30.12.12

#IB - Little Angel: Capítulo 50

Mano, eu ando safada demais. Sério. Mas, lá vem aquele aviso: esse capítulo contém partes não indicadas para menores, ou seja, você lê se quiser, não irei te obrigar a nada.


Agradecimento no final

Estava no quarto, com a cabeça enterrada no travesseiro. As lágrimas eram mais fortes que eu. Os meus pensamentos turbulentos eram mais fortes. Sentia-me incapaz de continuar a “derrubar barreiras” só para conseguir amar e ser amada. Por que sempre tem algo que nos bloqueia? Sempre alguém para estragar nossos planos? Queria Justin aqui, me abraçando. O abraço dele me acalma.

E eu percebi que não conseguiria mais viver sem ele. Seria horrível ficar um dia sem vê-lo, imagine se acontecesse o pior? Pelo que lia nos pensamentos da Selena, ela me queria muito longe do Justin. Achei que ela havia entendido que ele não queria mais ficar com ela, mas já vi que não. Tenho que pedir desculpas a ela. Eu fui tão rude e insensível. É minha culpa tudo isso estar se iniciando.

- Angel?

Ergui minha cabeça e sorri fracamente, vendo minha mãe na porta e Justin atrás dela. Ele disse que queria passar o dia comigo, mas não sabia que seria tão cedo.

- O que foi princesa?

Enterrei minha cabeça outra vez no travesseiro e recomecei a chorar. Tenho que aprender a controlar meu choro. Escutei a porta se fechando e mãos tocando em minhas costas, acariciando-a de leve. Logo, Justin me ergueu e me colocou em seu colo e pude sentir o calor de seu abraço confortante. Fechei os olhos, me lembrando de todos aqueles pensamentos perversos e molhei os lábios, sentindo ele me apertar contra seu peito.

- Você não respondeu minha pergunta.

Ele parecia sério. Meus lábios tremiam e a garganta doía devido ao pranto excessivo. Só consegui me encolher mais e esconder meu rosto em sua camiseta de algodão, molhando-a pelas lágrimas.

- Angel...
- Só me deixa pensar, tá? – disse, interrompendo-o e respirei fundo.

Ele também respirou fundo e deitou sua cabeça na minha. Sabia que haveria o lado ruim da história, mas ele só estava demorando mais a chegar. O pior é pensar que não é apenas uma pessoa, são duas. Talvez três que querer me destruir emocionalmente e fisicamente. Queria entender o que está acontecendo a minha volta, o que estão planejando contra nós dois, contra o nosso amor.

O que há de errado em amar?

- Não pode me dizer o que aconteceu? – disse ele, dispersando-me de meus pensamentos.   
- Ser sonhadora te faz ouvir coisas que te destroem por dentro.

Ele ficou em silêncio. Sequei meu rosto, olhando nos olhos dele, apesar de estar enxergando tudo um pouco embaçado.

- Não queria que fosse assim. – disse, tossindo um pouco – Desculpe.
- Não foi nada. Mas, do que está falando?
- Eu sei que a vida não é um mar de rosas, tem seus espinhos, mas... não esperava que eles fossem aparecer logo agora.
- Está se referindo ao Liam?
- Não só nele. Na sua ex-namorada também.
- A Selena? O que ela tem a ver com isso?

Só consegui olhar nos olhos dele e colar nossas testas. As palavras não saiam. Ele me olhava com um ar preocupado, esperando uma resposta. Fechei os olhos, tentando achar as palavras certas.

- Ela quer nos separar, Justin. – disse, em um sussurro – Ela simplesmente odeia a ideia de te ver amando outra, o que, na verdade, nos pensamentos dela a palavra “amor”, não tem o mesmo sentido que a minha.
 - E quem disse que ela vai conseguir?

Olhei para ele com o cenho franzido e um sorriso se formou em seus lábios levemente avermelhados.

- Por que você só pensa no pior?
- Você não ouviu os pensamentos dela. Eram cruéis.
- Eu não vou deixar isso acontecer. A Selena foi só curtição pra mim, mas chegou a um ponto que não conseguia nem aguentar a presença dela. Ela não queria que nós terminássemos, se bem que eu não conseguia chamar aquilo de namoro, porque ela tinha um status: A namorada do Bieber. Que garota não iria a invejar? Ela adora pisar em cima de todos.
- Era por isso que ela só pensava “não posso perder meu posto para uma nerd ridícula”.
- Esqueça as palavras dela, Angel. Você não é ridícula. O que tem de errado em estudar e se importar com os estudos?
Dei de ombros. – A maioria dos jovens acha isso desnecessário, então...

