16.12.11

#IB - The Skater Girl: 57° Parte

- Vão dizer que estão se encontrando escondido?
- Não Pattie, foi o Justin quem me beijou, pergunta pra ele!

Justin me olhou com raiva e comecei a rir.

- Ah mãe, eu preciso responder o que estava acontecendo aqui?
- Não, meu filho. Já tava na hora de vocês dois voltarem.
- Achei que ela iria brigar comigo, falar que eu não presto, mas ela quer que nós voltemos? – Disse Justin, surpreso e segurando em minhas mãos.
- É Justin, por isso que eu admiro demais sua mãe. Ela não fica brava com as coisas idiotas que você faz. Arriscar a me chamar por mensagem de texto e me beijar no acostamento de um restaurante francês, ótima idéia a sua.
- Espera, tem algo errado nessa frase.
- O que? 
- Esqueceu do “minha sogra”.
- Viu? Outra coisa idiota! – Dei um tapa no ombro de Justin e Pattie riu de nós.

Justin me ajudou a levantar e fomos até Pattie de mãos dadas. Ela sorriu e viu meu anel, e olhou para Justin.

- Sabia que era por outro propósito. Mas, e a...?
- Não sei mãe, ainda to pensando nisso.
- Hm. Agora, vamos voltar para a mesa, se não vão pensar o mesmo que eu.
- Mãe!

Eu e Pattie rimos juntas. Achei melhor eles dois irem primeiro, afinal, eu disse que iria pegar um ar puro, então...

Fiquei passeando na frente da torre e vendo seu brilho estupendo à noite.


Ela me traz boas lembranças, ainda mais quando olho para meu anel. Só para você ver o que o amor faz com uma pessoa. Justin foi de Sydney até a França só para tentar me reconquistar, e ele conseguiu. Maldita sorte. Escutei alguém me chamar do outro lado da rua e me virei, meu pai me chamava.

- To indo pai!

Corri até ele e parei do seu lado.

- O que foi paizinho?
- Vai ficar aqui fora mesmo?
- Por quê? Ah, já sei, já to entrando.

Voltava para o restaurante quando meu pai me segurou pelo braço e me parou no meio do caminho.

- O que é? – perguntei?
- Você não está magoada por causa do Ash, não é?
- Por que estaria? Ele só me fez mal pai, não vou sofrer por um cara desse tipo. 
Ele sorriu e me abraçou. – Ótimo. Achei que estava triste por causa dele.
- Mas não estou e não vou ficar.

Sorrimos juntos e voltamos abraçados para o restaurante.

(...)

Acordei morrendo de frio. Meu cobertor foi parar no chão. É, eu me mexo muito enquanto durmo. Peguei o cobertor e vi um papel dobrado junto dele. Peguei-o e o abri.

Olhe para a outra cama

Como o papel mandava, eu olhei. Justin dormia na cama, como um anjo. Revirei os olhos e sorri. Levantei da cama e deitei na outra com ele. Tive todo o trabalho de levantar a coberta, entrar nela e deitar do lado dele sem o acordar. Deitei minha cabeça em seu peitoral e fiquei escutando as batidas fracas de seu coração. Senti-o mexer com meus cabelos e sorri.

- Te acordei?
- Eu estava acordado.
- Seu malandro, fez isso só para eu deitar na cama com você?
- Fiz, e qual o problema?

Ri dele enquanto deslizava meus dedos em seu peitoral.

- Sabia que eu não vejo a hora de nosso dueto tocar nas em todas as rádios do mundo?
- Você pensa muito grande, Justin. Ninguém iria querer colocar na rádio algo com a minha voz de taquara rachada.
- Sua voz não é irritante. Chega até a me acalmar de vez em quando!
Comecei a rir dele - Adorei essa piada!
- Só você não gosta da sua voz.
- Verdade, ela é muito feia.
- Que coisa (Seu apelido), não fala que sua voz é assim. Se fosse desse jeito o Luis não teria gostado de você, nem o Scooter pediria para que nós dois fizéssemos o dueto. Não se rebaixe a uma coisa que você não é.
- Tá, tá. Agora, posso dormir aqui com você?
- À vontade, marrentinha.

Rimos juntos e acabei adormecendo no peitoral de Justin.

Mode Justin on*

Horas depois.

Já era de manhã, digo, de tarde quando acordei de novo. Ela ainda dormia no meu peitoral. Fiquei com tanta dó de acordá-la, ela parecia estar feliz no sonho dela, já que sorria dormindo. Fiquei fitando seu corpo repleto de curvas brasileiras enquanto enrolava as pontas de meus dedos em seus cabelos longos. Vi a imagem de minha mãe surgir na porta e fiz um sinal de silêncio para ela.

- Ok! – Disse minha mãe, sussurrando.

Ri dela e deitei minha princesa com sua cabeça no travesseiro delicadamente. Fui até minha mãe na ponta dos pés e fechei a porta.

- Você sai do seu quarto no meio da noite para ir dormir com ela? Que pouca vergonha é essa, meu filho?
- Não teve nenhuma malícia como a senhora está pensando, tá?
- E quem disse que eu pensei nisso?
Dei de ombros e ela colocou sua mão em meu ombro. – Eu sei que a (Seu nome) é o amor da sua vida, mas não deixe a Selena de lado. Ela também é uma boa garota.
- Eu sei disso mãe, mas ela me proíbe de olhar a minha marrentinha!
- Ela só quer cuidar do que é dela.
- Mas eu também sou da (Seu nome), eu também sou namorado dela.
- Então o anel é de compromisso?
- Yes. – pisquei para minha mãe e ela riu.
- Você tem duas namoradas, certo?
- Certo.
- Então vai ter que escolher uma das duas.
- E você tem dúvidas de quem eu vou escolher?
- Só não tente magoar a Selena, ok?
- Eu não quero magoá-la mãe, se eu magoar, nunca irei me perdoar.

Minha mãe concordou e Marcos apareceu segurando na cintura de minha mãe. Ri dele e entrei no quarto novamente. (Seu nome) esfregava suas mãos em seus olhos. Sorri e sentei do lado dela.

- Que fofa a minha marrentinha.
- Não sou fofa.
- É sim, muito fofa. – apertei as bochechas dela e ela revidou com um tapa na minha testa.
- Não aperta minha bochecha, dói sabia?
- Tá minha linda, não aperto mais. O que te deu? Acordou de mau humor?
- Tive um sonho horrível.
- Quer falar sobre ele comigo?
- Quero.

Ela se ajeitou na cama e a deitei em minhas pernas. Brincava com seus cabelos enquanto ela me contava que tinha sonhado com o Charlie e, que ele tinha pedido ela em namoro de novo, mas o Charlie estava diferente, não estava ruivo e sei lá, tocava violino, algo assim. Isso não chega a ser horrível, mas é esquisito.

- Um sonho em tanto esse.
- É. Não consigo imaginar o Charlie com madeixas loiras e, ainda mais, de cabelos castanhos. Desde quando eu me conheço por gente ele é ruivo!
- Quem sabe é só no seu sonho?
- É, deve ser.

Ficamos em silêncio e mordi a ponta da orelha dela, deixando ela arrepiada. (Seu nome) sorriu e sentou em minhas pernas, fingindo me dar socos. Ria dela e desviava dos socos e, às vezes, fingia que ela me acertava. Era engraçado.

- (Seu nome)...
- Fala Biebs. – ela me deu um soco de mentira e desviei.
- Quando nós voltarmos para os Estados Unidos vou chamar os meninos para vir te conhecer.
- Que meninos?
- Chaz e Ryan.
- Hm. Ok! Ah, chama também os Beadles, por favor.

Concordei com ela e chamei-a para almoçar fora, (Seu nome) concordou e foi se arrumar, enquanto eu também fui.

Mode Justin off*

Terminei de me arrumar e fiquei na recepção do hotel esperando por Justin. Fiquei conversando com a moça do balcão de informações, até que alguém tampa meus olhos com suas mãos. Dessa vez, não havia nenhum esparadrapo.

- Quem é?
- Adivinha. – disse com uma voz fininha.
- Não sei. Dá uma dica?
- É mulher!

Aquelas mãos macias... Só a Mel tem essas mãos. Mas, o que ela estaria fazendo aqui em Paris? 

- Nunca vou acertar, mas, tentar eu vou. Melanie?
- Como acertou? – Ela tirou as mãos e me virei para ela, a abraçando.
- Conheço suas mãos! Nossa, que saudade.
- Também estava. Você sumiu!
- É, viajar pelo mundo te faz sumir da realidade mesmo. Como andam as coisas lá em NY?
- Todos estão com saudades de você, inclusive o Will e o Charlie.
- Nem me lembre dele. Ah, queria ver o Will! Ainda em busca da “garota skatista”?
- Por incrível que pareça, mas não.
- OMG, sério?
- Eu fiquei surpresa também. Ele tá de namoradinha. Ela chama Catarine.
- Hm. Legal pra ele. O Charlie ainda fala de mim?
- Fala, e muito. Que ele não devia ter te batido, se não ainda teria sua amizade, e você sabe mais o que. Agora, ele sumiu! Dizem que ele viajou de novo, não sei para onde.
- Ah... Ele costuma viajar assim mesmo, sem avisar pra ninguém. Ah, eu e o Justin vamos almoçar fora, quer ir junto?
- Adoraria!

Justin apareceu e sorriu ao ver Melanie, que ficou paralisada. Ri dela e Justin segurou em minha cintura.

- Mel?
- Oi!
- Você vai vir almoçar com a gente, né?
- Claro!
- Ótimo, então vamos.

Justin pegou a Range e fomos.

(...)

Já tínhamos ido ao restaurante, eu e Melanie passeávamos pelas ruas quando Mel parou em uma banca de revistas.

- Aquelas revistas têm os nomes de vocês dois!
- Espera, como essa foto foi parar aqui?

Peguei uma revista e vi que eu e Justin nos beijávamos, e tinha como título “Justin reconquista (Seu nome) com música”

- Reconquista com música? Ah tá bom, ele não precisa de música para me reconquistar. 

Melanie riu e a moça do caixa me olhou surpresa.

- É a (Seu nome)!
- É, sou eu sim. – sorriso amarelo---. – Quem foi o cara idiota que fez essa revista? É mentira! Ele não me reconquistou. Essa foto era de quando nós éramos namorados, que coisa.

Fiquei emburrada e um paparazzo ficou tirando fotos minhas e da Melanie, era flash para todos os lados. Nós tivemos de sair correndo de lá, ele não parava de tirar fotos. “(Seu nome), você é mesmo a nova namorada do Justin?” “(Seu nome), esse anel é de compromisso?” “(Seu nome), o Justin desistiu da Selena para ficar com você?” OH MY GODNESS!

- Nossa, paparazzi são muito chatos!  
- Concordo Mel, mas eu já até acostumei.
- Ei, aquele ali não é o Charlie?
- Charlie? Aonde?

Melanie apontou para um garoto ruivo com uma boina que estava sentado em um banco de madeira e lendo um jornal. Melanie o chamou e ele virou-se para nós, e, não era que era ele mesmo? Senti um aperto no coração ao vê-lo e lembrar-me de tudo que ele me fez, e o que passamos juntos. Fomos até ele e sorriu ao nos ver.
..........................................................................................................


Heey Girls *-* 

Ah, de novo eu postei tarde, mas eu postei. kk 
E esse encontro do Charlie e da (Seu nome)? só no próximo capítulo babes ;* 

Gostaram? Me avisem! 
~~ 10 comentários? ~~ 

Giih sz

17 comentários:

  1. HAHA Charlie ? OMG!

    @LorenaBieberNx

    ResponderExcluir
  2. Charlie...#MEDO O.o
    O Justin "me" protege!!! U.U

    ResponderExcluir
  3. PERFEITOO!! *leitora nova* I can Not Wait For The Next!!!!! Você poderia indicar meu blog? sonhecomojustin.blogspot.com :D

    ResponderExcluir
  4. aaaaaaaaaaaain meu deeos tta perfeeito , Gii continua s2

    ResponderExcluir
  5. Anônimo12:44

    OMG não posso esperar pro próximo capitulo
    eu quero que eles assumam logo o namoro
    ta perfeita *---------*

    ResponderExcluir
  6. Anônimo13:46

    Nossa sua #IB tá cada vez mais perfeita !!!! Continua por favorzinho !!! Beijuuus.
    By: sua Fã <3

    ResponderExcluir
  7. como vc tem coragem de parar na melhor parte ? kkk
    ta perfeito fofa s2
    continua divã *-*

    ResponderExcluir
  8. Aaah Nãao.O sonho do julgamento vaai acontecer !?!

    Dexa o JB e "eu" juuntos vaai!

    ResponderExcluir
  9. Amor, sua #IB ta perfeita ! Continua.. E amor, no meu blog, eu faço uma #IB também, e tipo, eu tava escrevendo ela antes de ler esse capítulo, e tipo, pode até ver, que no capítulo do dia 10, eu botei o nome da menina de Catarine.. e agr, na minha #IB, eu usei o nome da minha personagem principal como Melanie, porque ela muda de nome e pá. Só quero deixar claro que eu não copiei seu nome nada, tanto é que quando eu li os nomes fiquei tipo: "QUE BRUXARIA É ESSA ?" haha Só pra deixar claro ok amor ? E indica meu blog ? Me responda, por favor ! Beijos, amo você s2

    ResponderExcluir
  10. Aaaaaaaaaaaaaaah continua, mega ansiosa aqui !!

    ResponderExcluir
  11. Hello22:30

    Giih, o site www.bieberfeverbrasil.com vai começar a ter imagines beliebers olha só: Imagine Belieber e Fanfics: Em breve vocês poderão encontrar em nosso site uma página especial com várias “Imagine Beliebers” e também Fanfics!

    Entra láa no site e dáa uma olhada. ;) Sua #IB pode ser conhecida mundialmente e até pelo JB, poqe ele acha qe o site é ótimo!

    ResponderExcluir
  12. Aaaaaaaaaaah posta a 58º parte plz, to morrendo de ansiedade aqui !!!
    Ta perfeita amr <3

    ResponderExcluir
  13. Anônimo14:24

    AMOR, VOCE FOI NO SHOW DO JUSTIN AQUI DO BRASIL?

    ResponderExcluir