31.10.12

#IB - Believe in Everything: 70º Parte

Mode Justin off*

- Rafa!

Corri pelo aeroporto adentro e pulei no colo de Rafa, que começou a rir comigo. É claro que ela não ficaria de fora da minha festa de 16 anos. Logo atrás de nós, surgiram os gêmeos e minha mãe, segurando as malas. Desci do colo da loira e abracei Thiago, que estava super perfumado.

- Jesus! – disse, cheirando seu pescoço – Boss? Não acredito que você o roubou do seu pai!

Thiago começou a rir e beijou minha bochecha.

- Também estava com saudades, Lú. E aí JB! – disse ele, se soltando de meus braços e fazendo um toque com Justin.

Virei para minha mãe e sorri mordendo os lábios. Abracei-a forte. Mesmo vivendo com meu pai durante todos esses anos, eu criei um carinho especial pela minha mãe, aquele amor que você não consegue viver sem. Soltei-me dela e reparei que ela sorria e não era para mim. Virei para trás e vi meu pai sorrindo também. Olhei para ambos e sorri desengonçada.

“Fiquei de vela”

Andei um pouco para frente e tombei em alguém. Olhei para cima e vi aqueles olhos conquistadores me observando com um sorriso malicioso. Forcei um sorriso e sacudi minha cabeça, saindo daquele transe. Um amor do passado, tão longo, dolorido.

- Oi Lulu – disse Otávio, me abraçando.

Fui pega de surpresa e o abracei de volta. Eu não tinha mais aquele sentimento de indecisão. Já sei muito bem quem é o meu homem. Mas o Otávio está diferente, não sei. Ele também exalava um perfume forte, dessa vez não consegui o reconhecer. Aliás, o perfume me é familiar. 

- Como estão os preparativos?
- Ah, estão quase prontos! – disse, voltando a olhá-lo.
- Lú, você ter ganhado uma Ferrari! Cadê ela? – disse Thiago.

Voltei-me para ele e sorri, soltando meus braços de Otávio.

- Na casa do Biebs. Bem, vamos pessoal? Temos muita coisa a fazer!

Após todos se cumprimentarem, entramos na Ranger e no Fisker, já que eram várias pessoas. Enquanto meu pai dirigia a Ranger com minha mãe e com as malas, fomos no Fisker eu, Biebs, Rafa, Thiago e Otávio. Espremidos, já que todos queriam ir juntos.

Música alta, rock pesado. No sinal vermelho, todos balançando suas cabeças no ritmo e começamos a cantar novamente. A música acabou e todos falaram um “ahhh” melancólico. Em seguida, rimos muito. Apesar de todos os conflitos que tivemos, a amizade prevalece.

Chegamos à casa de Justin e estacionamos na frente de sua casa. Ajudamos meu pai, que chegou em seguida, a descarregar o carro e levamos aquele tanto de malas para os quartos vazios. Justin fez questão de que todos ficassem na sua casa, nem que nós dormíssemos na sala, todos juntos.

(...)

O dia foi cedendo para a noite, libertando aquele lindo pôr do sol no imenso céu. Nossa tarde foi incrível. Resumindo tudo, depois de arrumarmos nossas malas em seus respectivos quartos, Justin levou-nos para passear no shopping. Eu e Rafa fizemos a festa, compramos os vestidos que usaríamos na minha festa e os meninos foram atrás de guitarras novas. Pedro e Débora ficaram no McDonald’s com minha mãe e meu pai, já que a Débora fez um “acordo de paz” comigo.

Justin foi caminhar com Kenny e Moshe atrás de um supra que ele estava procurando há dias, me deixando sozinha com Rafa. Estávamos tomando sorvete, sentadas em uma mesa e com as sacolas do lado e senti alguém deslizar suas mãos em meus ombros, me deixando arrepiada. Rafa fez uma cara maliciosa e estranhei. Se fosse o Justin, eu saberia. Porém, não era ele.

Olhei para cima e vi Dylan. Uma surpresa em tanto. Não esperava que fosse ele.

- E aí Rodrigues! – disse ele, beijando minha testa.
Levantei, o abraçando em seguida – Que surpresa, Dylan. Está visitando sua tia outra vez?
- Na verdade, não. Acha que eu me esqueceria do seu aniversário tão rapidamente?