Molhei meus lábios. Conseguia sentir a respiração dele batendo em minha face um pouco inchada pelo pranto. Seus lábios doces tocaram os meus em um gesto de carinho e ternura. Enrosquei meus braços em seu pescoço, juntando mais nossos corpos e ele separou nossos lábios, me olhando aflito. Justin beijou minha testa e fechei os olhos, o abraçando em seguida, fortemente.

- Ninguém vai nos separar. – sussurrou ele, me deixando escapar um sorriso – Pode ter certeza disso, meu anjo.

Assenti em meio ao abraço e enterrei meu rosto em seu pescoço, inalando seu perfume estonteante. Deixei ali um beijinho rápido e ele ficou todo arrepiado. Ri da minha artimanha e voltei a olhá-lo nos olhos, sorrindo.

- Obrigado por me fazer sentir melhor. Se você não tivesse vindo, teria ficado chorando até anoitecer.

Ele sorriu sem mostrar os dentes e suas mãos foram parar em minha cintura, encaixando nossos corpos. Senti minhas bochechas corarem e sorri sem graça, vendo-o sorrir também.

- Posso fazer uma pergunta?
- Claro!
- Qual é o seu poder novo? Você disse que iria me contar e acabou não dizendo...

Ri dele e mordi os lábios. Ele não percebeu.

- Se eu te dissesse que consigo ser... uma outra Angel, uma que ninguém viu ou tem ideia que existe, você ficaria assustado?
- Como assim?
- Uma eu safada?

Ele ficou em silêncio, com o cenho franzido e sorri, esperando a resposta dele. - Você safada? E que poder é esse? Tipo, um clone seu e que consegue ser... safado?

Ri dele e levantei da cama. Andei de um lado para o outro, pensando em como demonstrar o meu poder.

Quero fazê-lo pensar.

Ou até provocá-lo.

- Vou te dar dicas, e quero que adivinhe o poder.
- O que eu disse antes não estava certo?
- Nem chegou perto. – ele fez uma carinha manhosa e ri dele – Vamos fazer o seguinte. Eu vou criar uma situação, não sei se vou conseguir fazê-la, mas é só um teste.
- Estou com medo de você, Angel.

A voz dele soou muito estranho. Ambos rimos e dei de ombros, indo para o banheiro. Olhei-me no espelho, lembrando do que ele gosta em mim. Meus blusões. Ainda estou com o suéter, mas ele é bem comprido, então vai servir. Tirei a calça jeans e prendi meu cabelo em um coque mais solto, bem improvisado mesmo. A regata que estava por baixo do suéter não caiu bem no meu papel de “sedutora” e a tirei, vestindo outra vez o suéter e sorri para o espelho, fazendo um olhar até que sexy.

Será que eu consigo?

Abri a porta e Justin me olhou dos pés a cabeça, um pouco surpreso.

“Por que ela tirou a calça? Talvez quisesse ficar mais solta. Ai. Olha a alça do sutiã ali. Ela tirou a blusa também. Meu deus. Sossega Justin.”

Tentei não rir dos pensamentos dele e me aproximei, sentando na cama ao lado dele. Eu sentei sobre as minhas pernas e Justin me olhou confuso, e sorri sem mostrar os dentes.

- Então você me acha sexy quando fico só de blusão?

Ele me olhou surpreso e ergui uma sobrancelha, sorrindo.

- Você de novo.
- Mas não fui agora que eu li. Ah! Então você também está achando que eu estou sexy.

Sorri convencida e ele me olhou envergonhado. Fiquei de quatro, aproximando nossos rostos e acariciei o dele, olhando em seus olhos.

- Pode admitir. Não vou ficar brava com você.

Ele parecia estar sem palavras. Ergui as sobrancelhas e Justin molhou seus lábios, respirando com dificuldade.

- É-é verda-de. – disse ele, gaguejando.
- Pode me dizer o que mais te excita?

Sorri maliciosa e o rodeei, ficando atrás dele e massageando seus ombros. É claro que eu sabia os pontos fracos dele. O meu predileto: seu pescoço. Mas nunca tive coragem o suficiente para “atacá-lo”. Agora que a ocasião permite, quero vê-lo dizer. Quero provocá-lo.

