31.8.12

Mais Selinhos!

Awn Girls, agora são 15 selinhos *-* 
~ le eu morrendo de felicidade ~



Blogs indicados:
http://dreaming-with-justinb.blogspot.com.br < amei seu blog fofa, Tô seguindo! 

Só vou indicar esses dessa vez.. :/


1- Como foi que você soube sobre a existência do Bieber?
Uma amiga minha me contou que ela estava ouvindo um tal Justin Bieber e que ele era super fofo e tal. Deu nisso! haha. 

2- Música favorita?
Die in Your Arms

3- Maior loucura que faria pelo Justin?
Não sei, mas, a última que pensei foi cancelar minha festa de 15 anos para ir na Believe Tour! ~crazy~

4- O que teria vergonha de falar pra ele?
Perguntar coisas indecentes. "Ah, como o Jerry vai?" ele iria ficar tipo "hã?" kkkk.

5- Além do Justin, quem da equipe/família gostaria de conhecer?
Se possível, todo mundo! Até o Scrappy! hahah 
Mas, seria legal conhecer o Ryan Good e a Pattie. Imagina então o Jeremy? Ai meu deus! *o*

Obrigada pelo selinho, love! *-*

Perguntas:

1. No que se inspira para escrever suas #ibs? 
2. Vai na Believe Tour?
3. Já chegou a brigar com seus pais por causa do Biebs?
4. Qual é sua música favorita de Believe?
5. Se pudesse ter 1 minuto a sós com o Justin, o que faria?

-----------------------x-----------------------

Obrigada por tudo, Girls! 
Amo todas vocês <3

#IB - Little Angel: Capítulo 22

Aviso importante no final
--------------------x--------------------


Mode Angel on*

Não conseguia acreditar no que tinha acontecido. A imagem do Biebs beijando minha testa não saia da minha cabeça. Se ele fosse como todo mundo fala, um “galinha”, teria me beijado na porta de minha casa. Mas não, ele foi gentil comigo.

Estava já deitada na cama e pensando nele. Não conseguia pegar no sono. Isso é crueldade. Fiquei imaginando nós dois enquanto o tempo passava, e quando notei, já tinha adormecido.

(...)

Despertei com o bendito despertador tocando. Desliguei-o e andei até o banheiro. Tomei meu banho e coloquei uma blusa lilás com uma calça jeans. Deixei meu cabelo solto hoje, nunca deixo.


Desci para a cozinha e vi meu café da manhã sobre a mesa, porém, sem minha mãe. Estranhei e vi um papel em cima da mesa.

“Filha,
Tive que levar a Carly no médico. Ela teve mais uma crise ontem à noite e não quis te acordar. Deixei seu café pronto e tem dinheiro para o táxi, se quiser.  
Beijos, mamãe.”

Fazia meses que a Carly não tinha crises. Ela tem asma. E, às vezes, ela tem que ir dormir no médico por causa disso. Agora eu fiquei com saudade dela demorando em acordar e me fazendo chegar atrasada.

Comi minha torrada e tomei meu café, peguei meus livros e fui a pé mesmo. Não era tão longe. Caminhava lentamente, faltava meia hora até o sinal bater. Fui lendo meu livro, Wake, que deixei de ler por uns dias. A história te prendia.

Vi um carro estacionar atrás de mim e respirei fundo, vendo a Range Rover de Justin e ele saindo do carro.

- Angel, você quer uma carona?
- Adoraria, Justin.
- Então vem.

Sentei no banco da frente e vi os rapazes nos bancos de trás.

- Oi Angel – disseram eles.
- Oi Chaz, oi Ryan.

Justin deu partida e fomos em direção à escola.

- Sabia que o Justin não deixava a gente dormir de tanto que ele falava de você? – disse Chaz.  

Justin olhou para Chaz morrendo de raiva e sorriu depois.

- É mentira Angel, eles que ficavam falando das coelhinhas da Playboy a noite toda.

Sorri sem graça e abaixei minha cabeça.

- Por que sua mãe não te levou hoje?
- Ah, a Carly teve uma crise de asma ontem e foi parar no hospital.
- Coitada. Deve ser horrível não conseguir respirar direito.
- É mesmo. – disse Ryan.

