10.6.12

#IB - The Skater Girl: 104º Parte

Já passara meia hora. Eles nem pensaram em acordar. E o show seria daqui duas horas. Eu avisei ao Marcos que eles estavam descansando, pela viagem ter sido “longa”, que não duraram 20 minutos. Mas, foi o único jeito de enrolá-lo. Entrei no quarto novamente e eles estavam do mesmo jeito, agarrados.
Neguei rindo e sacudi Justin. Ele tentou abrir os olhos, mas de nada adiantou. Ri dele e JB molhou os lábios.

- Ahm... Scooter?
- Sou eu Biebs, acorda.
- Não quero. – resmungou ele.

Justin virou de bruços e (Seu nome) se mexeu também. Esfregou os olhos e sentou na cama, sonolenta.

- Boa noite, (Seu nome).
- Scott?

Ela riu por um momento e levantou da cama. Olhei-a rindo. Ela já entendeu o que se passou aqui.

- Você sabe, não é?
- Sei. É a segunda vez.

(Seu apelido) assentiu e rimos juntos. Ela deitou na cama novamente e se esticou até Justin e sussurrou algo em seus ouvidos. JB sorriu um tanto malicioso e abriu os olhos lentamente.

- É claro que eu me lembro. O Scooter me fez pagar mico na frente dele. 
- Estão falando daquele dia?
- Sim. – disse ela, sorrindo. – Eu estava sentindo que você iria entrar no quarto e nos ver dormindo, que nem da primeira vez.

Rimos juntos e eles levantaram, despertaram e mandei-os se arrumarem. Tem outra cidade para abalar.

Mode Scooter Off*

(...)

Estava pronta para o show e esperava meu pai nos chamar. Agora, eu e Justin ríamos um do outro.

- Mas admite, você queria que eu sei. – disse ele, rindo.
- Eu iria querer tortura?
- Você quase gritava pro hotel inteiro ouvir.
- Sério, eu estou quase criando coragem pra te bater.

Rimos outra vez e pousei minha cabeça no ombro dele. Às vezes, só rindo pra acreditar nas loucuras que fazemos juntos. Mentiras, encrencas, safadezas e uns beijos a mais. Só coisas malucas de adolescentes. E ainda tem a responsabilidade que pesa nas nossas costas se a mídia pega algo que era para ficar escondido. Isso é inconveniente. Mas você se acostuma. Sendo filha do maior roqueiro de todos os tempos e namorada do maior cantor pop do mundo é loucura.

Loucura. Isso anda descrevendo a minha vida durante esses últimos anos com o Justin. Desde aquele sonho louco, de eu quase ser atropelada pelo Kenny, de o Justin apostar em mim e eu bater a cabeça, dele ir parar na sacada do meu quarto e eu especular que ele era o verdadeiro Justin Bieber e falar que o odiava. E o nosso primeiro beijo? Dois beijos em um único dia. Ou foram três? Sorri ao pensar isso e senti Justin beijar minha testa.

- Está distraída com o que, princesa?
- Nem te conto.

Sorri novamente e ouvimos meu pai gritar pelo outro lado da porta. Lá vamos nós de novo.

Dois dias depois.

Hello, São Paulo! Outra vez em São Paulo e, dessa vez, era para relaxarmos. Graças a Deus! Quatro dias seguidos de shows é demais. Coitados dos meus dedos. Viraram calos puros. Mas, o lado bom de tudo isso está por vir. Faz onze anos que não vejo minha tia e meu primo. E eu nem sei como eles estão hoje. Será que a tia Andressa está igual antes? Uma década depois, acho que não. Mas, não custa nada desafiar o tempo.

O sexteto da loucura e o resto da equipe do Justin, Kenny, Scooter, Alfredo e é claro, minha linda sogra, estávamos nos direcionando rumo a casa da minha tia, no subúrbio de São Paulo. Axl e o resto da banda voltaram para o USA depois do último show e eles deram dois dias de folga para meu papito passar com sua irmã.

Se eu estava ansiosa? É claro. É como se eu revivesse a minha infância calorosa que passei aqui, me empanturrando de brigadeiro e brincando com o Theo. Ele sempre foi o Ken da minha Barbie – OMG, lol – e isso era divertido, naquela época. Senti Justin apertar minha mão e sorri para ele. Olhei para o resto da Range e todos estavam conversando. Meu pai dirigia e estavam Eu, Justin, Pattie e Cait no carro. Ryan e Chaz estavam no carro atrás de nos, com Kenny, Scooter e Alfredo.

Meu pai estacionou em uma casa, quero dizer, uma mansão e olhou para mim, sorrindo.


- Aí está, filha.
- Que casa hein, pai.

Rimos juntos e todos nós descemos do carro. Os outros que estavam no outro carro também desceram e andamos até o portão. Meu pai tocou a campainha e vi uma mulher muito parecida comigo, muito mesmo, abrir o portão.

- Marcos! – disse ela.

Ela o abraçou e me olhou surpresa. Depois olhou para o meu pai e eu olhei para ele também, confusa.

- Não me reconhece mais? – perguntou ela.

Neguei e fiquei cabisbaixa. Ela riu de mim e me abraçou.

- Sou tua tia, (Seu nome)! Você está muito grande, meu deus.