- E-eu gos-to de...

Escorei meus lábios em sua orelha, fazendo-o parar de falar.

- Pode dizer, amor. – sussurrei no ouvido dele, vendo seu corpo se arrepiar por completo.
-... bei-jos no pescoço, A-angel.

Mordi os lábios, sorrindo convencida.

- E você gostaria que eu fizesse isso com você, Justin?

Ele assentiu sem mais delongas e pousei meus lábios ali, o beijando lentamente.

“Ela quer me torturar. Eu vou morrer, cara. Meu deus. Vou gozar aqui.”

Sorri em meio ao beijo e alternava entre mordidas e beijinhos, ouvido seus gemidos baixos. Voltei a ficar de frente a ele, olhando para aquele caramelo cheio de luxúria.  

- Já sabe o poder ou quer mais?

“É claro que eu sei o poder. Sedução. Mas quem disse que eu quero que ela pare? Que delícia, cara.”

- Tenho mesmo que responder? – ele tinha um sorriso malicioso nos lábios.

Sorri de volta e o deitei na cama, ficando de quatro por cima dele.

- Tem sim.
- Mas você vai continuar?
- Quem sabe?

Ele me olhava com desejo. Aproximei nossos rostos e ele foi ao encontro de nossos lábios, porém coloquei meu dedo indicador entre eles, esperando a resposta.

- Até que para um anjo, você consegue seduzir muito bem, meu amor.
- É algo tão estratégico, Justin. E eu não vou continuar.

Saí de cima dele e Justin me olhou pidão. Só agora consegui ver o volume em sua calça. Meu deus.

- Por quê? Isso é tortura.
- Esqueceu que eu ainda sou a Angel?
Ele sorriu e me abraçou, beijando minha testa. – Claro que não, minha princesa. É que eu fiquei... empolgado. 

Ri dele e separei nossos corpos, indo até o guarda roupa e tirando um blusão da gaveta.

- Está um pouco calor, não acha?  
- Nossa. Muito. Ainda mais depois disso.

Ambos rimos e fui ao banheiro me trocar. Era um blusão com o símbolo do Lanterna Verde. Muito a cara do Sheldon, mas é legal. Voltei ao quarto e vi o Justin olhando a minha estante de livros, com os braços cruzados. Parei ao lado dele, fazendo-o virar e sorrir para mim.

- Você já leu todos esses livros?
- Já. Estou pensando em comprar mais. Ando muito preguiçosa.
- Meu deus. E eu não gosto de ler nem os livros da escola.

Ri dele e ele tirou Romeu e Julieta. Eu tinha a adaptação e o original. Custou uma nota, mas valeu a pena.

- Bem que você disse que gosta de Shakespeare.
- Esse é só um deles. A fileira de onde você tirou, é a fileira só das peças dele.
- Peças?
- Ele só escrevia peças.
- Ah sim. Bem... toda a fileira?
- Toda. De ponta a ponta.

E nem era tão grande assim. Só o espaço para quarenta livros. Apesar de Shakespeare só ter feito 38 peças, as outras duas foram que eu comprei a adaptação, como a de Romeu e Julieta e Hamlet.

- Que menina intelectual.

Ri dele e ele enlaçou seus baços em minha cintura, tocando nossos lábios. Um selinho longo e suave. 

- Ei – disse ele, parando nosso selinho -, vamos à sorveteria? Me deu vontade de tomar sorvete.
- Agora que eu vesti meu blusão! Seu feio.
- Pode ir com ele, amor.
- Não quero ir.
- Por quê?

Franzi o cenho, fechando os olhos.

- Pressentimento ruim.
- Então vamos ficar. Mas, o que vamos fazer?

Ficamos pensativos. Não tenho ideia.

- Você tem vídeo-game aqui?  
- Não. Só meu computador.
- Que tal nós assistirmos a um filme?
- A Carly não vai deixar.
- Por quê?
- “Desenho de dia, desenho de tarde, desenho de noite, desenho para sempre.” Ela sempre fala isso.  
- Quem diz isso é o Jason, mas com os jogos dele.
- Mais alguma coisa em comum com esses garotos.
- É mesmo. Onde a sua mãe está?
- Provavelmente na cozinha ou no quarto dela, lendo Cinquenta Tons de Cinza.
- Ela lê esse livro?
- Já está no último e chorando porque não queria que acabasse.  

