27.11.12

#IB - Little Angel: Capítulo 41

Mode Angel on*

Fui embora com minha mãe depois daquela cena épica e ela me contava o desespero de Pattie em saber que eu estava no hospital.

- Ela surtou, Angel. Ficou um tempo chocada e começou a chorar, pensando no pior. Eu disse a ela que poderia ser nada, porém ela parecia não me escutar.

Ri das palavras da minha mãe e imaginava como ela seria em meio ao desespero.

- E o louco é que ela age como se você fosse a filha dela. – disse minha mãe, rindo. – A Pattie te ama muito, filha. Não é aquele tipo de sogra que você abomina por ela ser uma pedra no seu sapato.
- Eu sei mãe. A Pattie é um amor.

Sorri em seguida e abaixei minha cabeça, lembrando do primeiro dia que a vi. Ela foi tão gentil.

- Mudando de assunto – disse ela, cortando meus pensamentos -, o que aconteceu dessa vez? O que sentiu?
- Eu estava no parque com o Justin e nós demos de cara com o Liam, mãe. Foi horrível.
- Com o Liam? Mas ele não estava em Londres?
- Falou bem, estava. Não deveria nem ter saído de lá. – revirei os olhos, cruzando meus braços – Diz ele que terminou os estudos, mas é impossível terminar uma faculdade de medicina em dois anos.
- Concordo com você. Talvez ele nem estivesse estudando.
- É, vai saber.

Rachel colocou o carro na garagem e saímos. Carly assistia TV na sala e me olhou preocupada. Sorri fracamente a ela e a garota sorriu de volta.

- Não precisa se preocupar. Estou bem agora.

Carly assentiu e subi para o meu quarto. Minha mãe disse que falaria comigo assim que terminasse o jantar. Enquanto ela fazia o jantar, fui tomar um bom banho. Não gosto de hospitais quando é você que está na maca. Não sei como os médicos e os enfermeiros aguentam ficar dias e noites aqui.

Se bem que eu já ajudei muita gente no hospital. Só que eram os de crianças com necessidades especiais e um de câncer, e não um hospital normal.

Despi-me e entrei no Box, deixando a água quente cair sobre mim, aliviando a minha tensão. Era vivo o sentimento de tristeza no meu coração, no meu corpo, na minha alma.

Vê-lo depois de um ano inteiro, ainda me tratando como se nada tivesse acontecido, é muita covardia. E em tensão do momento, ainda conseguia sentir na pele o que eu passava no momento em que o vi novamente.

Perdi o chão.

E quando ele me abraçou, senti um nojo tão grande do meu corpo, mas estava tão assustada, tão angustiada com a ideia de ele estragar meu namoro que fiquei em estado de choque. Eu já esperava o encontrar, mas não precisava ser em um momento daqueles, justo com o que queria que ele evitasse saber e ver.

Sentir seu calor novamente, seu perfume, olhar nos seus olhos azulados como o céu depois de um tempo – que pareceu uma eternidade, me fez lembrar o tempo que o amei como hoje amo o Justin, e depois do sofrimento que tive após a traição e o tempo que fiquei para amenizar minha dor. E mesmo assim aquela maldita cena, naquela maldita cama com aqueles dois imbecis não saem da minha mente.

Antes mesmo de senti-lo chegar, uma sensação estranha tomou conta de mim. Eu sabia que algo ruim estava prestes a acontecer. E deu nisso.

As lágrimas se misturavam com a água do chuveiro e percebi que passei tempo demais ali. Desliguei-o e me sequei, passei meu hidratante e me envolvi em uma toalha, saindo do banheiro.

Vesti um blusão mais dark, sendo exata um do AC/DC. Era escrito o nome da banda de rock em vermelho e o blusão inteiro em preto. Meu pai era fã de muitas bandas de heavy metal. Por isso curto rock.

