10.12.12

#IB - Little Angel: Capítulo 43

Mode Justin on*

O meu plano está dando certo. Com minha mãe de cúmplice, é claro que tudo sairia como esperado. Faltavam algumas horas para o meu teatrinho começar. Agora estávamos indo até a casa de Angela para buscar suas coisas. Entramos na casa e vi Carly assistindo desenho toda torta no sofá e Angel revirou os olhos, me fazendo rir em seguida.

Subimos para o seu quarto e Rachel estava nele, guardando roupas em seu armário.

- Filha, ainda bem que veio. Tenho notícias da Sra. Stubin!
- Sério? – disse ela, entusiasmada. E foi pegando suas roupas e as colocava em uma mochila.
- Ela está em Jacksonville vendo uns documentos do Charlie. E aproveitou para ver o túmulo dele, essas coisas. Estará de volta só quarta-feira que vêm. E ela disse que, se ela não chegasse a tempo da hora de você ir arrumar a casa dela, que você visse o que estava faltando e fosse ao mercado. Se quiser, eu te ajudo com isso.
- Claro que quero mãe. Ainda bem, estava preocupada. A Carly parou de reclamar?

As duas riram. Eu estava com as mãos nos bolsos e sorri vendo mãe e filha se divertindo juntas. Ambas têm o sorriso lindo. Já vi de onde a Angel puxou isso.

- Parou depois de um tempo. Queria ter ficado e dormido com o Jason.

Angel me olhou com uma cara pervertida e mordeu os lábios, rindo. Ri dela e sorri malicioso. Como eles só ficam trancados no quarto... vai saber o que essas crianças fazem?

- Vocês vão para a escola juntos amanhã?
- Vamos sim, mãe.
- Tudo bem... E quer que eu te busque ou o Justin te leva?
- Eu a levo, Rachel. Não se preocupe.

A mulher assentiu, terminando de colocar as roupas nos cabides. Angel também terminou de arrumar suas coisas e se despediu de sua mãe, dando um abraço caloroso nela. A mãe havia sussurrado algo no ouvido dela e as duas riram em seguida. Sorri sem graça e olhei para o chão, mordendo os lábios.

Vi os pés de Angela perto dos meus e ergui minha cabeça, vendo seu sorriso angelical e ela me olhava atrevida.

- Vamos? – perguntou ela.
- Vamos. Pode ir à frente.

A garota assentiu, saindo do quarto e fazia o mesmo, porém fui impedido por Rachel. Olhei para ela e a mulher tinha um sorriso orgulhoso no rosto.

- Boa sorte, querido. Faça a minha Angel feliz.

Assenti sorrindo e voltei a andar até lá, tentando acompanhar Angela.

- Anda Bieber! Você é muito lerdo!

Ela estava parada na porta, com as mãos na cintura e me olhando com uma cara irônica e muito fofa. Ri dela e parei na sua frente, segurando em sua cintura e aproximando nossos rostos. Angel me olhava com desejo e roçou nossos lábios, se libertando de meus braços em seguida. Olhei-a com uma cara de dó e a garota riu de mim, sorrindo torto na calçada.

Caminhávamos juntos a caminho de casa. Ela segurava sua mochila nas costas e olhava as estrelas um tanto admirada. O céu estava muito lindo, realmente. A noite perfeita para a ocasião perfeita. Chegamos a minha casa e abri a porta, vendo meu pai e minha mãe se beijando na cozinha. Isso era muito mais que um beijo. Minha mãe estava sentada na mesa e meu pai à sua frente, segurando fortemente na cintura dela. Bem, eu já vi muitas vezes as “pegadas” do meu pai, mas essa foi... Hm... Não estou a fim de descrevê-la. Angela me olhou boquiaberta e segurei meu riso.

Andamos até a escada e eles ainda não haviam notado nossa presença. Pigarreei e subi correndo, deixando Angel para trás. Eles pararam com o beijo e ela subiu correndo também, toda sem graça.

- Como você faz isso comigo? Seu... sacana!                                                                   

Ri dela e entrei no meu quarto, me jogando na cama em seguida. Angel entrou também e deixou suas coisas em um canto do quarto, sentando na cama e me olhando severa. Segurei o riso e ela revirou os olhos, cruzando os braços e ficando emburrada. A minha princesa emburrada é tão fofa. Abracei-a por trás e beijei sua bochecha, deixando nossos rostos colados daquela forma. Ela tinha aquele delicioso cheiro de baunilha e sua pele estremeceu com o meu toque e sorri, vendo-a morder os lábios lentamente.