Ambos rimos e descemos para a cozinha. Minha mãe estava na cozinha, lendo o livro. Foi uma mistura das minhas possibilidades. Tentei não rir e pigarreei, tomando a atenção dela.

- Querem comer alguma coisa?
- Bem... tem sorvete?
- Tem sim, olha no freezer. 


Peguei o sorvete no freezer e duas taças, colocando o sorvete nelas enquanto Justin conversava com a minha mãe sobre o livro. Segurei o riso, colocando o sorvete de volta e entreguei uma das taças a ele, pedindo licença a minha mãe e subimos.

- Como você tem coragem de falar isso, Justin?
- Falar o que?
- Aquilo.
- Ah, sua mãe não iria levar na malícia.
- Claro que não – disse, debochando.
- Para Angel. – ele riu de mim e sentei na cama.
- Parar com o que? Pensar que a minha mãe iria levar na malícia?
- Que droga. Queria que eu ficasse quieto?
- Não precisava. Mas não precisava falar que você queria saber a história do livro. É obvia a história.
- Mas eu não sabia! Só sabia que a mulher se apaixona pelo Grey e começa a sacanagem.

Ri dele e terminei meu sorvete.

- Você leria esse livro, Justin?
- Depende – disse ele, dando de ombros -, se fosse uma aposta, eu leria. Mas iria demorar uns dois anos para ler um livro daquele tamanho.
- Todo esse tempo? Mesmo?
- Tá, um ano.
- Eu demoro três dias para ler um livro daqueles.
- Não brinca.
- É sério.
- Você é anormal.
- Igual você, bobinho. 
- Não sou anormal e nem bobinho. – ele fez bico e ri dele.

awn ;3

- É sim, o meu bobinho.
- E o anormal?
- Ah, o anormal também.   

Apertei a bochecha dele e rimos muito. O resto da tarde foi assim, muita risada e eu o pegando de surpresa enquanto conversávamos – “Ah Angel! Você prometeu me avisar quando iria ler meus pensamentos!” -, mas eu nunca me lembro disso. Ele foi embora depois do jantar, dizendo que queria que eu fosse ao treino com ele amanhã. É claro que eu aceitei. Ainda mais pelo George querer que eu vá também. Não tive escolha.


Fiquei com a louça e subi, tomando banho e indo estudar sobre os Sparks. Mas não consegui. O que eu fiz nessa tarde com ele não saia da minha cabeça. Principalmente aquela parte da tarde. Não sei se era o poder que me fazia me sentir assim, mas era prazeroso vê-lo daquele jeito, tão vulnerável a mim.

Um sorriso tomou meus lábios e uni minhas mãos, procurando sobre os Sparks. Não tenho certeza se vou conseguir encontrar sobre isso, mas não custa tentar. Procurei um pouco no Google e encontrei uma coisa que achei interessante.

A introdução falava dos sonhadores em si, nos descrevendo e da história da Amy e do Carter. Dos quatro clãs e dos poderes que cada clã poderia adquirir, dependendo da sua descendência.

Começou com os Stubin. Desde a Amy e o Carter até os últimos Stubin encontrados, a Sra. Stubin e o Charlie. E que eles poderiam ser extintos, por não conseguirem descendentes com o sobrenome. Dizia que eles eram, de fato, os mais poderosos. A manipulação de elementos era a prioridade deles. Alguns sonhadores desse clã tinham poderes inestimáveis, podiam mover montanhas e mudar paisagens intocadas, fazendo o que bem entender, além de serem os mais frios dos quatro. A telepatia e a tortura andavam juntas com aqueles sonhadores.

Collins. Foram criados com a traição do Carter com uma mera humana, dando vida ao primeiro sonhador com esse sobrenome: Rafael Collins. Mais tarde, ele se casou com outra humana, que deu a luz para os famosos gêmeos dos Collins. Um casal. Wendy e Ronald. Os dois eram invencíveis. O mais incrível de tudo era que eles conseguiam conectar-se em um só, compartilhar os poderes e os usá-los com a carga dobrada.