Sentei na cama, me escorando na cabeceira de madeira e deixando mais lágrimas caírem. Não sabia mais o que esperar. Aquele momento foi tão tenso e... marcante. Foi quanto tive minha segunda crise de “sonhadora”. Pareceu ser pior que a primeira. Eu me senti tão morta quando apaguei. Uma forte dor de cabeça me atingiu antes disso, tirando a minha concentração do momento e fiquei sem fala, me deixando levar pela escuridão.

E, mesmo apagada, conseguia sentir tudo o que fizeram comigo. Ouvia as vozes de todos. Do Justin, do idiota do Liam e do Chris. Depois as dos enfermeiros e das máquinas. O que eu via era o preto infinito, porém meus outros sentidos estavam mais atentos do que nunca. Foi algo incomum. Até parecia estar sonhando. E meu sonho acabou no momento em que tive uma convulsão.

Malditas convulsões. 

Depois aplicaram algo em meu braço. Senti a convencional dor de uma picada e imaginei o tamanho da agulha que eles usaram para me furar. Estremeci só de pensar. Após a agulhada, parecia estar em outro lugar.

Estava deitada na grama, eu acho. Abri os olhos lentamente e vi um parque deserto. Apesar das borboletas voando, os pássaros cantando e o vento esvoaçando meus cabelos, porém, não havia ninguém ali.

E cerrei meus olhos, vendo dois adultos caminhando e uma criança estava entre eles. Engoli em seco, reconhecendo a Sra. Stubin e o Charlie. E o garoto não deveria ter mais que dez anos. Seus cabelos castanhos contrastavam seu sorriso branco e seus olhos luminosos. Sorri ao perceber que se tratava de meu pai mais novo. Conheço aqueles olhos até nos meus sonhos.

Uma lágrima escorreu lentamente em meu rosto e sorri levemente, me lembrando daquele momento. Escutei um pigarro e olhei para frente, vendo minha mãe parada ali. Não havia percebido sua presença. Minhas memórias estavam tão vivas. Parecia estar as vivendo novamente.

- Viu ele, não foi? Consigo sentir sua emoção e ver o sorriso dele, Angel.
- O papai era lindo quando criança.
- Realmente era. – disse ela, sorrindo – Nós precisamos ter uma conversa sobre isso. Deixei a Carly jantando enquanto nós conversamos.

Assenti, deixando-a sentar do meu lado.

- Angel, eu sei que você deve estar muito confusa em relação a isso. Eu também fiquei. Minha mãe só me disse que eu passaria por momentos difíceis devido a um problema de família e só depois que adquiri meus poderes que ela contou toda a história. Não quero que isso aconteça com você.
- Claro, mãe. Pode dizer.
- Tudo começou em 1926, antes da Grande Depressão. Foram imigrantes britânicos que vieram aos Estados Unidos por serem chamados de aberrações e foram expulsos do Reino Unido e deportados para cá. Era um casal, Amy Stubin e Carter Stubin. Foram eles que iniciaram com os nossos poderes de hoje. Amy conseguia adentrar nos pensamentos das pessoas e as torturar com suas memórias mais amargas. Carter havia uma rapidez incrível e matava sem dó. Ambos também conseguiam ver os sonhos das pessoas, praticando a Oneirocinese como bem entendesse, matando a vítima se fosse preciso. Mais um motivo para eles serem deportados.
- Eles usavam seus poderes para o mal?
- Exatamente. Roubavam, matavam e torturavam todos que diziam que eles eram incapazes de dominar o país. Dizem que eles trouxeram o caos para o Reino Unido durante a Batalha de Waterloo. Há vestígios de que foram eles que mataram Napoleão envenenado. Mas são apenas hipóteses.
- Que horror. E o que mais? O que eles fizeram ao chegar aqui?
- Estava começando a superprodução, certo? – assenti atentamente. – Quando ninguém mais conseguia nem ter dinheiro para nada, eles se juntaram a uns homens que vendiam almoço a preços altíssimos para os trabalhadores, praticamente extorquindo os pobres homens. Depois, foram se multiplicando pela América, pela Europa... Dando no que está vendo hoje. No total, foram quatro famílias que adquiriram poderes e foram os repassando para eternas gerações: os Stubin, os Hannagan, os Collins e os Sparks.
- E nós estamos ligados em duas delas.
Minha mãe assentiu, sorrindo. – Certamente. E, por ser uma das famílias iniciais, a Sra. Stubin foi lendária, Angel. Assim como o Charlie. O Peter, por ser uma mistura de duas famílias sonhadoras, tinha grandes chances de ter poderes maiores de que o Charlie e a vovó. Mas, como nenhum filho da Sra. Stubin teve poderes, acho que seria uma extinção dos Stubin.
Olhava para ela em meio a compreensão. - E qual era o poder do Charlie? – perguntei, curiosa.
- Ele dominava os elementos. Por que acha que ele pilotava tão bem? Seu pai também teve esse poder e por isso os dois não desgrudavam.
- Mas, se eles dominavam os elementos, porque não contiveram o fogo do avião e nem o pousaram para que não houvesse nada?
- Eu não sei. Eu me lembro de sentir o momento em que ele me fez pensar nele só para ver seus pensamentos. Ele estava sorrindo no momento em que viu a turbina explodir. Seu pai disse que queria que cuidasse de você e de sua irmã por ele e que nos amava muito.