Ouvimos o abrir da porta e meus pais surgiram no quarto, ambos corados e sem graça. Comecei a rir, beijando a bochecha da minha anja e minha mãe deu uma cotovelada em meu pai, o fazendo olhá-la bravo e vi Angel sorrir sem graça também.

- Desculpe por isso Angela, é que o Jeremy...
- Vai me culpar agora Patricia? Foi você que me atacou.

Pattie olhou brava para Jeremy e eu não conseguia parar de rir.  

- Não foi nada, Pattie. Vocês também são um casal, tem o direito de se beijar. É que é o Justin fica fazendo graça e...
- Vai me culpar Angela? – disse, mordendo os lábios.
- Claro! Foi você que os interrompeu. Isso não se faz.
- Eu já imaginava que tinha sido o Justin. Não posso beijar a minha mulher? – disse Jeremy, abraçando Pattie e piscando para ela.
- Eu só achei que a cozinha seria um lugar inadequado para fazer coisas feias, pai...

Minha mãe e meu pai me olharam bravos e me escondi atrás de Angel, segurando o riso.

- Só não brigo com você porque sua namorada está aqui.

Voltei a olhá-los e sorri inocente. Meu pai ainda me olhava bravo e me senti lascado. Ele não estava brincando.

- Angel, de qualquer forma, nos desculpe a indelicadeza.
- Relaxe, Pattie. Eu não ligo. Também já peguei meus pais nessas horas.
- Então tudo bem.
- Agora vem amor, temos que terminar o que começamos.
- Vish, agora a coisa ficou séria. – sussurrei, rindo em seguida.

Meus pais saíram do quarto e Angel me olhou brava.

- Viu só o que você fez?
- Fiz eles irem transar? – disse, erguendo as sobrancelhas e roubando um sorriso dela.
- Seu bobo. Você muito bem sabe do que eu falei.
- Ah, deixa isso pra lá, eles já estão se entendendo lá no quarto deles. Tenho dó é da cama.

Angel riu de mim e voltei a abraçá-la, ficando na mesma posição que nos encontrávamos antes.

- Eu te amo muito, sabia? – sussurrei no ouvido dela, fazendo-a virar o rosto para mim.

Angela colou nossas testas e sorriu meiga. Ela assentiu em meio ao sorriso e sorri de volta, tocando os lábios dela nos meus. Era apenas um selinho demorado, terno, sem malícia.

- Eu te amo mais – disse ela, parando nosso beijo e me olhando nos olhos.

Sorri em seguida, tirando meus braços de em torno do seu corpo e deitando na cama, olhando para ela e Angela riu, se deitando ao meu lado e se aconchegando em meus braços. Eu tinha certeza de que ela era a minha garota, aquela que eu daria a vida para ver seu lindo sorriso.

- Biebs...
- O que foi, meu anjo?
- Posso trocar de roupa?
- E ainda pergunta? É claro que pode! A casa é sua também, esqueceu?

Angel riu de mim e se libertou de meus braços, andando até sua mochila e a levando para o banheiro, fechando a porta em seguida. Abri minha gaveta de cuecas, procurando meu precioso presente ali e o encontrei. Sorri em seguida. Mais tarde vou entregá-lo para a minha princesa. Fechei a gaveta e me ajeitei na cama, vendo Angela surgir e não resisti, mordi meus lábios ao vê-la com um blusão dos Lakers.

Ainda tinha que ser curto e dos Lakers. Sim, ela quer me torturar. Ele tinha um pouco mais de um palmo de comprimento abaixo de sua cintura e Angela prendia seus cabelos, fazendo um coque nos mesmos. Meu deus, essas pernas... Justin, controle-se cara. O meu anjo voltou a deitar do meu lado e a aninhei em meus braços, sentindo aquele aroma doce da baunilha se desprender de sua pele macia.

- Não sabia que torcia pelo Lakers. 
Ela sorriu gentilmente e olhou para mim. – Culpa do meu pai.
- Então era ele que torcia?
- Não, nós dois. Acabei torcendo por eles por culpa dele.
- Ah sim.
- Você também torce para eles? – perguntou ela.  
- Sim. E muito.