O maior desastre que já foi registrado por esses garotos foi a morte de trinta pessoas em um parque de diversões por estarem brincando o pai de serem telepatas, conseguindo fazer as pessoas ali em volta entrarem em coma profundo e morrerem com o tamanho dano cerebral.
Os poderes eram mais relacionados à mente e com as diversas formas de manipulação que eles usavam com os seres humanos. Desde o lado mais obscuro da manipulação até a mais inocente, usado para arrancar as memórias agonizantes e jogá-la contra a vítima. Ou também a telepatia, usada do mesmo jeito que os gêmeos, porém de forma mais passiva.

Parei de ler. Por que a autora só se referia no lado mau dos sonhadores? Será que eles eram a “desgraça”, idolatrando os seus criadores? Salvei a página como um dos favoritos para ler mais tarde. Não pretendia dormir na cadeira outra vez e já era tarde.

Deitei-me e me cobri, me aconchegando na coberta e tentando refletir o que li ali. Ainda faltavam mais dois clãs, e teria que ter muita cabeça para continuar lendo aquilo. Adormeci um tempo depois, tentando assimilar as coisas que aconteceram hoje ao mesmo tempo.

***
Hey Geliebers! Feliz ano novo!   


HMM, Biebergasm again. Vou tentar controlar o meu lado safado, ok? haha! Angel safadinha é muito provocante, fala sério. E o Justin nem tava gostando, imagina! E essa história da Selena? Argh. Eu sei que eu tenho leitoras Selenators, mas vocês sabem muito bem que eu não gosto dela. Mas, vejam pelo lado bom, o Liam é mais vilão que ela na história. Aquele vadio u.u. E os clãs? Que medo, mano. Ainda tem muita coisa a se esclarecer.


Só continuo com mais de 30 comentários! *-* 

Eu fiquei muito feliz com os comentários de vocês, sério. Podem ter certeza, se um dia eu escrever um livro, vou dedicar ele a vocês. Vocês são uns amores e isso, com certeza, fez fechar meu ano com swag. Adoro vocês, com todo meu coração. Obrigado por todo o carinho, por vocês estarem sempre comigo desde o começo e também para as novas, que fiquem por bastante tempo! Sem dúvida, cada uma de vocês fazem parte das pessoas que alegram meu dia, me fazem sorrir, chorar, rir... De verdade, obrigada por tudo. E que 2013 venha com tudo! 

Ah, e eu estava pensando em postar aqui uma retrospectiva do meu ano, se não se importam. Eu sei que muitas nem vão ler, mas é para quem quiser conhecer um pouquinho de mim. 

Indicações:
http://www.fanficworld7.blogspot.com.br/
http://fanfictionbd.blogspot.com.br/ 
http://bluelovespinkbieber.blogspot.com.br/
http://i-love-imagine-belieber.blogspot.com.br/
http://www.imaginando-jasonmccan.blogspot.com.br/

Gostaram? Comentem!


Para um fim de post, uma frase para vocês. 

"Eu sei que é difícil manter o coração aberto, quando até mesmo os amigos parecem te machucar." 

 Guns N’ Roses. 

Axl nem é foda *o*

Amo vocês meninas! 
Beijos, da Gih. 

41 comentários:

  1. Anônimo22:43

    continuaaaa

    ResponderExcluir
  2. Perfeito , perfeito , perfeito continua

    ResponderExcluir
  3. Anônimo23:02

    continuaaaa

    ResponderExcluir
  4. Tipo..... eu ameeeeei muito!!!!! Como não amar?! Ah.. e de certa forma, foi engraçado ver o Justin com uma certa "vulnerabilidade" diante da Angel. Haha você poderia lançar um livro com essa história, sem dúvida nenhuma!! Sério mesmo. A melhor que eu já acompanhei e continuo acompanhando !!! FELIZ ANO NOVO Pra você também flor! Que consiga realizar todos os seus sonhos, eu estou na torcida por você hehe, mais enfim, beijinhos e continua logo essa perfeição!! ;))

    ResponderExcluir
  5. OMB! *-* Perfeito como sempre... Adoraria a respectiva, com certeza iria/vou ler. Feliz Ano Novo pra vc tbm Gih e que 2013 seja muuuuuuuuuuuuuuuuito melhor que se ano que passou, te desejo tudo de bom haha E continue sendo essa escritora maravilhosa que vc é, dando atenção para suas Geliebers e tendo essa criatividade que faz com que vc se encante pelo blog! haha Esse blog vai ser meu favorito até o último momento, e tbm vou ser Gelieber Forever! kkkkkkkkk Beijoooooo

    ResponderExcluir
  6. Continuaaaa ! amo sua IB ela é perfeita.
    Pode indicar a minha Gih ?
    http://imagine-com-biebs.blogspot.com.br/
    Obrigado e bjs

    ResponderExcluir
  7. Anônimo23:16

    Amei continua
    haha like a sedutora
    C-O-N-T-I-N-U-A-A

    ResponderExcluir
  8. continua leggo muito perfeita bb :D

    ResponderExcluir
  9. Nath23:22

    Ei, porque não acontece logo a transa entre Jangel.???