Fomos o resto do caminho em silêncio. Bem, só na parte em que o Chaz e o Ryan não paravam de debater sobre qual era a Angel da Victoria’s Secret mais sexy. Eu e Justin só ríamos deles. Acabou que eles ficaram em dúvida da Alessandra Ambrósio e Candice Swanepoel. As duas são lindíssimas, confesso.

Justin estacionou o carro e me mandou esperar. Ri dele e ele abriu a porta para mim e desci também. Todos olhavam para nós quatro. Vergonha? Nenhuma, imagina. Segurei meus livros e fomos andando pelos corredores. Encontrei Jenny e Carol e me senti um lixo com a cara que a Carol fazia pra mim. Biebs beijou minha bochecha e sorriu para elas duas e saiu.

Revirei os olhos e sentei do lado da Jenny.

- Você me traiu, Angel. Logo você, a santa das santas.
- Carol, ele só me deu uma carona. Eu estava vindo a pé e...
- E esse beijo na bochecha? Eu morreria se conseguisse um. Imagina naquela boca carnuda dele, ah...

Ela suspirou e rimos dela.

- Não aconteceu nada, te juro.
- Eu acredito em você, Angel. Como não acreditaria? Você nunca mentiria.
- Concordo com ela. – disse Jenny, rindo.

O sinal tocou e fomos cada uma para sua respectiva aula. À medida que a aula passava, a culpa me consumia cada vez mais. “Eu deveria ter contado a ela.” Que droga, é isso que dá ser gentil demais. Doce demais. E santa demais.

Mode Justin on*

- Aquela amiga da Angel era um poço de mau caminho, Justin. Eu pego a amiga e você a Angel. Justin? JUSTIN?
- O que é Chaz? Que droga, me deixa pensar! Vagabundo!
- Pensar ou comer a Angel com os olhos?
- Hã?
- Dá pra ver que você não tira os olhos dela, cara.
- Aquela calça desenha a cintura dela, as pernas, tudo.

Chaz começou a rir de mim e mordi meu lanche. Angel estava em uma mesa longe da nossa, mas dava pra vê-la nitidamente. Ela veio com uma blusa roxa hoje. Eu adoro roxo. Adoro ela, a minha Angel. Mordi meu lanche novamente e sorri lentamente enquanto a via rindo.

- Bieber, se prepara que lá vem bomba.
- Bomba?

Selena sentou na minha frente e em cima da mesa de novo e a olhei com as sobrancelhas arqueadas.  

- Quem te deu o direito de sentar na minha frente, vareta? Não tá vendo que eu estou comendo?
- Para com isso Jus, sua boca poderia estar em outro lugar agora.
- Na sua boca que não é né, vareta?

Chaz riu e comecei a rir também.

- Quem é ela?
- Ela quem?
- A garota que você trouxe junto com você, Jus.
- Selena, você vai ficar me controlando agora? Eu sou um homem livre!
- Para com isso! Eu sou sua namorada!  

Eu e Chaz começamos a rir. Não, gargalhar na cara dela.

- Selena, você pirou? Vai dar pro Henry, vareta. E vê se some da minha vista, ok?
- Por que você tá sendo grosso? Você não é assim.
- Sempre fui. Você que é muito sonsa pra não ter visto, garota. Agora some, vai.

Ela desceu da mesa e parou no meu colo.

- Por que você tá bravo? Se acalma, Jus.
- Dá pra descer do meu colo?
- Não vou enquanto você não der uma explicação.

As minhas veias saltavam. O sangue fervia.

- Selena, desce.
- Eu já disse que não vou, Bieber.

Olhei para ela e mordi meus lábios.

- Não vai descer?
- Não.
- Então tá.

Segurei-a pela cintura e a tirei do meu colo.

- Chaz, perdi o apetite.

Levantei e vi que todos no refeitório me olhavam.

- O que é? Perderam alguma coisa aqui?

Saí andando e fui para o ginásio. Sentei na arquibancada e coloquei minhas mãos sobre minha cabeça. Aquela garota tonta me tira do sério. Senti alguém pegar em meu ombro e sorri ao ver Angela ali.  