Angel sorriu outra vez e molhou os lábios, deitando sua cabeça em meu peitoral.

- O que vamos fazer agora? – perguntou ela, voltando a me olhar – Você disse que tinha uma surpresa para mim!
- Vem comigo.

Levantamos da cama e peguei em sua mão, levando-a até o jardim. Minha mãe, apesar de ter ficado beijando o meu pai, fez mesmo o que pedi. Angel ficou boquiaberta com o que viu.

- Você fez isso...?
- Sua sogra fez isso, para nós.
- Nossa Justin, é... tão fofo da parte dela.

Pedi para minha mãe montar um “acampamento” no nosso jardim, com direito a fogueira e tudo. Em vez de sacos de dormir, ela montou uma barraca e deixou mais romântico colocando um monte de pétalas de rosas pelo espaço. Ainda tinha a cesta com uns lanches e marshmallows dentro. Até o meu violão ela colocou lá.

- Gostou?
- Adorei! – respondeu ela, sorrindo feito uma criança.

Minha mãe também havia deixado duas cadeiras de praia ao lado da fogueira para nós sentarmos. Puxei a cadeira dela e a coloquei em meu lado, fazendo Angel rir e sentar-se na cadeira em seguida.

- Que tal marshmallows assados na fogueira?
- Adoraria.
- Hm. Onde será que a minha mãe deixou os espetos...

Peguei a cesta de piquenique e vi um bilhete aberto nela.

“Eu sei que você é um esquecido e que não pegou o presente. Aproveita que eu não peguei os espetos de propósito e pega o presente também.” 

Como ela sabia que eu tinha esquecido o presente? Bruxaria.

- Angel, minha mãe não deixou os espetos aqui. Espera um pouco, que eu vou pegá-los, ok? Enquanto isso, pode acender a fogueira?
- Claro Justin.

Levantei-me e fui lá em cima correndo, peguei o presente e coloquei no bolso, voltei para a cozinha e procurei os espetos, ouvindo as faíscas da fogueira. Peguei-os no armário e voltei, vendo Angela assoprando um pouco a fogueira para que o fogo comesse a madeira e as folhas secas. Logo as chamas surgiram e ela sorriu pelo trabalho feito e se virou para mim, que a olhava atentamente.

A garota abaixou a cabeça, sem graça e seu rosto estava sendo iluminado pelo fogo. Apaguei as luzes do jardim e ficamos apenas à luz do luar e das chamas. Sentei ao seu lado e espetamos os marshmallows, os deixando sobre o fogo.

- Se eu ficasse perdido em alguma floresta com você, Angel – ela me olhou quando pronunciei seu nome -, com certeza você cuidaria muito bem de mim. – ela riu de mim. – Acho que morreria de fome se fosse por minha conta.
Meu anjo riu e rodou o marshmallow, deixando assar a parte de baixo. – Mas quem iria caçar os animais seria você, eu tenho dó. Só comeria as frutinhas.
- É capaz de os animais trazerem as frutinhas pra você, de tão amorosa que você é, meu amor.
- Awn, você é muito fofo.
- Eu sei que sou – sorri convencido e ela riu outra vez, tirando seu marshmallow do fogo e o assoprando. - Mas nem deu tempo de eles derreterem!
- Não gosto tão derretido. Está bom assim. – ela fez uma careta e começou a rir – Ei Justin, o seu está...

Olhei para o meu marshmallow e ele estava pegando fogo. Isso burro, deixa o espeto baixo. Comecei a assoprar ele e Angel também, até que ele apagou e começamos a rir depois. Meu marshmallow já foi branco um dia.

- Então é assim que você gosta de comer? Queimado e “barra” ou preto? – disse ela, comendo o seu e me olhando irônica.
Joguei o meu no fogo e revirei os olhos. – Posso comer um pedaço do seu?
- Claro. Pega ai.

Mordi o marshmallow dela e Angel riu da minha careta. Espetei outro e fiquei ali, esperando ele assar. Angel fez o mesmo. Ficamos em silêncio, apenas ouvindo o cricrilar dos grilos. Angel olhava para o céu novamente, fascinada com as estrelas. O que será que ela pensa ao vê-las? Queria poder ler seus pensamentos.