Sorri. Por essa eu não esperava.

- Eu sabia que você estaria visitando seu pai e pedi para minha mãe me deixar passar uns dias aqui. Cheguei ontem.
- Que ótimo.
- Amiga, esse que é o Dylan? – sim, eu tinha até me esquecido da presença dela.
- É sim Rafa! Ah, Dylan, essa é a minha amiga Rafaela.

Dylan sorriu em forma de cumprimento e Rafa assentiu, devolvendo o sorriso.

- Então... eu vou dar uma festa amanhã em comemoração do meu aniversário e estou te convidando!
- Legal. E onde vai ser, Rodrigues?
- Na casa do Justin.

Dylan fez uma cara de desentendido e me lembrei que não tinha contado a ele do Biebs.

- Ah... do Justin Bieber. – disse, sorrindo sem graça.
- Então, a Rodrigues tá tão famosa ao ponto de sua festa de 16 anos ser na casa do JB.
Dei de ombros – É uma longa história.
- Eu não tenho nada para fazer – disse ele, sorrindo.
- Então tá!

Rimos e ele sentou-se à mesa e comecei a contar tudo do início ao fim, de onde paramos agora. Dylan nem ficou surpreso, imagine.

- Então era ele naquele dia?
- Era – disse, um pouco sem graça.
- Hm – murmurou ele, depois sorrindo – Ele não vai ficar com ciúmes?

Ri de Dylan e vi Rafa olhando para o lado, o que me fez olhar também. Justin, Kenny e Moshe se aproximavam e mordi os lábios.

- Lulu! Rafa! – disse ele, parando ao meu lado da mesa – Compraram seus vestidos?     
- Sim, Justin – disse Rafa, um pouco tensa, assim como eu.
- Queria vê-los mais tarde, amor. Dylan, meu camarada – disse ele, dando tapinhas nas costas do Dylan – Como vão as gatinhas?

Suspirei aliviada ao pensar que eles dois se deram bem. Também, depois que quase se atracarem naquele dia, só poderiam ser amigos mesmo.

- Estou na seca, Justin. À espera de uma gatinha, se é isso que quer saber.

Eles riram e eu e Rafa nos olhamos, sem entender.

- Lulu, temos que ir, ainda temos que encontrar os gêmeos e seu pai.
- Sem falar na Débora e no Pedro.
- O seu irmão também está aqui? – perguntou Dylan.
- Está sim.
- Seria ótimo vê-lo.
- Então vem com a gente! – disse Justin – Eles devem estar no McDonald’s.
- Tudo bem.

Pegamos nossas sacolas e fomos a caminho da praça de alimentação. No caminho, encontramos os gêmeos, em uma loja de música, conversando com duas meninas. Eles não perdem tempo.

- Thiago! Otávio! Temos que ir!

Thiago piscou para a loira e saiu andando, com uma capa de guitarra nas mãos. Otávio fez o mesmo, o seguindo.
- Comprei uma Gibson! – disse ele, com um sorriso de orelha a orelha.
- Seus bobos! Vamos atrás dos meus pais.

Parecia aquela galera festando no shopping. Começou a tocar uma música do Justin, sendo mais específica, Boyfriend, e começamos a cantar e dançar no meio do shopping. Eu e Rafa rimos das caretas do Justin e das danças dos meninos. Até Kenny e Moshe decidiram mandar ver e soltaram a voz.

Encontramos a praça de alimentação e vimos meus pais e o casal comendo lanches e tomando milk shakes. Sentamos com eles, conversamos, pedimos nossos lanches e comemos. Percebi que Justin, Dylan e Otávio se deram super bem. Isso é o que me deixa intrigada. Um é o meu namorado atual e os outros dois são os “ex”. Fiquei super confusa, mas ok.

Voltamos para casa do Biebs e me despedi de Dylan. Ele prometeu me ligar amanhã para me desejar um feliz aniversário fantástico e ri dele, o abraçando. Pegamos nossas sacolas que pareciam não acabar mais e colocamos na van, já que o Moshe insistiu que fossemos de van.