***


Hey Geliebers!

O que será que a Angel vai falar pro Biebs? No próximo capítulo! ;*

Respondendo as perguntas das Girls que querem capítulos maiores, É o seguinte, eu já tenho até o capítulo 29 pronto da LA, mas a do BIE eu escrevo na hora o que me vem na mente. É muito corrido, eu não consigo antecipar os capítulos, e quando consigo, são dois ou três. A da LA só está adiantada desse jeito porque eu a escrevia quando eu estava de repouso da cirurgia que eu fiz. Eu sei que vocês amam muito a LA, mas, já está tudo editado, e dá um trabalho imenso colocar mais partes nos capítulos que já estão prontos e selecionados. :/

E eu não enrolo, é que eu gosto de deixar vocês curiosas para saber mais e mais, e como eu espero vocês comentarem em BIE – que é uma miséria comparando aos de LA, eu demoro um pouquinho pra postar.

Ah, e eu também queria pedir uma coisa a vocês. Já repararam que vocês deixam 25 comentários em uma #IB e na outra, vocês deixam 11? Isso me deixa super chateada. Vocês não gostam de Believe in Everything? Se não gostam, eu paro de postar ela. Mas, se gostam, o que eu peço é que vocês comentem mais nela. Eu vejo as visualizações, tem as mesmas quantidades das duas, porém, os comentários são super desiguais. 

Eu vou deixar em aberto a votação, mas, se quiserem mesmo a BIE, vão ter que comentar mais nela, ok? 

Indicações:

Gostaram? Comentem!

xoxo, Gih. 

#IB - Believe In Everything: 56º Parte

Aviso importante no final
-----------------x-----------------

Meu Jesus amado, me ajuda. Ele me disse tantas coisas lindas, to morrendo de chorar e sem saber o que dizer. Respirei fundo, sequei meu rosto e mordi meus lábios, tocando nas teclas do teclado.

Lúu: Biebs, eu nem sei o que dizer.

Só consegui escrever isso em meio às lágrimas. E eu não sei mesmo o que dizer. Escutei baterem na porta e vi Pedro, que me olhou sem entender e me abraçou forte.

- O que foi Lú? Aconteceu alguma coisa?
- Aconteceu, mano. E eu sou uma tonta, sabia? Não podia ter feito o que fiz com...

Quando ia terminar a frase, vi Débora surgir na porta e olhei para Pedro, fungando.

- Fez o que? – perguntou ele, morrendo de preocupação.

Ri dele e o mandei ler a conversa. Ele me olhou confuso, porque ele não entendia muito o inglês e ri dele outra vez.

- Viu quem era?
- Vi.
- Então! Foi ele que eu não deveria ter errado, entende?
- Ah sim. E o que ele te disse?
- Que me ama muito e que largaria tudo só pra ficar comigo. Mas, ele não pode.
- Ele quem? – perguntou Débora.

Olhei-a com as sobrancelhas arqueadas e molhei meus lábios, contendo a raiva que sentia. 

- O meu ex-namorado. Ele foi morar em Londres para fazer a faculdade de música dele e terminamos antes de ir. Triste, não é? Mas eu também descobri que ele me traía com uma loirinha da sala dele. Uma vaca, sério. Parecia com você, cheia de sardas no rosto. 

Sorri sombria, indicando que eu já sabia do segredo dela. Débora engoliu em seco, abaixando a cabeça. Me senti no topo da disputa pela primeira vez, em meses.

- Nossa, que horrível! – disse ela. – Mas, você vai acreditar nele? Já que disse que te amava e tudo mais?
- É Lú, você vai dizer o que a ele?
Acho que o Pedro entendeu meu jogo de cintura e respirei fundo, tentando pensar em uma resposta convincente.
- Ah, eu não sei. Ele tem namorada. A mesma loirinha que eu te disse. Me largou para ficar com ela. Eu só acho que ele sente minha falta pelo meu dinheiro que ganhei do QST. Só por isso. Depois digo a ele, tenho mais coisas a fazer.