- Amor...
- Oi? – perguntou ela, se voltando para mim e olhando seu marshmallow em seguida.
- O que elas significam pra você?
- Elas quem?
- As estrelas. Você fica as olhando tanto.
Ela sorriu, o tirando do fogo e o assoprando em seguida. – Eu sempre fazia isso com o meu pai. E um dia ele me disse, que quando ele estivesse viajando a trabalho, era para eu olhar para o céu estrelado que ele estaria olhando por mim também. E é como se ainda existisse essa ligação, entende?

Vi uma lágrima trilhar seu rosto e ela a secou rapidamente, como se não quisesse que eu a visse chorando. Sorri sereno e abri meus braços, fazendo-a sorrir e a puxei para sentar em meu colo, deixando o meu espeto sobre a cesta de piquenique. O dela ela nem quis soltar, então não vou discutir. Abracei-a fortemente, deixando-a enterrar seu rosto em meu ombro.

- Eu sei que são lembranças boas, Angel. Mas você deveria pensar que é algo para se sorrir, e não para chorar. É claro que tem a saudade, mas eu tenho certeza que o seu pai não gostaria de te ver chorando por ele, não acha?

Só senti um suspiro em meu pescoço e me arrepiei inteiro. Isso é hora de reagir ao toque dela, corpo?

- Vou comer seu marshmallow se você não olhar pra mim.

Disse isso e segurei o espeto da mão dela, que me lançou um olhar mau em seguida. Ri dela e mordi sua bochecha, fazendo-a rir e se acomodar em meu ombro outra vez, mordendo seu marshmallow e dando a outra metade para mim.

Passamos um tempo assim, com ela no meu colo, comendo marshmallows juntos e rindo. Eu contava as histórias do Chaz, Ryan e do Chris e ela morria de rir. Ela também falava as da Carol, já que o assunto era relacionado a pegadores. Eu também contei umas histórias minhas, as mais engraçadas, só para ouvir sua gostosa risada.

- Até imagino a cara do pai dessa garota, Justin. Você deve ter se considerado morto.
- É. Eu quase apanhei dele se não tivesse vestido minha roupa logo. A garagem dele era até que confortável, principalmente o sofá.
- Seu idiota. – disse ela, me dando um empurrãozinho.
- Mas, sabe Angel, eu olho pra trás e não consigo me ver no meu passado ‘adolescente louco por sexo’. É como se eu tivesse nascido de novo e vivesse de uma forma totalmente diferente da que eu vivia antes.
- E como era a sua antes?
- Eu vazava na sexta depois da escola, ia com os caras para o Junior’s e sempre, sem exceção, dormia com alguma menina que visse lá que me deu mole. Ou ia às festas, enchia a cara e dormia com duas, três, de uma vez. E é claro, só as gatinhas. As góticas também ficavam me dando mole, mas, era tão...

Revirei os olhos e Angel riu de mim, mordendo seus lábios.

- Eu já ajudei uma gótica a passar em um teste de história. E ela era mais velha que eu na época. Hm, Broke era o apelido dela.
- Broke? Foi ela mesma que me deu uma cantada master, mas eu não fiquei com ela. Faz quanto tempo isso?
- Uns meses. Acho que foi em novembro do ano passado.
- Eu lembro que ela ainda apertou minha bunda. Fiquei chateado nesse dia.

Ela riu do meu bico e beijei sua testa. Ela levantou do meu colo e foi em direção à barraca.

- Fica aqui comigo? – perguntou ela, com uma voz manhosa.

Sorri, levantando da cadeira e indo até ela. Angel se abaixou para entrar na barraca e mordi meus lábios, tentando conter o meu lado safado. Não sei se foi de propósito, mas ela literalmente engatinhou até o canto da barraca e vi que ela estava de short, um mini short preto de pijama. Nossa. Fiquei muito triste agora. Jurava que ela não usava nada debaixo do blusão.

Momento Justin safado ft. bolado, haha

Entrei na barraca também, estava com um colchão de ar gigante dentro e com cobertas e travesseiros. Sentei em um canto da barraca e a puxei, encaixando-a entre minhas pernas. Coloquei meus braços em volta dela e comecei a brincar com seus dedos, vendo seu sorriso terno surgir de vez em quando.