Rachel estava com seus olhos marejados, assim como os meus e nos abraçamos. Ele deveria saber que aquele era o momento de partir. Mas eu não queria que ele partisse. Ninguém quer partir.

- Tudo bem, vamos parar de choradeira. Seu pai não iria gostar de te ver chorando por causa dele. Se essa foi a decisão dele, vamos respeitar.  
Concordei e sequei meu rosto. – O papai só tinha esses poderes? Dominar os elementos?
- Não. Além desse, ele era telepata, como eu.
- E o Charlie? Ele só tinha esse poder?
- O Charlie... Ele foi um sonhador especial, Angel. Eu não consigo te explicar, mas era tão incrível o que ele conseguia fazer. Eu ficava pasma.
Sorri, imaginando o que ele poderia fazer. – Pode pelo menos tentar me explicar? Descrever o que achou de mais louco que ele fez?
- Ele tinha um controle tão inexplicável de sua mente que ele conseguia fazer o que queria com qualquer tipo de matéria. Os poderes dele englobavam as duas Telecineses, dominando qualquer objeto com a mente. Ele conseguia fazer uma árvore muito grossa, muito grossa, se partir ao meio, como se fosse de borracha. E um amigo dele, o Turner, conseguia fazer as arvores voltarem a ser como eram antes. Eu ficava besta com isso.

Ri dela e tentei visualizar uma árvore se rachando ao meio e voltando ao normal em seguida. Franzi o cenho e minha mãe riu de mim, me abraçando em seguida.

- Eu sou telepata e prevejo o futuro. Agora não sei que poderes você pode adquirir, querida. Você pode herdar os meus e os de seu pai, ou ter outros totalmente diferentes.
- Só posso ter dois poderes?
- Depende do sonhador. O Charlie tinha vários poderes que se resumiam em quatro. A Sra. Stubin também. Depende da sua força de vontade. Quanto mais você treinar, o seu poder vai melhorando e até desenvolvendo outros relacionados a esse.
- Que louco. Você conseguia ver o futuro de qualquer pessoa que batesse o olho ou conseguia controlar o poder?
- Eu controlava. Se eu me concentrasse em uma pessoa, conseguia ver até o momento de sua morte. Se me concentrasse na família, conseguia ver o destino de cada um de seus integrantes. Hoje, como estou mais velha, meus poderes não são tão bons como antes. Eu ainda consigo me concentrar em uma pessoa só e dizer apenas fragmentos do seu destino. Como o que eu faço com vocês.
- Você parecia saber cada passo que nós tomaríamos.
- E eu sei, praticamente. Como acha que eu sabia que iria namorar o Justin?
- Achava que você estava tirando onda.

Rimos juntas.

