4.3.13

#IB - Little Angel: Capítulo 69


Deveria ser umas sete horas da noite quando ele foi me levar para casa. Ele sabia, assim como eu, o que tinha de encerrar quando entrasse na casa da Martha. Eu estava suando frio pela ansiedade, meu estômago revirava. Justin quis me levar na Range, mas eu não deixei. Precisava me preparar psicologicamente, e o tempinho que levaria até chegar a casa dela, indo a pé, daria para o gasto.

Íamos de mãos dadas, em silêncio. Ele respeitava meu silêncio, já que estava sem condições de falar pelo turbilhão de pensamentos que me ocorriam agora. Eram tantas hipóteses das coisas que poderiam acontecer, e mesmo com a esperança de conseguir “domá-la”, eu ainda pensava em seriamente conseguir ser tão estúpida ao ponto de estragar tudo por demonstrar medo ao invés de confiança.

Eu continuava a sentir aquele enorme mal estar, mas tinha que ser forte. Nada que eu não consiga controlar – ou pelo menos, parcialmente. Senti Justin apertar minha mão e nossos olhares se encontraram. Ele exalava preocupação, de fato. Suspirei em resposta, apenas negando com a cabeça e fechando os olhos. Maldita pressão.

- Sabe... você pode dizer a ela... hm, você sabe, nesse jeito de sonhador aí, que não pode. Marque para outro dia. Você realmente não está bem e...
- E quantos dias mais eu irei adiar? – o cortei, com a voz um pouco alterada. Tantos pensamentos. Olhei para ele com a testa franzida e molhei meus lábios, diminuindo meu tom. – Vou ficar assim em todos eles. Prefiro ter a coragem de agir frente a frente e encarar logo isso a ter que ficar fugindo dela. Só daria mais força para ela se recompor, e não é isso que quero. Tenho que aproveitar essa brecha e atacar com tudo que me resta.
- Bem, eu... eu só queria que... Argh. Esquece. – disse ele, soltando sua mão da minha e cobrindo seu rosto com as mãos.

Fiquei o fitando um pouco assustada pela sua atitude e parei de andar, observando-o passar as mãos nos cabelos e ouvir seus grunhidos confusos.

- Foi algo que eu falei? – perguntei, um pouco apreensiva.
- Eu não quero que você se machuque, entende? Só de pensar que ela pode te manipular de novo, eu fico... assim.

Ele nem me olhava nos olhos. Suspirei triste e o abracei por trás, rodeando seu abdômen e escorei minha cabeça em suas costas, já que não conseguia alcançar seu ombro por ser menor que ele.

- Prometo que quem vai se machucar é ela. – disse, o apertando mais forte. – Eu sou mais forte que ela, só era vulnerável. Agora não sou mais. – disse, agarrando o tecido de sua camisa e suspirando lentamente – Não a ela. 

Ficamos um longo tempo em silêncio. Eu ainda o abraçava daquela forma e ele alisava meus braços, me dando certa tranquilidade. Sorri sozinha quando vi que ele ficou de frente para mim, colando nossas testas e acariciando meu rosto com meus polegares. Justin retribuiu o sorriso e fiquei perdida naquela cor de mel tão apaixonada.

- Ei, parece até que eu sou um chocolate.
- Por quê?
- Falta só você babar até me devorar.

Sorri sem graça e ergui minhas sobrancelhas, repreendendo-o com o olhar enquanto ele segurava o riso.

- A culpa não é minha que você tem olhos tão perfeitos.
- Mais que os seus? Impossível.
- Tudo é possível se você acreditar que é. – disse, mordendo os lábios.
- Minha filósofa preferida.
- Não é filosofia, tá mais pra filme infantil da Disney.

Justin riu confuso e ri de volta, vendo suas mãos escorregarem preguiçosamente até minha cintura, puxando meu corpo para mais perto do dele sem nenhuma sutileza.

- Que filme?

Por que toda vez que ele faz essa voz rouca eu fico com calor? Meu Deus.

- Alice no País das maravilhas. – respondi, agradecendo as minhas lindas cordas vocais por não terem falhado dessa vez. Mas não duvido que meu rosto deva estar tão diferente da cor da camiseta dele.

Biebs sorriu malicioso, dedilhando minhas costas devagar e olhou para minha boca com um desejo louco no olhar. É incrível como ele consegue ter uma mudança repentina de humor como eu. Ou até pior que as minhas.

- Não sei por que tanto espera. – sussurrei, envolvendo meus braços em seu pescoço e enroscando meus dedos em seus cabelos, retribuindo o olhar safado e roçando levemente nossos lábios.

- Meu Deus, Angela – disse ele, baixinho -, ainda vou entender porque e como você consegue me deixar louco só por fazer isso.
- Fazer o que? – olhei nos olhos faiscantes dele, colidindo seu corpo contra o muro – Isso?