    ResponderExcluir
  10. eu to amando a história ^^
    Continuaa Please ?! :*

    ResponderExcluir
  11. Brunna Breezy23:50

    continua >< ta perfeito !

    ResponderExcluir
  12. Oh meu deus! que perfeito divaa *-* Feliz ano novo ammr *-* gente que vida esse capitulo,continue please u.u

    ResponderExcluir
  13. sua ib é tão gostosa de ler ♥

    ResponderExcluir
  14. OMB!!! Que capitulo é esse? Quer me matar? Quem não teve Biebergasm nesse capitulo? Como você pode fazer uma maldade dessa. Coitado do Justin, algum dia a Angel deixa ele louco com esse poder. O Liam iria aparecer por lá? Ou era a Selena e a Carol? O que a Selena falou para Carol? Fiquei curiosa agora. A Angel está morrendo de medo de perder o Justin, e é assim que se vê o amor das pessoas, mas não só nisso como também, só os atos ou até mesmo o olhar pode demostrar. A Angel ficou com vergonha do que o Justin estava falando com a mãe dela? Sério? É muito incrível ver o quanto eles são diferentes, mas acho que por serem diferentes se completam. Esses clãs estão me dando medo, e eu acho que o autor do site acha que sonhadores são uma ameça, e deixou isso bem claro no texto. Estou ansiosa para o próximo e muito obrigada por me seguir, nem acredito, você é o minha primeira seguidora :D

    ResponderExcluir
  15. Perfeito demais
    Continua gih.
    Angel safada haha, deu dozinha do Justin kkkk

    ResponderExcluir
  16. Awn, sua IB é tão boa de ler. Você escreve muito bem! Esse lado sedutor da Angel, hum... gostei.
    Continua u.u

    ResponderExcluir
  17. Psé cara, o Axl é muito foda u_u <Guns3 Continua *-*

    ResponderExcluir
  18. OMB adorei a Angel safadinha haha continua tá perfeito ><

    ResponderExcluir
  19. Nossa, capítulo muito perfeito ! Anjo, posso te contar uma coisa? Quando eu li que você queria escrever um livro eu me identifiquei totalmente com você! Sem falar o fato de ninguém acreditar em você... Posso te contar outra coisa? Eu comecei a escrever um livro, sobre Beliebers. Eu não sei ainda como chamar, mas tenho 2 ou 3 capítulos já.. Tem o 1º que fala sobre como virei Belieber, o 2º que fala sobre um Amor Unbroken (das Beliebers pelo Justin) e tem outro que é sobre Jelena.. Mas eu tenho medo, se é que você me entende.. Meus pais não me apoiam muito com essa história de ser Belieber, mas meu maior sonho (tirando conhecer o Justin) é escrever um livro ! Se eu pudesse ser 2 coisas na vida seria escritora ou cantora, que musica é outra coisa quee eu amo.. Bom, por que estou falando isso? Por que eu gosto muito, muito mesmo do seu blog, das sua histórias mirabolantes e de seu jeito de nos deixar com bieber gasm saojsaiosjasioj
    E eu queria te perguntar se você gostaria de continuar escrevendo o livro comigo... Eu estava quase desistindo desse livro, mas acho que com outra Belieber como eu, eu conseguiria !
    Bom, eu não quero te pressionar a NADA ! Só estou comentando e te fazendo um convite... Se você quiser, me avisa, podemos conversar sobre realmente fazer, e de como iriamos fazer para que o livro saia do jeito que as duas querem .
    falei demais u.u
    Ah, sabe BIE ? Posso ser sincera? Acho que BIE já passou.. BIE foi a primeira IB que li, e que me inspirou a escrever a minha hoje, mas acho que se você não consegue ter mais ideias do que botar (até pq BIE já teve de tuuudo) acho que seria melhor você fazer um fim bem legal e bem fofo. Pois acho que seria melhor do que ficar ali parada..
    Bom, é só uma opinião gatinha ^^
    Anjo, obrigado por tudo e por ler esse 'livro' aqui saoskaopskasoaks
    Ah, meu nome é Adriana Bittencourt (Didi) e moro no Rio Grande do Sul.
    Twitter: @Didi_AllStar
    Por favor, responde sobre a proposta ^^
    LoveU <33