Justin tinha escrito mais algumas coisas, porém, no momento, não poderia respondê-las. Minimizei a página e olhei Pedro, o interrogando com os olhos.

- Eu ia perguntar se você queria ir com a gente até a pista de skate. O Otávio e o Thiago vão estar lá.
- Ah maninho, não vai dar. Você viu o problema que vou ter que resolver agora, não viu? Então. E ainda tenho um trabalho de história para fazer. Não vai dar mesmo, mas, obrigada pelo convite.
- De nada Lú. Vamos Débora, eles devem estar nos esperando.

Eles saíram do quarto e sorri sombria. Eu finalmente consegui calar essa safada, traíra de irmãos e pegadora de bundas dos namorados das pessoas. E no caso, a pessoa era eu e eu não vou esquecer esse caso. Abri a página da conversa do Biebs e li suas respostas.

Justin: Mas é a pura verdade, Lulu. Eu te amo como nunca amei ninguém. Mesmo que eu esteja com a Selena, não é a mesma coisa. Eu até tento, mas, não dá.

Lúu: Também vou ser sincera, não consigo parar de pensar em você também. Não consigo me acertar com o Otávio. Ele já fez de tudo, até um show improvisado. Matou aula só para fazer isso pra mim e eu neguei o beijo dele.
Queria poder morar com você. ):  

Justin: Um show? Como assim? Hahah

Lúu: Eu te mando o vídeo!

Justin: Tem até vídeo gravado?

Lúu: Eu nem sabia que estava sendo filmado. Aqui o vídeo (link do vídeo)

Justin: Tudo bem, vou ver.

Enquanto ele via, fui eu rever essa loucura do Otávio. Já tinha carregado o vídeo todo. Ele começava dizendo que me amava muito e que iria fazer uma surpresa pra mim. Thiago filmou Pedro acenando para a câmera e depois a platéia, que vibrou quando a câmera foi direcionada a eles. Ele deixou a câmera com um amigo dele, o Julio, para que filmassem o palco e eu cheguei à mesma hora.

Todos gritaram. Julio tentava me achar no meio da multidão e me filmou com a Rafa. Não acredito que o meu cabelo estava assim! Eu olhava para o palco sem acreditar no que via. Julio filmou o Otávio dando aquele sorriso atrevido dele, com as rosas nas mãos e sua guitarra vermelha. Depois ouvimos Thiago dizendo “isso aqui tá ligado?” e ri junto dele, me lembrando.

Depois eles começaram a cantar e não demorou muito para me puxarem para o palco. Terminamos de cantar a música e a platéia foi a loucura. Otávio me abraçou com gosto e tentou me beijar, mas acabou acertando minha bochecha e todos ficaram em silêncio. Deu para ouvir um “Meu Deus” abafado, e ri ao ouvi-lo. Otávio me entregou as flores e beijei a bochecha dele de volta, voltando para casa com Rafa e minha mãe.

Thiago tomou a câmera e olhou com uma cara triste.

“- É isso pessoal. Uma tentativa em vão do meu irmão de conquistar a Luísa. Espero que tenham gostado, que tenham rido muito e cantado com a gente. Se inscrevam no nosso canal que está ai na tela, clique em gostei e veja mais vídeos dos Gêmeos Loucos e das garotas. Tchau!”

Revirei os olhos. O Justin deve estar morrendo de rir do Otávio agora. 

Justin: Lulu, você deu um fora lindo nele.

Lúu: Você deve estar morrendo de rir, não é?

Justin: Com certeza! Nunca ri tanto na minha vida!

Ri de Justin e cruzei minhas pernas, me ajeitando na cadeira.

Lúu: Seu bobo. Ele ficou muito triste, sabia?

Justin: Percebi! Hahah

Lúu: Idiota.

Justin: Eu?

Lúu: Não, o meu irmão. .-. É claro que é você, Biebs!

Justin: Por quê?

Lúu: Porque sim u-u.

Justin: Se eu sou idiota, você é louca.

Lúu: Eu não sou louca.

Justin: E nem eu sou idiota.

Lúu: Idiota u-u.

Justin: Louca. 