Já na casa do Biebs, fizemos a festa. Juntamos um monte de cobertores, travesseiros e colchões e ficamos na sala de TV assistindo The Big Bang Theory até começar o filme que os garotos queriam assistir: A Mulher de Preto. Eu estava morrendo, é claro, insistindo mais que tudo para não ver um filme de terror, mas parece que não tenho autoridade nenhuma no meio desse povo.

Enquanto o filme não começava, fui à cozinha tomar água. Saí do meio daqueles colchões todos e consegui pisar em cima do meu irmão e cair em cima dele. Acho que quebrei todos os ossos do corpo dele. Depois de me desculpar milhares de vezes, finalmente cheguei à cozinha.

Peguei um copo no armário e o coloquei no filtro, o ligando em seguida. Peguei o copo já cheio e sorri, ao ver Justin entrando na cozinha com um sorriso no rosto.

- O Scott quer falar com você.
- Hm – murmurei, terminando de tomar minha água – E você tem noção do que é?

Deixei o copo sobre a pia e Justin me abraçou, o que me fez sorrir e deitar minha cabeça sobre seu peitoral.

- Não, mas eu acho que é urgente.
- Ah, então vou lá...

Antes que terminasse de falar, Justin me beijou de surpresa e retribuí-o. Um beijo doce e carinhoso.

- Me deixa ir, Biebs – disse, rindo enquanto ele me prendia em seus braços.
- Só mais um beijinho, vai.

Ri dele e o selei, conseguindo me libertar de seus lábios e corri para as escadas com Justin me seguindo. Freei bruscamente ao perceber que iria trombar com Scooter e Justin acabou trombando em mim e me abraçando ao mesmo tempo. Quase caímos com tudo no chão, se eu não tivesse me equilibrado.

- Seu louco – disse, rindo dele.
- Você não fez o que eu pedi! – disse Justin, fazendo bico.
- Já vai Biebs, volta lá pra sala, o povo já está gritando.

E estavam gritando mesmo. Provavelmente o filme estaria começando agora.

- Ta bom, mas você me deve três beijos.
- Três? Não era só um?
- Agora são três.
- Ninguém merece um namorado desses, não sei como você agüenta, Luísa! – disse Scott, me fazendo rir.
- Eu sou perfeito, gostoso e sedução, diferente de você, Scooter. Por isso ela me ama.

Revirei os olhos, empurrando Justin – Larga de ser convencido! Vai logo acudir eles!

Justin riu de mim e foi atrás dos garotos. Virei para Scooter, sorrindo.

- O que queria falar comigo?
- É uma coisa super importante, e precisava da sua opinião. O que acha...
...................................................................................................................

Hey Geliebers! 


O que será que o Scooter vai dizer para a Lú? No próximo capítulo! 

Indicações:
http://mesninas-do-jb.blogspot.com.br/
http://bellieveinyourdreams.blogspot.com.br/

Gostaram? Comentem!


muito eu dando conselhos para meus amigos u-u 

Adoro vocês, Girls!
Beijinhos, da Gih. 

11 comentários:

  1. ameeeeeei , continua !!!!

    http://mesninas-do-jb.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Continua amore! estou amando ;)

    ResponderExcluir
  3. Anônimo16:14

    AMEEEEEEEI ! INDICA POR FAVOOOOR ? http://imaginebelieberneversayneverever.blogspot.com.br/2012/10/begin-again-2-capitulo-escola.html <<<< BRIGADA @Mesnina_Do_Drew

    ResponderExcluir
  4. Parece que as coisas estao finalmente dando certo. :) adorei o cap. Continua logo, bj :*

    (@itscamilasoares)

    ResponderExcluir
  5. muito bom amr, continuaaaaaaaa *u*

    ResponderExcluir
  6. Anônimo22:58

    As coisas estão tando certo agora!! (aleluia! Hahaha) .flor esta super perfeito!! To SUPER curiosa pra saber o que o scooter vai falar!! Antão posta logoooooo se ñ eu morro!!! :)))
    .Ass: Luiza

    ResponderExcluir
  7. Continuaa to amando, ainda bem que tudo ta dando certo me indica??? http://imaginebeliebermyjuss.blogspot.com.br/ valeuu Amore

    ResponderExcluir