    ResponderExcluir
  20. haha amei amor continua
    beijinhos

    ResponderExcluir
  21. PERFEITO ! Cara , essa fic é minha favorita de todas que leio ! Não vejo a hora de ler o próximo capítulo :) Feliz Ano Novo <333333

    ResponderExcluir
  22. Anônimo10:08

    Awn que perfeito <3 só lhe digo uma coisa: NÃO CONTROLE SEU LADO SAFADA kk

    ResponderExcluir
  23. Diva leitora nova~~
    Continua, posta logo to amando e se puder me divulgar e segui meu blog ficaria muito feliz
    imaginedastephanie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. caaaara foi DEMAIS , ameei muito ! continua ,please...

    ResponderExcluir
  25. Oi gente sou nova aki. queria ler desde o começo alguem poderia mandar os links dos primeiros capitulos???... gostei muito do que li

    ResponderExcluir
  26. kra AMEI esse cap. a historia tá muito pfta
    me empolguei quando li que a mãe da Angel tá lendo 50 tons de cinza. tipo amo esse livro (é nesse momento que as pessoas vão me achar uma safada ><), enfim Feliz Ano novo p vc Giih e para todas as beliebers que leem esse blog maravilhoso.

    ResponderExcluir
  27. Anônimo14:42

    Continuaaaa

    ResponderExcluir
  28. Anônimo15:14

    Continuaa, Angel safadaa kkkkkkkkkkkkkkk

    Ana V.

    ResponderExcluir
  29. Angel , Angel , Angel , menina santa . Justin menino espertinho , ela vai usar isso muiiiito bem , e Selena EU NÃO GOSTO DELA APOIO ELA SER UMA VILA NAS IMAGINES.
    Chorar ... eu não gosto de ver Angel chorar , "empolgado" ???????? Eu colocaria issimo nessa palavra rs . Eu tambem leio em três dias esses livros grandes , fanática !
    Bom beijos !.

    ResponderExcluir
  30. Anônimo17:16

    Essa ib é, sem a menor sombra de dúvida, a melhor que eu já li! Você escreve muito bem, é como se eu me sentisse na história. você é incrível, sem mais.

    ResponderExcluir
  31. Anônimo19:17

    Amei o capítulo, ficou ótimo como sempre (:
    é ser sonhadora deve ter seus bom e maus momentos, tadinha da Angel ter lido os pensamentos da Selena D:
    huum... Justin safadinho, e a Angel também teve seu momento kkkk e o Jerry já ficou doidinho ;9 hahahaha '

    Pressentimento ruim? vixe... Selena ou Liam? Ou nenhum nem outro? hum...

    Que doido os clãs, deu medo -sqn . Ei queria saber se essas informaçoes que voc~e poem é de um livro que vc disse em um capitulo ou se vc inventa... Se for do livro, acho que vou ler kkk

    Bom, é isso. Beijo da Zoey (:

    ResponderExcluir
  32. PERFEITOOOOOOOOOO , CONTINUA GIH

    ResponderExcluir
  33. Anônimo19:03

    Ta na hora certa de um capitulo hot fofo nééh haha =]
    Muito perfeitooo Continua !!!!!

    ResponderExcluir
  34. Nooooooooooooooossa , gente eu so achei vcs ontem de ontem e ja li toda a historia to amando, Menina publica essa historia que vai ser um sucesso, claro vc talvez não possa usar o nome Bieber, mas mudando o sobrenome será uma historia perfeita, um dia quero ser como vc . Serio. To apaixonada pela historia

    ResponderExcluir
  35. Aaaaahhhh continuaaaa e por favor!!!!!!! Eu sou nova aqui e.. Faz partes mais hots! Tipo, ela vai dormir na casa dele e eles... Você sabe o que, ai sei lá, chega o jason no quarto e..

    ResponderExcluir
  36. Anônimo12:37

    Eu amo quando ele chama ela de princesa!FICO ARREPIADA MANO S2

    ResponderExcluir