Lúu: Idiota.

Justin: Louca.

Lúu: Idiota!

Justin: Louca!

Lúu: Idiota.                                                   

Justin: Minha.

Lúu: Minha?

Justin: Minha louca, gentil, linda, meiga, fofa, amorosa, carinhosa e, acima de tudo, minha.  

Sorri e senti uma lágrima rolar em meu rosto. Ele é um idiota, mas é o meu idiota.
..........................................................................................................................

Hey Geliebers! 

Me desculpem por ter feito esse capítulo pequeno, mas tenho muita tarefa pra fazer, além das que eu já fiz. 

E eu queria avisar vocês de que semana que vem eu vou estar super corrida, muitas provas, trabalhos... E eu queria que vocês me entendessem, porque não é minha culpa que a escola manda três trabalhos pro mesmo dia de entrega, duas provas no mesmo dia e muitas tarefas. Se eu sumir, não fiquem bravas comigo, não queria fazer isso com vocês. 

Se tiver mais de 10 comentários, eu posto Little Angel ainda hoje. 

Gostaram? Comentem! 

xoxo, Gih. 

30.8.12

Mais Selinhos ^.^

Sério, vocês são muito queridas. 14º selinho! Awn *-* 
~ le eu morrendo de fofura ~ 
Obrigada mesmo, Girls. Amo cada uma de vocês. 
Meu coração tem um espacinho para cada uma! ^^ 


Blog que me deu o selinho: http://needmypurpleninja.blogspot.com.br/

Blogs indicados:

(Só vou indicar três dessa vez, os que eu mais gosto *-*)

Perguntas para mim:

1. O que mais te orgulha de ser belieber?

Eu me orgulho de tudo e não me arrependo de nada. Sinto que ainda tem coisas a ser feitas, inclusive ir na Believe tour, e até quem sabe conseguir conhecê-lo pessoalmente. Como o Biebs nos ensinou, Never Say Never!

2. Seria capaz de fazer alguma loucura pelo nosso Biebs?

É claro, tudo o que fosse dentro do possível. 

3. Quando você percebeu que não poderia viver sem ver aquele sorriso?

Quando não parava de falar nele, ouvir suas músicas e ver aquela enorme franja na testa. 

4. Seu maior sonho em relação ao Justin:

Eu tenho 2. O primeiro era poder um dia dizer a ele o quanto o amo, ganhando um abraço. Isso seria incrível. O segundo é que ele um dia poder ler meu blog. Nossa, isso seria mais que amazing, eu teria um ataque cardíaco. Só isso! 

5. O que você mais admira no Jus?

Tudo. Simplesmente tudo. Não tem como escolher! 

Obrigada pelo selinho, Girl! 

----------------------- x ---------------------

É só isso Geliebers, obrigada pelo carinho.

Beijos, Gih. 

29.8.12

#IB - Little Angel: Capítulo 21

Mode Justin on*

Não acredito que a Angel foi mesmo ao meu treino. Quando eu a vi ali na arquibancada, me deu uma vontade de sentir a boca dela na minha. Mas o treinador ficou gritando até eu parar de imaginar fantasias. Ela vibrava a cada cesta minha. Isso foi incrível. E agora que estamos indo no Junior’s Diner, como se fosse um primeiro encontro – pelo menos na minha mente, eu acho que tenho grandes chances com ela.

Chaz e Ryan foram primeiro, ele era do outro lado da rua. Nós fomos depois pelo treinador George querer falar com a Angel sobre a Jessica, que teve um problema no joelho com um salto errado e que alguém tinha que ficar no seu lugar por uns meses. Seria incrível ver a Angel com o uniforme dos Wolves e torcendo por nós. Mais por ela ficar super sexy de minissaia. Se bem que eu nunca a vi de minissaia, mas, deve ser sexy.

Entramos e Ryan e Chaz já começaram a fazer sacanagens comigo. Como eu detesto esses caras, nessas malditas horas.

- Bieber, por que demorou tanto? O George te eu uma bronca por beijar na quadra?

Quase estrangulei Chaz ali mesmo, mas como eu sabia que se eles não fizessem isso, não seriam eles mesmos, então...

