11.1.13

#IB - Blue Jeans: Capítulo 31




Não perca quem você é no borrão das estrelas
Ver é enganar, sonhar é acreditar
Tudo bem não estar tudo bem
Às vezes é difícil
Seguir seu coração
Mas as lágrimas não significam que você está se perdendo
Todo mundo se machuca
Basta ser verdadeiro com quem você é

Who You Are, Jessie J


               Dou uma meia volta , dançando sem música , apenas com minha princesa no colo . Não preciso de mais nada pra ser feliz .
    
                                                        

                                                              Alice mode on 

Já se passou um pouco mais de uma semana desde o dia que fui até a casa do Justin declarar meu amor. Não mudou muita coisa nesse breve período . Ainda não estou autorizada a sair por ai, minha mãe me obriga a comer bem mais do que comia, ela deve ter medo de eu ficar doente novamente, mas sei que isso não vai acontecer porque sei o motivo de ter acontecido. Justin. Não foi culpa dele , foi apenas consequência de nosso amor que antes parecia uma coisa inalcançável . Aquela situação perturbadora fazia-me perder a vontade de comer, de andar, de viver. 

Sei que não fiquei louca só tive uma crise de depressão e só por isso minha mãe me obriga a ir uma vez por semana na psicologa então para não arranjar mais briga em relação a minha saúde eu cedo . O médico Robert vem até minha casa todos os dias, medir minha pressão, temperatura, essas coisas . Ele deve ter uns vinte e cinco anos e não é uma má companhia, é ate engraçado, faz piadas sobre modelo, sobre minha carreira . Justin tem ciúmes dele, o que até faz sentido se for prestar atenção na beleza que aquele homem apresenta . Uns cinco minutos antes de Robert vir aqui Justin praticamente me obriga a mandar uma SMS , ele não quer que fiquemos sozinhos . No terceiro dia Robert percebeu isso, talvez não pelo fato de eu sempre mexer no celular e Justin chegar logo em seguida, mas pelo olhar que Justin lança sobre ele cada vez que faz uma piada ou me toca . Não tive como conter a risada naquele dia , por  mais que isso irritasse o Jus .

-Vou medir sua temperatura agora ok garota em chamas ? - ele me chama assim desde o dia que minha lhe ligou desesperada  dizendo que deveria estar com uns 45 graus de febre, eu gostava desse apelido : garota em chamas, parecia me deixar forte, pura ilusão . Justin não sabia o motivo dele me chamar assim, por isso se sentia incomodado, provavelmente pensava pelo lado malicioso do apelido .

Justin olhou emburrado pra mim como se eu tivesse culpa do apelido escolhido por Robert . Eu apenas fingi que  não percebi o olhar lançado .

-Tudo bem - disse dando uma risada um pouco abafada -

Robert com delicadeza e respeito colocou o termômetro em minha boca, enquanto isso eu tirei minha blusa pra ele medir meus batimentos cardíacos, fazendo com que Justin se irritasse mais . Ele fixava seus olhos nos meus , que tentava desviar, e balançava a cabeça em negativa .

-Forte.Forte como uma garota em chamas deve ser - disse Robert dando uma gargalhada .

Ele olhou para o Justin que permanecia emburrado e pareceu um pouco constrangido ao perceber que talvez sua piada não tenha sido aceita ou engraçada o suficiente para arrancar um misero sorrido dele.

-Não gostou da piada ?

Acho que já havia passado o tempo de eu tirar o termometro da boca, mas me mantive quieta para não precisar me entrometer caso Justin falte com educação .

-Não gosto do apelido que deu a Alice, o verdadeiro apelido dela é Ali .

-HAHAHAHAHA -ele deu uma gargalhada estrondosa, provavelmente havia percebido como Justin interpretou o apelido - o que acha que esse apelido significa ?

- É preciso dizer ? - Robert assentiu com a cabeça - que ela é uma garota quente,sensual ... algo nesse sentido .

Robert deu outra gargalhada tirando o termômetro de minha boca, senti meus rosto corar de vergonha.

-Não é nada disso Justin... - ele ignorou minhas palavras, estava realmente irritado por termos debochado de sua cara, mas a culpa foi totalmente dele e de seu ciúmes -

-Depois nós conversamos Ali - disse frisando ´´ALI´´ para deixar claro qual era o meu apelido , e saiu de meu quarto batendo a porta.

No mesmo dia expliquei a ele o que garota em chamas significa ele ficou meio envergonhado de ter tratado Robert daquele jeito, mas mesmo assim mantinha o ciúmes .