- Pois agora sabe o verdadeiro motivo, não é? E não fique pensando que eu sei cada passo que você dá. Eu sei apenas decisões importantes que vai tomar quando for adulta. Mas uma coisa que não consegui ver ainda foram os poderes que você terá. Não consigo os enxergar.
- Tudo bem mãe. Seria mais legal eu os descobrir sozinha. Posso perguntar mais uma coisa?
- Claro que pode.
- A Sra. Stubin era mais poderosa que o Charlie?
- Os dois eram iguais em termos de poderes. A Martha dominava muito bem a telepatia e a premonição, a super inteligência e a empatia. Nunca vi alguém que conseguisse se manter calmo em situações impossíveis como ela. Não sei se hoje ela permanece a controlar os seus poderes, mas é provável que não. Se eu já estou enfraquecendo...
- Ela também previa que eu ficaria com o Justin. E sabia que eu achava os modos de vocês duas agirem com o futuro muito sombrio. – disse, depois de um tempo – O QI influencia na música, mãe?
- As pessoas que tem a super inteligência têm a mente aberta para aprender qualquer tipo de coisa, desde que seja a música, no caso da Sra. Stubin.

Assenti, assimilando os fatos.

- Ainda tenho muita coisa para saber? – perguntei.
- Por quê?
- Estou com fome.

Minha mãe riu de mim e se ergueu, me levantando também.

- Vamos comer. Acho que você já soube o suficiente para tirar algumas dúvidas.
- Qualquer coisa eu te pergunto... Ah! – exclamei ao me lembrar de uma pergunta que queria fazer a ela – Lembrei-me de uma coisa.
- Pode dizer.
- Eu vou ter mais convulsões?

Rachel riu, revirando os olhos. Ela apenas desceu às escadas e me ignorou.

- Ei! Mãe! Não vai me dizer? – perguntei, descendo às escadas também e entrando na cozinha, observando-a se sentar à mesa.
- Os efeitos colaterais de ser um sonhador variam de pessoa para pessoa. Eu não posso falar que será daqui a duas semanas, porque você ficará esperando eles chegarem para se prevenir e os mesmos vêm antes do esperado, te atacando. Não quero que aconteça isso com você. Apenas viva como antes, como a mesma Angel de sempre.

Assenti sentando-me à mesa e pegando bastante macarrão e o colocando no meu prato. O cheiro estava divino. O sabor então... Inigualável. Como eu já disse antes, desculpe italianos, mas a minha mãe faz o melhor dos macarrões!

Morri de comer e fui me deitar. Estava cansada. Peguei meu celular para ver as horas e vi que tinha uma mensagem do Justin.

Angel, eu não sei se está dormindo agora, mas mesmo assim direi a ti que não quero que se preocupe com nada. Esqueça da parte do dia em que fez mal, só se lembre do começo da nossa tarde. Foi incrível, não foi? Foi a minha favorita, tirando as outras coisas. Espero te ver amanhã. O que acha de um piquenique aqui em casa? Foi ideia da minha mãe. Assim que puder me responda, meu anjo. Boa noite, durma bem e sonhe comigo.    

Sorria abobada. Fiquei admirando meu celular durante uns minutos, com aquele mesmo sorriso. Como ele consegue ser tão fofo? E pensar que ele já foi um mulherengo safado. É incrível o que o amor faz conosco.  

***


Hey Geliebers (:

Fiz um big de presente, estava inspirada ontem! :3 

A história dos sonhadores é mais complexa do que se imaginava. Ainda existem certos segredos, principalmente de certos sonhadores, que precisam ser desvendados, não acham? E os poderes da Angel? Alguém tem chutes? Podem me dizer! Eu já tenho uma ideia do que fazer com ela. E o idiota do Liam? Será que esse lesado vai estragar tudo? 

Vocês não sabem da maior. Estou de férias! Isso é muito foda. E, como estou sem o palerma do meu irmão para me atormentar, é claro que tem mais Gih para vocês. Porém, estou planejando uma viagem, mas é só no meio do mês que vêm. Então, não se preocupem. Vou tentar me dedicar ao máximo para vocês, ok? *-* 

Indicações: 

Gostaram? Comentem!

