3.10.11

#IB - The Skater Girl: 9° Parte


 *Mode Justin ON*


Mesmo só conhecendo a (Seu nome) há dois dias, parece que eu já a conhecia desde pequeno. Ela é especial, dá para sentir no toque dos beijos dela, no olhar, no sorriso... Não se explicar. É... Estranho. Nunca senti nada parecido por uma menina, nunca. Quando eu a vi chorando por causa daquele beijo que dei nela, me senti um monstro, não devia ter feito aquilo, não devia. Fiquei tão vidrado nos lábios dela, que não resisti.

Algo me diz que ela é diferente de todas. Deve ser aquele jeito marrento e rebelde dela de ser. O estilo, a personalidade... Boa mocinha ela não é, mas é tão carinhosa, carismática... – Pensei. E o que eu não consigo entender, parece que esconde um segredo tão obscuro como seu guarda roupa cheio de monstros de roupas. Por que me odeia? Diz que me odeia, mas é tão doce e durona ao mesmo tempo, que me confundo se ela está tentando ser rude ou compreensiva.     

Ficamos olhando o céu azul sem nuvens, tinha me afastado dela e encostado os meus cotovelos nas barras da sacada. (Seu nome) estava tão quieta... Nós dois estávamos. Acho que nós dois estamos pensando é o quanto eu fui idiota com ela. Idiota e tarado. Se me arrependo? Muito. Eu implorava por mais um beijo dela, seus lábios viciam demais. E quando ela me disse que Charlie era melhor beijador que eu, meu sangue ferveu. Ele é um interesseiro, isso sim. Falsidade número 128390183013821983 a dele. Dá para perceber o quão malicioso ele é. O jeito de ele olhá-la é tão nojento e pavoroso que qualquer garota odiaria só de ver. Ele a olha com tanto desejo e malícia... Só a (Seu nome) que não percebe. E se ela gostar desse cão ruivo sarnento? Juro que me mato.

- (Seu Nome), pode me responder uma coisinha?

- Sim Justin.
Hesitei por um segundo. Tenho que ser curto e direto, mas de uma maneira que não pareça que estou sendo invasivo e querendo saber demais dela. É... Vai ser difícil. - Você gosta do Charlie?
- Olha Justin, ele é meu amigo, não trocaria por nenhum namorado no mundo, mas às vezes ele me enche tanto, que nem eu aguento e fico dias sem falar com ele.
- Não parece, sabia? Quem vê, pensa que vocês são namorados! Eu pensei por um momento. Quando te beijei na pista de skate, achei que tinha corrido por causa do Charlie, mas quando sua mãe me disse que vocês eram só amigos me confundi todo! Você já o beijou mesmo?
Ela me olhou triste e molhou os lábios. – Só uma vez... Mas foi horrível, horrivelmente horrível.
- Pode me contar como foi? Se não for te incomodar, lógico.
- Ok. – Ela sentou no chão e sentei a sua frente. - Aconteceu umas duas semanas depois que nos conhecemos, isso já faz uns três anos. (Vamos dizer que na #IB você tinha 15 anos hoje, ok?) Ele tinha me convidado para ir a uma festa na casa dele, e só tinha meninos lá. Naquela época eu nem era rebelde, nem skatista, ou seja, era uma estranha no meio de todos aqueles meninos. Ele tinha bebido muito, e eu só tinha doze anos. – (Seu Nome) estava com seus olhos brilhando de água. Sentei atrás dela e a ajeitei entre minhas pernas. Sequei suas lágrimas e beijei sua bochecha gentilmente.
- Se não quiser continuar, por mim tudo bem (Seu apelido).
- Não, eu vou contar ela inteira. Eu sempre choro quando conto, é normal. Não se preocupa ok?
- Tá. – Sorri e coloquei uma mecha de seus cabelos que tinham caído em seus olhos.
- Eu tinha subido para o quarto dele para atender uma ligação de uma amiga minha e, logo após desligar o telefone, ele entrou bruscamente no quarto só de... – Ela hesitou e enxugou uma das lágrimas que havia caído.
- Só de?
Riu meio sem graça e mordeu os lábios. – De cueca. E segurava uma garrafa de vodka na mão. Eu me assustei. Ele foi me agarrando, me beijando e tirando minha roupa, ele tinha tirado minha blusa e eu tomei a garrafa da mão dele e quebrei em sua cabeça.
- Nossa. Ele estava tão alterado assim?
- Estava, e muito. Ele só tinha 16 anos e bebia feito louco. – Ela olhou par abaixo por um instante e olhou para o céu. - Não sei como, mas, depois naquele dia, todos me tratavam diferente, como se eu fosse... Maluca, rebelde, sei lá. Ele tem até hoje a cicatriz na testa do corte da garrafa. Também, logo atrás de sua orelha esquerda, com quatro dedos de distância.
- Mas, como vocês continuam sendo amigos?
- Ele se desculpou por tudo, e me prometeu que nunca mais beberia depois daquele dia. Daí em diante, ele virou meu vizinho, me levava todo dia para a pista de skate e me ensinava mais manobras e manobras. Ele virou meu professor por um bom tempo. Hoje eu sou bem melhor que ele. – Riu sem acreditar e puxou meus braços para frente, fazendo-os ficarem ao redor dela, como se eu estivesse a abraçando.
- História maluca essa, não é?   
- Parece. – Ela riu novamente e mordeu os lábios. - Obrigada mesmo por me confortar Biebs, você sempre me ajuda nessas horas.
- Só tenho a sorte de te ver nessas horas Shawty.