- Ei amor, preciso fazer uma coisa. – disse, fazendo Angela olhar para mim.
- O que? – ela fez uma carinha muito fofa.
- Só espera, tá?

Ela assentiu e me cedeu passagem para sair da barraca. Peguei meu violão e uma das rosas que estavam dentro da cesta, voltei para a barraca e me sentei na frente dela, entreguei a rosa vermelha e ela me olhou emocionada.

Comecei a cantar uma música que compus para ela, mas só decidi a mostrar nesse dia.

I always knew you were the best
The coolest girl I know
So prettier than all the rest
The star of my show
                                                                                                                         
So many times I wished
You'd be the one for me
But never knew you'd get like this
Girl what you do to me?
                                                                                                  
You're who I'm thinking of
Girl you ain't my wonner up
And no matter what
You're always number one

My prize possession, one and only
Adore you, girl, I want you
The one I can't live without
That's you, that's you

You're my precious little lady
The one that makes me crazy
Of all the girls I've ever known
It's you, it's you

My favorite, my favorite
My favorite, my favorite girl
My favorite girl

Havia lágrimas no rosto dela e ela sorria abobada. Sorri e sequei seu rosto, continuando a cantar.

You take my breath away
With everything you say
I just wanna be with you
My baby, my baby, oh

My miss don't play no games
Treat you no other way
Than you deserve
Cause you're the girl of my dreams

My prize possession, one and only
Adore you, girl, I want you
The one I can't live without
That's you, that's you

You're my special little lady
The one that makes me crazy
Of all the girls I've ever known
It's you, it's you

My favorite, my favorite
My favorite, my favorite girl
My favorite girl

Terminei a música e deixei o violão de lado, me ajeitei no colchão de ar e ela sorriu em meio ao choro emotivo.  

- Gostou? Fiz para você.
- É linda.

Olhei para ela, me aproximando para secar seu rosto e ela sorriu gentilmente, fungando em seguida e me fazendo rir com sua carinha inocente. Voltei a minha posição anterior e pigarreei, unindo minhas mãos e passando minha língua em meus lábios para tirar o nervosismo.

- Desde o dia que te vi na porta da minha casa, eu nunca mais fui o mesmo. Eu me lembro como se fosse ontem do seu sorriso sem graça e do seu olhar apaixonante quando me viu também. Eu te fiz comer os brownies da minha mãe só para apreciar sua beleza mais um pouco. – rimos – E, daquele dia em diante, eu nunca mais parei de pensar em você. Você entrou na minha vida de uma forma tão simples, mas que mudou minha vida bruscamente. Parei até de fazer o que eu pensava que nunca viveria sem um dia.

Mordi meus lábios, olhando nos olhos cor de mel dela, que me olhavam atentos, mesmo ainda deixando algumas lágrimas caírem.

- Você me mudou, Angel, e para melhor. Foi por você que eu deixei de ser um canalha e deixei o meu Justin romântico vir à tona. Foi por você que eu voltei a ser mais atencioso com a minha mãe. E foi você que roubou meu coração, meu amor. Mas eu vou te dar uma coisa em troca.

Coloquei minha mão no bolso e sorri, tirando uma caixinha preta de veludo. Angel me olhou trêmula, com um sorriso amável no rosto e deixou mais lágrimas caírem antes mesmo de eu mostrar o seu conteúdo. Abri a caixinha e me olhou surpresa, chorando um pouco mais.


perfeito né? *-*

Segurei em sua mão, fazendo-a abrir os olhos e sorri, deixando-a sorrir de volta.

- Eu comprei esse anel porque achei que deveríamos selar nosso namoro, já estava há tempos pensando nisso e quando bati o olho nesse aqui, vi você nele.

Minha princesa sorriu, molhando seus lábios em seguida, muito emocionada.

- Angela Collins, você aceita ser minha para sempre?
- Aceito.

Ambos sorrimos e tirei o anel da caixinha, pegando sua mão e colocando-o em seu dedo anelar e beijei sua mão em seguida.

- Eu te amo muito, Angel. Você foi um anjo que Deus enviou só para mim. É a razão do meu viver, do meu respirar.
- E você é o meu príncipe encantado que eu tanto sonhei, que custei a encontrar, mas encontrei. E eu te amo também Justin, demais.