Para um fim de post, uma frase do livro Um amor para recordar, que eu amo de paixão. Já li e recomendo. 

"Há momentos em que desejo fazer o tempo voltar e apagar toda a tristeza, mas eu tenho a sensação de que, se o fizesse, também apagaria a alegria." 

Quem nunca se sentiu assim? ;(

Amo vocês meninas! 
Beijinhos, da Gih. 

32 comentários:

  1. Anônimo16:35

    Amei,hey faz uma mini IB sabe se nao for atrapalhar:)

    ResponderExcluir
  2. que perfeito!! cara o Justin é mt fofo *------* espero q nesse tempo de férias vc escreva beeeem muito LA para eu não ficar me mordendo de curiosidade! e não se esquece
    CONTNUA!

    ResponderExcluir
  3. AAAAAAAAAAAH ele e super fofo , ao extremo , meu Deus estou morrendo de curiosidade com os poderes da Angel Bjoks diva !

    ResponderExcluir
  4. Muuuuuuuuuuuuuuito liiindo Gih , ameeei ! *-* '
    Continua flor , está perfeita ((:

    ResponderExcluir
  5. Continuuuuuuaaaaaaaaa amei *-*
    pode divulgar?
    http://imagine-belieberjdb.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Anônimo19:13

    aaaaaaaaaaaaaaaa que lindo e essa história super magica viajei aki rsrs muiiiiiiiiiiiiiiiito legal nossa sem palavras flor continua :D

    ResponderExcluir
  7. ganhou selinho anjo http://imaginebeliebershawtymane.blogspot.com.br/2012/11/mais-selinhos-ulalaa.html

    ResponderExcluir
  8. Anônimo22:05

    OI, to amando a imagine, mas posso dar uma opinião? Eu acho essa parte dos sonhadores e tal MEGA chata, desculpa ser grossa.. E a Angel ela é MUUUUUITO certinha e boazinha, fala certinho, etc.. e isso começa a ficar estranho e enjoado, entende? Acompanho as suas #Imagines desde a primeira e AMO TODAS, e só to falando isso para ajudar a melhorar, porque conheço mais 4 pessoas que lêem e que acham a mesma coisa que eu! hahahaha Comentei em anônimo porque não tenho blog, mas meu twitter é @iKidrauhlBR! hahaha Beijos, linda! <3

    ResponderExcluir
  9. fasdejustinbiebs ---' observe o desing <<<< imaginebelieber-kidrauhlswaggy.blogspot.com :)

    ResponderExcluir
  10. Amei o capitulo. Realmente essa história é mais complexa do que eu imaginava. Então os avós da Angel tinham um poder enorme e um controle alto sobre eles também. Então a mãe da Angel adora saber do futuro das filhas, hum... Vai aparecer pessoas que são sonhadoras do mal? Existe uma próxima? O Liam é um babaca por que ele não morre logo, ia fazer um bem imenso a humanidade. A Angel tem razão o amor muda as pessoas, e é incrível a mudança do Justin. A Pattie é a melhor sogra do mundo, todos querem ter uma sogra como ela. Eu realmente não tenho a menor ideia de qual pode ser o dom da Angel, mas talvez seja algo que ela já tenha meio que naturalmente. Estou ansiosa para o próximo

    ResponderExcluir
  11. Cara , como eu amo a Angel! Esse capítulo ta perfeito , eu quero saber os poderes da Angel logo ! CONTINUA

    ResponderExcluir
  12. ai como ta perfeitaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  13. Anônimo14:43

    Perfeito!
    Uma parte Hot não seria nada mal!
    Faaaaaaaaaz HOOOT, tipo, extremamente hot!!

    ResponderExcluir
  14. Anônimo15:27

    OI, DIVULGA

    http://imagineswagbelieberlove.blogspot.com.br/

    OBRIGADA

    ResponderExcluir
  15. Oi, ta lindo sua Ib
    ME AJUDA A DIVULGAR

    http://imagineswagbelieberlove.blogspot.com
    bjss

    ResponderExcluir
  16. AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH CONTINUAAAAAA

    ResponderExcluir
  17. UM SELINHO PRA VOCÊ AMOR! VAI LÁ BUSCAR: http://imaginebeliebersonhoperfeitoo.blogspot.com.br/2012/11/primeiro-selinho.html

    ResponderExcluir
  18. selo pra vc: http://dreamswithjustinbieber-isabelly.blogspot.com.br/2012/11/oi-gent-me-desculpem-demora-pra-postar.html#comment-form e http://dreamswithjustinbieber-isabelly.blogspot.com.br/p/divulgacao.html

    ResponderExcluir
  19. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHH!!!!!!! DIVULGOU MEU BLOG SUA PERFEITA! TO ME APAIXONANDO CADA VEZ MAIS PELA IB, JÁ INDIQUEI PRA TODAS AS MINHAS BELIEBER QUE CONHEÇO, MAS É PERFEITA A IB! Devia fazer um livro amor, serio msm ;)

    ResponderExcluir
  20. selinho pra vc aqui: http://imagine-belieberauhl.blogspot.com.br/2012/11/selinhos.html

    ResponderExcluir
  21. continua! indica? imaginejbeliebers.blogspot.com.br obrigaaaaaada

    ResponderExcluir
  22. Owwwwn Giih, tá perfeita a sua Ib.. tem um tempo que eu não comento aqui né? então é que eu ando meia sem tempo, mais voltando a Ib, tá mr linda continua logo tá flor? ;)
    Bjuus, Júuh

    ResponderExcluir
  23. Ganhou um selinho floor *--* http://loucaspelobiebs.blogspot.com.br/2012/12/selinhoo.html

    ResponderExcluir
  24. Anônimo00:01

    ta perfeito continua, por- geisiele

    ResponderExcluir
  25. Anônimo17:50

    Oh continuaaa PELOAMORDEDEUS!

    Lúh

    ResponderExcluir
  26. Anônimo17:52

    U.U essa é uma das melhores IBs que eu já li! Serinho! Ela é muito legal! Continua logo fofis!! ;)

    ResponderExcluir
  27. Anônimo02:10

    cara porque vc não CRIA históris e faz um livro?? cara vc escrve bem de mais e eu sei que se vc fizer um livro eu concerteza iria comprar nem que custasse uns 251 por ai mais concerteza eu compraria to falando serio ouviu:: aiii ta muito perfeitaaaa começei a ler o seu blog no começo do mes de dezembro de 2012 e caraa é muito show já li :Thay e Justin,The Skater Girl,e Believe in Everythingm,quando eu terminar de ler essa eu vou ler a prossima que concerteza sera super hiper mega incrivel como todas os outras, aa eu acho que a angel poderia ter o poder de controlas os 4 elementos(água,terra,fogo e vento ar sei la tanto faz) e poderia ter o poder daqula garote de crepuscola sabe??? uma menina com mais o menos uns 14-13-15 por ai, ele é loira e tem os olhos vermelhos haushaushaush é tipo assim ele olha pra uma pessoa e fala :dor ai essa pessoa comea a sentir muita dor, e ele tembém poderia controlar as emoçonens das pessso ,ler a mente... ele pode ser a mais forte sonhadora que já esistiu ^_^ então ta já falei que seu blog é super D+ ? então ele é super D+,pôô^^^^Ô acho que escrevi demais haushuashaushaushhsuhsuashua BJK's



    ass: Krysttina Dellarks, é eu sei meu nome é super entrnho e eu sofro '' bullyng'' haushaushuasu por causa disso te amo ^_^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo02:14

      persizava escrever um texto ôôô anafalbeta?? eu em muto borrra essa menina pelo a mor de jessus

      ass:Indiara Costa

      Excluir