Só eu que reparei que ela não corrigiu quando disse "Biebs"? - Pensei. Sorrimos juntos e senti meu celular vibrar em meu bolso.

- Se me der licença Milady...
- Dada, Milord Bieber. – Levantou-se rindo e escorou na sacada.

Levantei em seguida e atendi.

- JBieber falando, quem é?
- Sou eu JB, Scott. Estou te procurando há horas e você sumiu rapaz! Onde está? Se esqueceu da passagem de som das 17h?
- Meu Deus! Desculpa Scott, eu esqueci mesmo. Já estou indo, não me espere.
- Bom mesmo, fujão.
- Hahah’ Até lá Scott. 


Desliguei e (Seu apelido) estava de costas para mim, apoiada sobre as barras da sacada. O vento soprava em seus lindos cabelos, parecia àquela cena do Titanic, só faltava ela estar com os braços abertos. Ri de meu pensamento e fui até ela. Abracei sua cintura e beijei sua bochecha.

- Eu vou ter que ir, marrentinha.
- Por quê?
- Tinha uma passagem de som há algumas horas atrás e me esqueci, agora Scooter quer me matar se eu não for logo.
- Nossa. Então... Tchau?
- É... Tchau, minha linda.

Ela sorriu sem graça e tentei dar um beijo em sua bochecha, mas ela sem querer virou seu rosto e nos selamos. Nossas bochechas coraram e sorrimos. A abracei de novo e corri até a porta, a destranquei e deixei a chave em cima de criado mudo, fiz meu famoso sinal da Nike com a mão esquerda e ela sorriu gentilmente e fechei a porta, correndo para Scott não me matar.
.................................................................................................... 





Heey Girls *-* 


 
Desculpa por postar essa merreca de nada, mas eu fiquei enrolando horas pra escrever. A inspiração não vinha, sabe? kk' E desculpa por ontem também, minha mãe estava em casa, então sacomé né? .-. 

Indicações: 

Quer indicações? Indico todos----' 


Gostaram? Me avisem! 

~~ 10 comentários? ~~~


- Giih.  

11 comentários:

  1. Amei , perfeitooo , continua pls !!!!

    ResponderExcluir
  2. nao tá uma merreca ook ? Sua IB é perfeita !!
    Continua (:

    ResponderExcluir
  3. Amei *--* E não tem nads merreca ai naum esta perfeito tudo tudo luv.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo20:04

    Oq posso dizer??
    PERFEITOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!
    Parabens vc é dimais!!!!!
    Continua ai pleaseee!!!!!
    By:Eliete ♥

    ResponderExcluir
  5. Ah continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, ta merreca ñ more

    ResponderExcluir
  6. Anônimo20:17

    [aaaaaaaa] perfeeito , contiinuaa

    By: @isaainy

    ResponderExcluir
  7. Anônimo21:20

    perfeito continua
    <3

    ResponderExcluir
  8. AI QUE LINDO QUE LINDO QUE LINDO *O*

    JUSTIN É MT FOFO, OMB SERÁ QUE ELA VAI CONTAR DAS CICATRIZES NO BRAÇO? SERÁ?.. UM DIA ELE VAI TER QUE SABER, NOSSA, JÁ ESTOU QUERENDO ANTECIPAR TUDO. RS '

    Desculpe a minha loucura ↑ , mas a minha curiosidade é imensa demais kkk ' /vdd

    ResponderExcluir
  9. JUSTIN VC EH MTO FOFO TA? AAAH EU TO AKI LENDO AS 4 DA MANHA! TO TAO FELIZ PQ O JUSTIN CHEGOU QUE NAO CONSSIGO DORMIR D: MAS TA PERFEITO CONTINUA LOGO ♥

    ResponderExcluir
  10. perfeitooo! ameei,continuaaa *-*

    ResponderExcluir
  11. Anônimo11:18

    ta muito booa! Continuaa LLLLLL"
    Bjoos.

    ResponderExcluir