- Você é o Chaz, não é? – perguntou ela, se sentando do meu lado.
- Sou sim.
- Gostei das suas jogadas, você é rápido. Ah, e eu sou só uma amiga do Justin.

Senti meu coração quebrar quando ela falou “amiga”. A Angel é inocente demais, meu deus.

- Obrigado Angel, eu tento.

Ela riu dele e tentei mudar de assunto, isso já estava me deixando sem graça.

- Vocês já pediram alguma coisa?
- Só uma porção de fritas com queijo.
- Bom. E ai Ryan, como anda a Hayley?
- Não falo com ela há uma semana, estou ficando preocupado.
- Com medo de ela te chifrar, é?

Eu e Chaz rimos e Angel não deixou de sorrir. Como eu amo o sorriso dela.

- Ela não vai fazer isso, Bieber. Ela é fiel a mim.
- Super fiel, nossa. – ironizou Chaz, que não conseguiu esconder suas risadas.
- Tá, vamos parar de falar da Hayley, vamos falar da bitch do Chaz.
- O Chaz tem uma bitch só pra ele? Isso é uma novidade em tanto, Chaz.
- Ela não é uma vadia, é a minha... tá, é a minha vadia sim. Qual é o problema?
- Sua e de mais quem, Chaz?

Agora foi a vez de Ryan rir. Esses caras me matam.

- Pelo o que ela fala, só eu. Mas, vai saber, né? Não dá para acreditar em vadias.
- Por que vocês a chamam de vadia? – perguntou Angel.
- Ah Angel, o Chaz gosta de garotas rodadas, entende?
- Mas é errado chamar outra mulher de vadia. Vocês iriam gostar se alguém chamasse vocês de gays?
- Eu não iria me preocupar com isso, porque todos sabem que eu não sou gay. – disse Chaz.
- Eu não quis dizer isso, Chaz. É claro que você não é gay, mas, eu acho errado vocês se referirem assim dela.
- Desculpa Angel. – disseram Ryan e Chaz.

Angela riu deles e as batatas chegaram. Os caras atacaram as pobres batatas como se fossem as últimas batatas com queijo do mundo. Angel sorriu vendo aquilo. Eu esperei a poeira abaixar para pegar uma.

- E você Angel, tem algum namorado? Um rolo? – disse Ryan, de boca cheia.
- Não Ryan, ah... isso é muito complicado pra mim.
- Por que complicado, Angel? – perguntei.
- Biebs, você não tem noção de como é horrível ver seu namorado na cama com outra. É chocante demais.
- O Justin nunca namorou de verdade, nem com a Selena ele namorou. – disse Chaz, mordendo uma batata.
- Fica quieto Chaz. – sussurrei, fuzilando ele com os olhos. – Eu não tenho noção mesmo Angel. Deve ter sido horrível pra você.
- E foi. Até hoje é ruim lembrar isso tudo.
- E como era o nome desse canalha? Se eu vir ele na rua, pode deixar que eu espancarei o sujeito até sangrar.

Aquele sorriso lindo dela tomou seus lábios e me senti confortável de novo. E até com as esperanças renovadas, por um segundo.

 - Você não precisar fazer isso Justin. – Angel riu e me olhou sorrindo – Ele mora em Londres agora. O nome dele é Liam, Liam Williams.
- Liam? Não é o Lil Will, Justin? – disse Chaz, lembrando de um antigo amigo nosso.
- Não sei. O Liam estudava na West High, Angel? – perguntei.
- Estudava. Por quê?
- Eu tinha um amigo que se chama assim. Mas ele se mudou pra fora do país.
- Quem sabe não é ele? – disse ela.
- É, quem sabe. Eu perdi o contato com ele depois que ele foi embora. E eu nem sei pra onde ele foi.
- Ele nunca me disse que tinha amigos com o nome de vocês.
- Então deve ser mais uma coincidência, Justin – disse Chaz.
- Eu sinto falta do Lil Will. Ele era mais engraçado que o Chaz. – disse Ryan, fazendo todos rirem.
- Era mesmo. Eu até que tento, mas ele é melhor que eu.