Ela engatinhou até mim e me abraçou forte. Era aquele abraço que você sente o calor da pessoa, a emoção à flor da pele. Angela se libertou de meus braços e tomou meus lábios gentilmente, enlaçando seus braços em volta de meu pescoço e deslizando seus dedos em meus cabelos. Nossas línguas dançavam perfeitamente, eu segurava sua cintura, juntando seu corpo no meu e sentindo seu calor, seu toque delicado. Arrepiei-me com um de seus dedos em minha nuca, rindo em meio ao beijo. Não queria parar, poderia ficar assim, com seus lábios macios nos meus para sempre.

Angela parou nosso beijo roçando nossos lábios, olhando nos meus olhos. Ela tinha um olhar diferente, um olhar tão apaixonado. Nossas respirações ofegantes se misturavam, porém nossos olhares não se desviavam. Sentia-me em transe com aquela cor, com aquele brilho, com o sentimento transmitido por eles.

- Meu anjo.
- Meu príncipe.

Ambos sorrimos e peguei na mão dela, levando-a para o canto oposto da barraca e arrumando os travesseiros. Deitei-me em um deles e ela deitou no outro e nos cobri. Angela se virou do lado oposto ao meu, puxando meu braço para que ficasse envolto em seu corpo e sorri, juntando seu corpo no meu. Adormeci assim, ao lado da minha amada.

***   
Hey Geliebers!


Eu disse que seria especial, não disse? Fiz ele big de presente e por isso! Namoro selado, finally! Super fofo o capítulo, fala sério. Me superei nesse. É, não foi hot, decepcionei algumas, não é? Acho que não seria o momento certo para isso. 

Uma coisa a menos para se preocupar! Mas, e o Liam? Será que ele vai conseguir estragar tudo? E os poderes da Angel que nunca chegam? E a Sra. Stubin? Só eu estou muito desconfiada desse sumiço dela? hm. 

Indicações:

http://imaginejbeliebers.blogspot.com.br/
http://swag-swagonyou.blogspot.com.br/
http://fanfictionbd.blogspot.com.br/super indico esse blog. É para Beliebers e Directioners! Adorei a história love <3

Gostaram? Comentem!

Para um fim de post, uma frase do Bob Marley pra vocês. 

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida."

Amo vocês meninas! 
Beijos, da Gih.

28 comentários:

  1. Ooi Gih, eu sempre leio as suas historias.
    Será que vc pode indicar meu blog?
    Eu voltei a escrever outra vez, vou adorar se vc podesse fazer isso pra mim.

    http://wwwsonhosdebelieber.blogspot.com.br/

    Aaah continuua porque ta mega perfeito, ameei *--*

    ResponderExcluir
  2. QUE PERFEITO! CONTINUA LOGO EU ADORO SUA FIC! :)

    ResponderExcluir
  3. Continua, perfeito !!

    ResponderExcluir
  4. oooi ! Deus, que perfeição hahah' Achei super fofo o Biebs, e muito certo a parte 'hot' não ter sido agora... Muito cedo hahah'
    Ah meu Deus, muuutos mistérios virão hahahah' Estou anciosa, continue looogo ahaha'
    Beijos, Didi. #LoveU

    ResponderExcluir
  5. Isadora18:30

    Nossa, você se superou mesmo nesse capitulo. Ficou muito perfeito. Como eu queria que esse momento fosse meu. hahahaha
    Continua, beijos.

    ResponderExcluir
  6. PERFEITO , VOCE GANHOU UM SELINHO >>> http://imaginadobelieberhot.blogspot.com.br/2012/12/selinho.html

    ResponderExcluir
  7. AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI , PERFEITOOO DEMAIS ACHEI QUE O CAPITULO NAO IA ACABA MAIS , MAS POREM FIQUEI FELIZ TBM POR TER SIDO GRANDE *-* . CONTINUA LOGO

    ResponderExcluir
  8. Perfeito serio, eu tava escutando pra não me perder da Priscilla enquanto lia esse capitulo e tipo, chorei de emoção serio foi muito fofo e perfeito, não seria legal se tivesse partes hots '-', foi tão perfeito esse capitulo serio eu amei demais cara, sou viciada nessa ib, acho todas elas perfeitas você escreve tão bem, e consegue fazer com que as suas historias pareçam tão reais, que eu até imagino na minha mente enquanto leio a Angel e o Biebs, eu espero que minha ib um dia chega pelo menos aos pés da sua serio. ;))

