um Tchauzinho para ele e fomos para o hotel ver a Pattie.
..........................................................................................................



Hey Girls *-* 

omgomgomgomg, e o pai dela vendo eles se beijando? Que flagra, aiai. kkk 
O que será que a Pattie vai achar dela? Quem quer saber? o/ o/ 

Fiz um mega capítulo hoje de presente. kk' Gostaram? Me avisem! *-*
~~ 10 comentários? ~~ 

- Giih. 

19 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAA continua, continua, continuaaaaaaaaaaaa ta mt mt mt mt mt boa, oq q ela te no braço??????

    ResponderExcluir
  2. Anônimo15:44

    POSTA MAIS TA PERFECT!! :)

    ResponderExcluir
  3. aaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhh meu deus! eu ameeeei! tá tudo perfeito sério!

    ResponderExcluir
  4. continuuuua! tá maravilhoso! o que ela tem no braço hein?? aiai! tá me deixando curiosa!

    ResponderExcluir
  5. Awwww *--* Que lindos! Acho tão fooofo o Jus chamar a "EU" de marrentinha, hahaha'
    Coontinua diva, por favoor ;)

    Beeijos

    ResponderExcluir
  6. Anônimo17:11

    Meeu, ta perfeitoo! Continuaa! Vc é mt FODAA' uhuu' sua IB é a melhoor'
    Bruna

    ResponderExcluir
  7. Anônimo17:12

    continuuua ta mto perfeito!!
    Beiijo

    ResponderExcluir
  8. awwwn que fofo o Jus é
    onwwt ti fofo ele é um cavalheiro
    [aah eu to super curiosa
    continua logo ta *-*

    ResponderExcluir
  9. Awn que fofis *3* ... CONTINUAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  10. AAAAAAAAAHH
    Eu queria ter um pai desse:D
    Nossa o meu é:sem cometários ¬¬
    Continua ta PERFEITA ....
    bY: Caroline Hommerding s2

    ResponderExcluir
  11. PUTZZZ que felicidade do Drew/Justin (KKKKKK) :)
    Amando essa #IB! ;)

    ResponderExcluir
  12. Lindo Lindo Lindo, eaê. Dona Pattie vai gostar da (seu nome) ? *o*

    Charlie cheio de ciúmes, pô, eu acho certo ciúmes. Ta com medo de perder a pequena dele '-'

    ResponderExcluir
  13. Rafah' sz19:57

    meu gosh ! adorei esse capitulo sério msm ! o Charlie cheio de ciumes hihi ! e eu amei "meu pai"! acho q a Pattie vai me achar estranha , sei lá ! continua logo ! to super curiosa !!
    Bjs ;*

    ResponderExcluir
  14. Heloo . sz22:03

    My Good! Quero um pai desses pra mim *-*
    Charlie ciumento. Rum!
    "meu" lorinho uhuuules *-*

    Será que a Pattie vaai gostar de "mim" ?
    Gosti Patiie please (yn)

    Capitulo Perfect ;$

    ResponderExcluir
  15. OH GOD ameiiiii continua :) e eu to bem louca para saber o que ela tem no braço

    ResponderExcluir
  16. Continua , por favor .. Morrendo *-*


    Leitora Nova , beijo gata .

    ResponderExcluir
  17. Aniinha_Belieber_0615:02

    Omg ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir