10.3.12

#IB - The Skater Girl: 87º Parte

Depois de terminarmos de limpar a cozinha, Alyss nos chamou e fomos até o quintal. Adivinha quem estava lá? Scooter.

- Vamos, Justin?
- Ah não, mas já? – disse eu, deixando meus ombros caírem.
- É Scott! Tão cedo? – disse a minha marrentinha, me abraçando.
- São 20hs, sabiam?
- Mas já? – disse Chaz, chegando perto do Scooter – Porque você não bate um papo com a dona Alyss e pergunta se a gente pode dormir aqui?
- Concordo com o Chaz, fala lá com ela, vai Scott lindo do meu coração... – (Seu nome) sorriu e fez uma cara muito fofa.
- É Scooter, vai lá.
- Tá, tá. Me convenceram.

Scooter foi até a cozinha e ficamos lá, na expectativa.

- Nem precisa falar que ela deixa. Vocês são de casa.
- Eu sabia que ela falaria isso – disse eu, beijando a bochecha dela.
- Sabia é?
- Sabia sim.
- Desde quando lê meus pensamentos, Edward?

Eles riram dela e Scooter veio com Alyss até nós seis. Minha sogra nos olhou com um sorriso largo no rosto. “Para mim, isso é um sim bem grande.”

- E então mãe? Você deixa?
- É claro que eu deixo meninos, mas, vocês vão ter que voltar com o Scooter só para pegar suas coisas.
- Ah, tudo bem então.
- Vamos gente, antes que o Scooter mude de ideia!
- É!

Todos nós saímos correndo, menos a minha marrentinha, que ficou lá com a minha sogra querida. Eu parei no meio do caminho e voltei lá, dei um beijo na bochecha dela e sussurrei em seu ouvido:

- Te amo, tá?

Ela riu de mim e assentiu com a cabeça. Beijei sua testa e saí correndo, eles me gritavam demais.

Mode Justin off*

Depois que eles foram para o hotel, minha mãe entrou de volta e eu fiquei no quintal, sentada na grama. Permaneci olhando as nuvens de algodão e estiquei minhas pernas e olhei para frente. Vi Charlie saindo de casa e dei um tapa na minha testa. “Só falta esse paspalho vir aqui!”, pensei.

Charlie andou até a calçada, me avistou e sorriu. Atravessou a rua e levantei correndo quando vi que ele estava vindo aqui. Ele, vendo que eu levantei, correu também e fiquei desesperada. Entrei voando em casa e bati a porta na cara dele. Segurei a porta e escutei minha mãe entrando na cozinha.

- Filha, por que está segurando a porta?
- Porque tem um ladrão aqui e ele quer entrar! Fecha a porta da frente, as janelas, por favor, mãe!
- Um ladrão? Meu deus!

Minha mãe saiu correndo para fora da cozinha e suspirei aliviada. “Pelo menos, o Charlie não vai entrar quando o Justin estiver aqui”, pensei. Minha mãe voltou desesperada e mandei-a fazer silêncio.

- Relaxa mãe, eu já dei conta de tudo. Você sabe, é só falar uns palavrões...
- DONA ALYSS, SOU EU, O CHARLIE!

“Filho da mãe!”

- O Charlie, (Seu nome)?
- SOU EU! POR FAVOR, ME DEIXA ENTRAR!

Comecei a negar com a cabeça e implorar para ela que não abrisse a porta.

- Charlie, eu acho melhor você ir para a sua casa, meu querido.
- Mas, mas Dona Alyss, eu quero muito ver a sua filha.
- Ruivo, você já viu, agora para de me encher!
- Você só não quer me ver por causa desse seu namoradinho famoso que está fazendo sua cabeça!
- Ei, não fala assim do meu genro! Vá para a sua casa Charlie!

Gritei um “YES” mentalmente e não escutei mais nada vindo dele depois do que minha mãe havia dito.

- Bom trabalho mãe, me ajudou muito.
- Mas, por que não quer vê-lo?
- Eu já o vi. Tanto que eu espirrei spray de pimenta na cara dele e briguei com ele.
- Spray de pimenta?
- Ah mãe, ele não parava de me encher. E você sabe que quando eu saio sozinha, ou é o canivete, ou o spray.
- Eu sei, mas, ele é seu amigo!
- Não é mais a mesma coisa mãe, você sabe disso.
- É...
- Então né.

Ficamos em silêncio e escutamos a campainha tocar. Fui correndo até a porta e vi o povão chegando com as malas. Abri a porta e eles entraram alvoroçados e deixaram suas malas ao lado dos sofás.

- Demoramos muito? – perguntou Chaz, se jogando no sofá.
- Que nada Chaz, nadinha. – Ri dele e olhei para o resto da turma - O que querem fazer?
- Eu quero ver um filme bem sangrento. – disse Cait, levantando as sobrancelhas.   
- Cait? Até você? – perguntei.  

Rimos e eles foram até a estante de DVDs procurar um filme legal – sem ser sangrento, eu acho.

- Ei marrentinha, você parece preocupada. – disse Biebs, abraçando minha cintura.
- Eu? Preocupada? Que isso Justin, você deve estar...
- Quando você fala assim, é porque tem coisa no meio. Quero dizer, alguém, no meio.

“Como ele me conhece bem, que droga”, disse para mim mesma.

- Ah é? E quem você acha que seria esse “alguém”?  
- Algum menino. Provavelmente que eu não gosto.
- Hm, bom saber. Porque eu não estou preocupada com nenhum menino, tá?
- É o Charlie, não é?
- Charlie? – ri dele e empurrei seu ombro – Até parece.

Justin me olhava com as sobrancelhas arqueadas e com cara de desconfiado. Mordi meus lábios e dei um tapa em minha testa.

- Que droga Justin, como você sabe?
- Eu o vi voltando pra casa. E com uma cara super, super triste.
- Ah, vamos ver se você acerta o que eu fiz para deixá-lo daquele jeito.
- Você não quis ver ele por minha causa, sabendo que eu poderia chegar a qualquer momento, e poderia brigar com você depois.
- Não só por você, por eles também. Iria ficar um clima chato demais.
- É, por isso também.
- Na verdade, foi por isso mesmo, mas, eu não o deixei entrar, falei para minha mãe que era um ladrão querendo arrombar a porta e mandei-a trancar as portas e janelas para o Charlie não entrar.
- E ela descobriu que era ele?
- Sim, e mandou-o voltar pra casa por minha causa.
- Você deve ter implorado pacas, afinal, ela é quase a segunda mãe dele, que eu saiba.
- Não, ela é a sua segunda mãe.

Sorri para ele e rimos. A turma da pesada escolheu o filme Gigantes de aço, e pegamos as malas e levamos para o meu quarto. Eles também ajudaram a pegar os colchões. Arrumamos o quarto todo, Cait foi pegar a pipoca com a minha mãe e os meninos (Chaz, Ryan e Chris) foram até o mercado comprar refrigerante e chocolate. Ah, e sem esquecer os Doritos.

Ficamos nós quatro em casa. Minha mãe tinha me chamado para pegar umas roupas minhas na lavanderia e Justin ficou com Caitlin no meu quarto. Peguei aquela pilha de roupas sujas e subi com dificuldade até meu quarto. Quando entrei, vi que Justin olhava Caitlin sem acreditar e eles me olharam entrar no quarto.

- Hm... posso saber o porquê esse clima?
- Você já beijou o Chris?
- Eu? Não!
- A Caitlin disse que sim!
- Eu não me lembro de ter beijado ele, foi ele que quase me beijou, mas, eu não deixei. Por que Justin? Acha que eu ficaria com o Chris?
- Não, mas, o Chris que disse isso para a Cait, que você beijou ele.

Fechei os olhos e coloquei a pilha de roupas em cima de minha cama.

- Biebs, vai acreditar em mim ou nele?
- Eu o conheço a mais tempo que te conheço.
- E acha que eu mentiria pra você só porque eu te conheço há dois anos?
- Não é isso...
- Então é o que?
- (Seu nome), eu vou te contar uma coisa e não queria que você contasse pro Chris, ok?
- Tá bom, pode falar.
- É... é em particular.
- Hã? Eu não posso ouvir? – disse Justin, agoniado.
- Não Biebs, agora não. Por favor, dê licença do quarto.
- Tá bom.

Ele saiu bufando do quarto e quando ele iria sair, avisei-o:

- Ah, e não fique escutando atrás da porta, viu?

Justin me olhou nervoso e ergueu uma sobrancelha. Deu de ombros e fechou a porta. Caitlin me olhou sem saber o que dizer e sentou em um dos pufes.

- É sério, não conta pro Chris e nem pro Justin. Agora não é a hora de ele saber disso.
- Ok, minha boca é um túmulo.

Cait riu de mim e sentei em um pufe também. Ficamos frente a frente e ela começou a falar:

- (Seu nome)...
..............................................................................................................................

Hey Girls *-* 

OMG, é agora. Como será que a (Seu nome) vai reagir? E o Justin, quando souber? No próximo capítulo ;* 

Gostaram? Me avisem! 
~~ 10 comentários? ~~ 

Giih sz

16 comentários:

  1. Anônimo13:45

    OMG VOU TER UM TRECO
    TA PERFEITA A IB
    continua ><

    ResponderExcluir
  2. Júlia13:49

    OMG.O que será que ela vai diser?
    Teve uma hora que eu me confundi e pensei que era o Justin falando,haha..Ta mais isso não interessa! ¬¬
    Continua Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Ai deus do céu o q vai acontecer?!?!?!?! Continua logoooo!!!!!!!!!!!! bjokas @JBieberMinhaVid

    ResponderExcluir
  4. aaaaa oq vai aconteceeeer ??? acho que a Cait vai falar que o Chris gosta da (Seu Nome)
    Eu falei da sua fanfic no meu blog diva c:
    http://princesswithallstar.blogspot.com/2012/03/fanfics-historias-reais-de-realidades.html

    ResponderExcluir
  5. AAAAH COOONTINUA
    to super curiosa HAHA ;*

    ResponderExcluir
  6. Anônimo18:18

    aaaaaa vc quer me matar menina continua logo pf

    ResponderExcluir
  7. Anônimo18:53

    Continuaaa
    To morrendo aquii
    [Leitora Nova]

    ResponderExcluir
  8. Anônimo19:23

    OMB. Parou na melhor parte. Quer que eu morra? :0
    Caraca véi, está perfeita. Continua logo se não vou ter um enfarto. ^^

    ResponderExcluir
  9. aaaaaaaaaaadoreeeeeeeeeeeeei, na boa
    mt perfeito q q isso

    ResponderExcluir
  10. Como já disseram, vou ter um treco! Continua logo, please!
    Tá perfeita demais!

    ResponderExcluir
  11. Anônimo16:21

    caraa q incrivell começei a ler sua #IB a no maximo 3 semanas atras ele todo desde a historia q a Thay Começou a escrever!!! terminei ela e cmçei a "the skater girl" e ja to no cap 887 pf posta logo giih e to te adorandoo sua doidaa *--*

    ResponderExcluir
  12. Olá, talvez não se lembre de quem eu sou. Era a lindo-como-o-ceu.blospot.com. Queria te pedir que le-se meu blog pois estou começando tudo de novo outra vez. Se não quiser ler, pode indicar por favor? Obrigada desde já.

    ResponderExcluir
  13. Anônimo17:41

    Continua leggo!

    ResponderExcluir