    ResponderExcluir
  9. awn que lindo, continua *-*

    ResponderExcluir
  10. Eu amei esse capitulo. Deve ser legal a sua mãe poder ver o futuro, porém irritante ás vezes. Deve ser mó estranho pegar os pais quase transando na cozinha kkk. Tenho que concordar que é suspeito a Carly e o Jason no quarto trancados, sozinhos. Esse Justin não presta, fica fazendo a namorada passar vergonha, vê se pode. Cadê o Jason? Eu achei lindo o que a Pattie preparou para o Justin, e com certeza deu certo, a Angel ficou emocionada e eles finalmente tornaram o namoro oficial. Agora, espero, não vai ter marmanjo atrás da Angel. Eu tenho medo do que o Liam pode fazer, de verdade, isso me preocupada para caramba. Realmente é suspeito essa demora da Sra. Stubin. Estou ansiosa para o próximo

    ResponderExcluir
  11. lindo amei amor *-*
    continua porfa

    ResponderExcluir
  12. Anônimo11:00

    continua que fofo!

    ResponderExcluir
  13. Realmente eles são fofos de mais da conta , é ate invejoso o namoro deles entendeu ? é lindo demais , eu sou uma das Beliebers que foi decepcionou com o cap fofo , mais tipo eles são tao cute >.< que agente deixa passar sabe ? E é lindo achar que eles vão se casar , e ter a primeira vez deles juntos , sabe e muiiito lindo , eu odiei de paixão o anel , ele é maravilhoso , e a cara dela é meu Deus , não da pra explicar . Liam é um problema seríssimo , cara tenho medo do que ele possa fazer para separar Angel e Justin , mais é isso , um beijo !

    ResponderExcluir
  14. continua please ta perfeitona *-*

    ResponderExcluir
  15. ganhou um selinho http://muchlovebieb.blogspot.com.br/2012/12/1-selinho-do-blog.html

    ResponderExcluir
  16. Lindo perfeito maravilhoso, continua logo! divulga por favor Gih? http://www.feelingsonyou.blogspot.com.br/ obrigada <3 beijos

    ResponderExcluir
  17. Awn que lindo!! Continua!! Amore, posso postar minha IB aqui? Eu realmente amo esse blog! Qualquer coisa me manda um email beatfgarcia@gmail.com ou fala comigo pelo twitter @JustinMyPrideFc

    ResponderExcluir
  18. Anônimo15:09

    E BIE ?

    Continua amr

    ResponderExcluir
  19. selinho pra vc http://dream-with-bieber.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Anônimo02:05

    Muiiiiito perfeita cada vez melhor eles são tãooooo fofos :3 kkkkk kisses :* ass: Ingrid Rodrigues <3

    ResponderExcluir
  21. Gata voce é de MT? me manda convite no face
    https://www.facebook.com/lourrainy.coelho
    eeeeeeeee continuaaa pelo amor de DEUS amo de mais seu ib continua continuaaaa <3

    ResponderExcluir
  22. Perfeitooo
    muito nindinhoo *_*
    Justin fofo
    justin safado ft bolado- RACHEIIII

    ResponderExcluir
  23. PELO AMOR DE DEUS MENINA, CONTINUAAAAAAAAAA EU LI OS 43 CAP HOJE !!!!! ESTOU AMANDO A SUA IB, CONTINUA PLEASE, PLEASE

    ResponderExcluir
  24. Anônimo19:31

    aaaaaaaaaaaaaaai q lindo verdade tbm achei q n era a hora de hot sabe a Anjel é toda delicadinha o hot vai ter q ser mais perfeito do q esse u.u q lindo continua :D

    ResponderExcluir
  25. AMOREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE VC GANHOU UM SELINHO! http://imaginebeliebervceojus.blogspot.com.br/2012/12/meu-primeiro-selinho.html BEIJÃO!

    ResponderExcluir
  26. Aaaaaaaaaah, que lindoooo amei o anel amei esse capitulo cm os outros awttttttt!!

    ResponderExcluir
  27. Eu pensei que tipo eles iam transar kk mas ok , ta perfeito amei *-*

    ResponderExcluir