Depois daquelas fotos minhas e do Justin no restaurante terem atingido o mundo apenas Carol e Josh se distanciaram, não atendem meus telefonemas, que são diarios e nem respondem minhas mensagens. Ainda mantenho um bom relacionamento com Gabriela pelo computador,nos falamos quase todos os dias, mas raramente tocamos no assunto sobre mim e o Justin, digo que somos apenas amigos. Até pra minha mãe falo isso, mesmo sabendo que ela não acredita, combinei isso com Justin .

 Penso que as coisas no Brasil não mudaram muito, Gabriela continua indo e voltando com Vinicius, Carol ainda ama o Justin , e Josh continua sozinho . Gabriela me relatou uma coisa sobre Josh que achei estranha , ela disse que ele fica o dia inteiro trancado no quarto e que de noite sai com uns amigos que ela não conhece,voltando no meio da madrugada. Tenho medo desse novas companhias, nosso roda de amigos nunca se alterou tanto ao ponto de Gabriela, sua própria irmã, não conhecer com quem Josh anda. E isso realmente me preocupa, mas não deveria . Sei que estou errada de não contar a verdade pra Josh, mas como amigo ele deveria ter ficado do meu lado e não se afastar que nem fez. Não tem motivo pra isso , antes de vir pra Los Angeles deixei bem claro que só queria sua amizade, ele pareceu entender mas acho que essas fotos de eu com outra pessoa o perturbou tanto de ele não querer nem ver minha cara.

Com Carol as coisas são  mais complicadas porque é assumido o amor que ela sente por Justin . Pensei muitas vezes em mandar uma sms dizendo que somos apenas amigos mas isso só pioraria a situação porque um dia teria que contar a verdade, e ela ficaria mais decepcionada . Por isso repilo essa ideia de minha mente. Não está sendo fácil ficar longe dela, choro muitas noites lembrando de nossas palhaçadas juntas, como nos já aprontamos ! Lembro como se fosse ontem quando fomos a uma festa pra maior de dezoito anos escondidas e aparaceu um monte de policial, na hora ficamos com medo mas depois de conseguirmos fugir demos umas boas gargalhadas . Sinto saudade de tudo isso, mas sei que esses momentos nuca voltarão, tento manter a calma pra não surtar ou simplesmente entrar em depressão . Talvez ela me perdoasse se tivéssemos uma conversa pessoalmente, mas isso é impossível agora . A última coisa que posso pedir para o meu pai nesse momento é voltar para o Brasil, mesmo que seja como férias. Ele está tendo muitos problemas no trabalho e em casa também. No trabalho talvez seja normal mas em casa não. Meus pais não são de brigar como estão agora, acabo ficando aborrecida por desconhecer o motivo, eles parecem tentar esconder, como se eu fosse uma criança.

As coisas na escola melhoram. Sophie parou por um tempo de me encher, continua olhando feio e com ar de superior como a maioria da pessoas além de Mary e Sam, que são meus únicos amigos nessa escola. 

O pai de Mary é muito rígido com ela, talvez por ser policial ou sei lá . Ele só permite que ela saia de finais de semana, fazendo com que a veja mais na escola mesmo . Com Sam já é diferente... seus pais são separados e ele mora com o pai, que é muito liberal pro meu ponto de vista, ele nunca fala de sua mãe e pra não invadir sua privacidade também nunca pergunto sobre ela . Quando minha mãe sai de casa e não deixa a empregada de babá consigo dar umas fugidas pra andar de skate com Sam, continuo tendo menos desenvoltura para o esporte do que ele.  Justin não gosta muito de nossa amizade mas ele aceita, até gosta de Sam apesar de terem conversado apenas duas vezes. 

Hoje começa os ensaios para o clipe de As long as you love me e estou um tanto quanto nervosa . Não consegui nem dormir direito essa noite, mas estou realmente preocupada de como terei que me portar diante das outras pessoas. Justin prometeu que essa farsa de ´´apenas amigos´´ não duraria muito, assim espero . Não aguento mais mentir pras pessoas, não é certo. As vezes vamos até uma praça ou a uma lanchonete sem nem poder dar as mãos ou tocar um no outro, não ha necessidade de tanto segredo.Uma hora vamos esquecer e acabar nos beijando em público o que vai acabar piorando a situação. Isso já quase aconteceu em um  momento de total esquecimento, estávamos na praia com uns amigos do Justin e Mary, mas infelizmente lembramos e paramos a tempo de ninguém ver o que estava quase acontecendo . Aquele dia foi agoniante pra mim e para Justin ,evitamos até conversar. Tudo isso é ridículo e uma perda de tempo . Minha melhor amiga  já não quer olhar na minha cara mesmo então o que perderia ? A coisa mais maravilhosa que tenho no momento nunca deixarei ir, não há mais nada para arriscar.