Rimos bastante nesse final de tarde. A Angel é divertida também e sempre nos fazia rir. É raro encontrar uma garota com senso de humor hoje em dia. Já estava tarde e eu resolvi deixá-la em casa. Nós passamos na minha casa primeiro, por que minha mãe quis ver a Angel de qualquer jeito.

- Você é um amor, Angel. Pelo menos eu sei que com você o Justin está bem.

Ryan e Chaz começaram a rir e mandei os cornos subirem. Que bando de chatos.

- Que nada Pattie. E eu adorei te ver de novo! Você é uma ótima companhia.
- Você é muito modesta, Angela. Acho melhor vocês irem, a Rachel deve estar ficando preocupada com você.
- Claro. Tchau Pattie.

Angel abraçou minha mãe e sorriu gentilmente em seguida. É estranho ver isso, porque todas as garotas que eu trago pra casa têm medo da minha mãe. Tanto medo que vão embora pela porta dos fundos e sem que ela a veja.

- Tchau querida. Foi bom te ver.

Levei-a até a porta e fomos para sua casa a pé. Não precisaria ir de carro, é pertinho. Já estava escuro. Só a lua iluminou nosso caminho até a casa dela.

- Eu gostei de ter saído com você, Angel.

Angel sorriu sem graça e mordeu seus lábios.

- Eu também Justin. Você não é como muita gente fala por aí.
- Eles falam o que de mim?   
- Que você é muito grosso.
Revirei os olhos. – Góticos invejosos. É claro que eu não sou grosso. Só sou com quem precisa, é claro.

Angela riu de mim e fingi bocejar, colocando meu braço ao redor dela.

- Truque do bocejo. Essa é boa, Justin.

Sorri para ela e continuamos nosso caminho assim. Angela não me mandou tirar meu braço de lá, muito pelo contrário, até se aproximou de mim e pousou sua cabeça em meu ombro. Doce e gentil.

Paramos na frente de sua casa. Respirei fundo e ela me olhou sem graça.

- Poderíamos repetir isso mais vezes.
- Até que poderíamos sim. – disse ela, sorrindo.

Angela mordeu seus lábios e me deu um beijo no rosto. Abracei Angel, não a deixando ir e ela se rendeu, me abraçando também. Adoro os abraços dela, são perfeitos. Outra vez, ela deitou sua cabeça em meu ombro e sorri, me lembrando de sexta passada.

Dava para ver a pele dela arrepiada e minha barriga foi tomada por aquele frio louco outra vez. Mordi meus lábios e ela se desprendeu de meus braços, me olhou nos olhos e a beijei na testa. Aquele não era o momento certo para um beijo apaixonado.

Não agora.

Ela sorriu e andou até a varanda e me olhou antes de entrar.

- Tchau Justin.
- Tchau Angel.

Angel entrou e fechou a porta. Respirei fundo e sorri feliz. Por um momento, pensei que ela era só minha, a minha Angel. Coloquei as mãos nos bolsos e saí andando pela calçada até chegar em casa.   

Entrei e não tinha ninguém na sala. Apaguei a luz e subi, entrei no meu quarto e os caras me olharam esperando novidades.

- E ai? Beijou ela? – perguntou Ryan, não se aguentando.
- Claro que não, estrupício. Você não a ouvir dizer que era difícil pra ela pelo menos ter um simples rolo? Eu ainda vou beijar ela, e vai ser perfeito.
- Nossa, agora ele virou o Sr. Romântico.

Eles caíram na risada e mostrei o dedo do meio para os dois.

- Seus cornos vagabundos.

Rimos juntos e fui tomar meu banho antes de dormir. Quando coloquei minha cabeça no travesseiro, a primeira coisa que me veio à mente foi ela. E adormeci pensando no dia em que tocaria seus macios lábios vermelhos.

***

Hey Geliebers! 

Só eu morri com essa fofura? Quando eles vão se beijar? 
~ se sintam consumidas pela curiosidade! LOL ~

E não se esqueçam de comentar em Believe in Everything!

Indicações:

Gostaram? Comentem!

xoxo, Gih.