A olhei pasma e quase caí dura no chão. Ela não era como eu pensei, mas, é muito bonita. Morena, com um corpo típico brasileiro e de deixar até o Justin derretido.

- Tia Andressa!

Abracei-a forte e sorri de felicidade. Ela parecia ser mais alta quando era menor. As proporções sempre mudam quando crescemos.

- E o Theo? Onde está?
- Lá dentro, pode entrar.

Entrei sorridente e vi a minha antiga casa parecer menor. Tudo era gigante. Agora, é bem menor. Na sala, nós sempre víamos desenhos animados e as corridas de Formula 1 do meu pai. Na cozinha, eu sempre ficava enchendo a tia Andressa até ela me dar um pouco do chantilly do bolo de chocolate que ela fazia. Subi as escadas e andei pelo corredor que parecia ser mais comprido. O quarto da tia Andressa está igualzinho, meio desbotado, mas está igual.

Andei mais um pouco e olhei para uma porta que me parecia ser familiar. Abri-a e vi toda a minha infância passar diante dos meus olhos. Era o quarto do Theo. O mesmo quarto de sempre. As paredes de um azul metálico, quase que recém-pintado, eram cobertas de pôsteres de carros e coelhinhas da Playboy. Porém, o que mais me chamou a atenção foi o mural de fotos que ele tinha colado na parede, embaixo de uma escrivaninha.

Eram fotos antigas, novas e de todos os tamanhos e formas. A que concentrei meu olhar foi a que estávamos eu, ele e o Fred quando éramos crianças. Frederico era meu melhor amigo. “Bons tempos”, pensei. Olhei para foto com um sorriso no rosto e escutei um assovio vindo da porta e me virei, vendo um rapaz loiro, alto e até que musculoso diante de mim. Ele estava sem camisa e me olhava com luxúria.

Revirei os olhos e o olhei dos pés a cabeça.

- Você deve ter malhado muito depois que eu fui morar em NY.
- Hã?

A voz dele era um tanto grossa. Sorri e me aproximei dele, o olhando com as sobrancelhas erguidas.

- Não reconhece sua prima quando a vê, Theo?
- Prima? Mas, isso é impossível! A minha única prima é a (Seu nome) e...

Theo me olhou confuso e ri dele.

- Nossa, eu estou tão diferente assim?
- (Seu nome)?
- A própria.
- Meu Deus!     

Ele me abraçou forte e sorri. O Theo também não é o mesmo garotinho loirinho de franjinha que eu conhecia há onze anos.

- Você está muito... linda.
- E eu posso dizer o mesmo de você. De onde surgiram esses músculos?

Rimos juntos e nos abraçamos novamente. Escutamos um pigarro vindo da porta e vi meu pai encostado na parede. Theo me largou no mesmo instante e o olhou surpreso.

- Tio Marcos! Caramba, você está mais rejuvenescido com esse estilo de cabelo! Está com um tom grisalho diferente!  

Ri dele e meu pai deve ter bufado em pensamento. Justin surgiu na porta e andei até ele, beijando sua bochecha.

- Theo, esse é o meu namorado, o Justin.

O olhar dele mudou da água pro vinho. Ficou entristecido em questão de segundos e, sorriu cansado depois.

- Não sabia que iria trazer seu namorado.
- Não iria deixar ele lá sozinho.

Senti aquela pontada de ciúmes no ar e Justin colocou sua mão em minha cintura. Já vi que eles não vão se dar muito bem.
...........................................................................................................................

Hey Geliebers *-* 

Desculpem-me por ter demorado pra postar, eu dormi na casa da minha prima e nem deu tempo pra nada. :x

Como será que o Justin vai reagir com o Theo? E os ciúmes? No próximo capítulo! ;* 

Indicações: 

Gostaram? Comentem! 
~~ 10 comentários? ~~ 

Gih 

14 comentários:

  1. 1ª a comentar? omg'... Tá perfeito amor, continua, e divulga pf?
    http://imaginebelieberbtd.blogspot.com.br/
    Obrigada amoore *---*

    ResponderExcluir
  2. eitaaaa, ta perfeitão.. nossa, vai dar ruim hein :$ hsauhsua' continua, pls ><

    ResponderExcluir
  3. Continua logoooo
    ta mt perfeitaa
    oq sera q vai acontecer?? hummmm
    bjokas

    ResponderExcluir
  4. vish ...
    amei posta logo amor

    ResponderExcluir
  5. amei ta cada dia mais perfeito haha
    comtinua

    ResponderExcluir
  6. amr ta perfeito
    continua plz

    ResponderExcluir
  7. Continuaaa ta perfeitooo
    aah e indica meu blog? imaginebelieber-swaag.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Continua logooooooooo pfv tá muitooo legal

    ResponderExcluir
  9. Anônimo01:36

    continua logo,por favor :D

    ResponderExcluir
  10. Anônimo09:08

    Nossa perfeita...
    Continua pf??

    ResponderExcluir
  11. Isadora15:53

    Tomara que eles se deem bem, continua que esta perfeito.

    ResponderExcluir
  12. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    continua continua

    ResponderExcluir
  13. Anônimo09:15

    eu simplismente amei, tamo tudo arrasando corações!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Postaaa Logoo, estou morta de curiosidadee! >< Leggo!

    ResponderExcluir