O céu ainda estava escuro quando desisti de tentar dormir. Nip também estava acordado, sentado na janela observando o céu. Ele fingiu não escutar meus pés se arrastando no chão e continuou indiferente.  Liguei o computador pra tentar falar com Gabriela, não havia comentado com ninguém além de meus pais que faria o clipe com o Justin mas estava me sentindo pesada precisava desabafar com alguém.

Para o meu azar Gabriela ainda não tinha acordado, sem nada pra fazer além de observar Nip resolvi arrumar meu guarda-roupa . Desde que me mudei pra Los Angeles ainda não tive tempo ou vontade de mexer em minhas roupas o que é muito estranho . Joguei tudo em cima da cama e comecei a organizar por cor até que veio em minha mente algo que deveria ter feito a um tempo atras sendo que  já havia tido outras oportunidades. Procurar aquela pasta que minha mãe tentou esconder de mim, essa era a hora.

Coloquei minhas pantufas e fui ate o quarto de meus pais checar se eles estavam dormindo . E estavam. Tranquei Nip no meu quarto para ele não me atrapalhar . Estava me sentindo uma espiã do FBI hahaha. Desci as escadas fazendo o máximo de silencio possível, teria que ser rápida pois o Sol já estava aparecendo e meu pai se levantaria daqui a pouco para ir trabalhar.

Onde minha mãe esconderia aquela pasta ? O primeiro lugar que vem a cabeça é o escritório. Tento correr sem fazer  barulho mas sou muito atrapalhada não sirvo pra essas coisas . Acabei esbarrando em um porta retrato que caiu no chão fazendo barulho,por sorte não quebrou, delicadamente o coloquei no lugar e segui em direção ao escritório . Hesitei antes de abrir a porta, ali é um lugar meio que proibido pra mim, meu pai odeia que entre lá... por causas dos documentos do banco e bláblá mas procurar aquela pasta já me parceia uma coisa errada então invadir o escritório não era uma coisa tão perigosa . Ele estava aberto então não tive dificuldades para entrar. Lembrei-me do pouco tempo que tinha então logo ajoelhei-me no chão e comecei a  vasculhar todas as gavetas. A pasta que minha mãe segurava naquela manhã era roxa e as únicas pastas que consegui tocar ate aquele momento eram azuis. Segui em direção ao longo corredor que pertence ao escritorio, onde existem guarda-roupas cheios de gavetas . Adentrei ao local e abri a porta que avistei, logo em seguida abri as gavetas que estavam cheias de documentos,envelopes...mas nada da tal pasta roxa. Estava vasculhando a terceira gaveta quando ouvi a porta bater.


                                               
                                                                     *** 
Oi girls, acho que dá pra perceber que algumas coisas melhoram e outras pioraram ... Josh mudou bastante desde que Alice se mudou para LA, e isso esta preocupando ela, mas sera que é preciso ?
E o médico Robert ( eu imagino ele beeem gato  ) ??  Hahah o Justin ciumento fica muito fofo *-* 
Quem será que pegou Alice mexendo nas coisas do escritório ? O que vocês acham que vai acontecer ? Comentem !

                                      



10 comentários:

  1. Amando amanda dicukga meu imagine ? http://believeinyourdreamsz.blogspot.com.br/ valeuu continuaaa e leitoras entrem no meu blog ok???? bjus

    ResponderExcluir
  2. Ui ui.
    Continua, quero saber quem é.
    Adorei, bjs

    (@itscamilasoares)

    ResponderExcluir
  3. Nossa, Acho que vai ser o Nip que escapou do quarto rsrs Ou o pai dela. To curiosa pra saber o que vai acontecer

    ResponderExcluir
  4. continua husahus quem será ein? acho que foi só o vento ou talvez o nip que escapou do quarto

    ResponderExcluir
  5. Anônimo18:18

    Ta perfeito gi continua
    Bjs carol florio

    ResponderExcluir
  6. Anônimo00:50

    Ah sabe eu acho que já que ela falou que o pai dela estava prestes a acordar eu acho que foi ele que bateu na porta -.-' coitado do Josh ele deve ter entrado em depressão e deu a louca nele '-' Continua logo!!

    Beijos & SWAG @anaclara_pn

    ResponderExcluir
  7. Anônimo01:00

    continua pfffff

    ResponderExcluir
  8. Senhoooorrrrrr, ela ficou presa no escritório ou alguém pegou ela? Nao entendi, desculpa minha lerdeza e burrice KKK
    To amando... Continuaaa
    Beeeijos lindinha!

    ResponderExcluir
  9. Eu não sei porque mais quando fala do médico Robbert eu imagino ele como o Daniel Redcliff, o Harry potter todo bonitão adulto assim que nem ele ta hoje... só sei que é lindão kkk

    ResponderExcluir