Rocei nossos lábios outra vez, mordendo o dele e o puxando voraz, deixando-o escorregar por meus dentes e molhar os meus em seguida. Justin deixou escapar um gemido rouco e desceu suas mãos agora totalmente selvagens para minhas coxas, impulsionando-as para cima e entendi o recado, envolvendo sua cintura com minhas pernas enquanto ele me segurava com as mãos espalmadas na minha bunda.

- Sabia que estamos no meio da rua? – sussurrei no ouvido dele, mordendo o lóbulo de sua orelha.

Vi os pelos dele se eriçarem com a minha carícia e sorri levemente, depositando um beijo na curva de seu pescoço.

- Foda-se, eu quero mais é que eles vejam como sou louco por você.

E nisso, ele uniu nossos lábios como se estivesse sedento por um beijo, um beijo quente e insaciável. Minhas mãos percorriam seus cabelos e eu os bagunçava, nem ligando para o que ele me diria depois. Sentia-me tão louca quanto ele e, com certeza, quero fazer isso certo. Justin apertava minha bunda com vontade como se não tivesse outro lugar para segurar enquanto me beijava e fazia caretas aprovativas em meio ao beijo.

Trocamos de lado e ele me chocou contra a parede, deixando-me escapar um gemido baixo e ele sorriu safado, me prensando contra ela e libertando uma de suas mãos, tateando da minha cintura até meu maxilar. Desci as minhas para seus ombros e os arranhei sem dó, senti-o libertar nossos lábios e ele fechou os olhos com força, sem abandonar aquele sorriso vulgar de seus lábios.

- Eu juro que se não estivéssemos na rua – disse ele, tentando fazer sua respiração voltar ao normal, assim como eu –, nem sei se conseguiria me controlar.
- Para que se controlar? Eu não pedi em nenhum momento isso – disse, tocando seus lábios avermelhados com meus dedos e o contornando com o indicador.
- É algo meu. – disse ele ainda de olhos fechados, beijando as pontas de meus dedos – Quero que seja perfeito, vou te fazer aproveitar cada segundo.

Ele abriu os olhos logo em seguida, encontrando os meus, que o olhava com intensidade, tentando assimilar suas palavras românticas. Justin sorriu levemente e acariciou meu rosto, me deixando no chão.

- Devo admitir que seria bom das duas formas. – franzi o cenho levemente e ele fez o mesmo, tentando seguir o meu raciocínio – O simples fato de você ter se segurado todo esse tempo já me surpreende.

Lancei um sorriso divertido a ele e Justin ergueu suas sobrancelhas, me olhando como se estivesse ofendido. Comecei a rir e me afastei dele, esperando que ele me pegasse no colo e saísse correndo como louco.

- Não acredito que disse isso.
- E eu estou mentindo, por acaso?
- Não te chamei de mentirosa, mas falando assim você me ofende.
- Nossa, coitadinho – disse, fazendo aquela voz fina e demente de quando você vai falar com cachorros -, ofendi o Biebs! O que vai fazer comigo agora? Me beijar? – coloquei minhas mãos em minha boca, fingindo espanto.

Eu estava morrendo de rir por dentro, vendo o olhar vingativo dele se formando gradativamente enquanto dizia aquelas palavras.

- Você me paga, Angela.
- Que medo, ui – disse em tom zombeteiro, mordendo meu lábio e iniciei nossa corrida.

Não era bem uma corrida, era mais um pega-pega. E se ele me pegasse, provavelmente iria morrer de cócegas ou ele me carregaria no ombro e riria da minha cara até não querer mais. Ou seja, iria correr pela minha vida.

- Você não é tão rápida quanto eu! – gritou ele, próximo de mim.
- Será? – deixei a pergunta no ar, ouvindo os passos largos dele atrás de mim.

É claro que ele é mais rápido que eu, mas se eu me entregasse, a diversão evaporaria. Virei à esquina voando, quase caindo pela maldita inércia, e o vi logo atrás, quase agarrando minha camiseta e ouvi seus supras derraparem na calçada. Já estava ofegante e estava chegando a minha casa, faltavam praticamente duas quadras.

Logo, me vi de cabeça pra baixo e meus cabelos todos despenteados. Malditas pernas que não correm quando se precisa. Estava de cara com o tecido vermelho de sua camiseta e suspirei ruidosamente, declarando minha derrota. Ele continuou nosso caminho, porém me deixando em seu ombro e segurando em minhas pernas.

- Não sei por que ainda corre! – disse ele, dando um tapa estalado na minha bunda e rindo pelo nariz em seguida. 
- Poderia ter tornado isso imprevisível e simplesmente dito “pare”, mas eu sou uma boa namorada e não te deixaria cair de cara no chão e desfigurar seu rostinho de bebê.
- É, olhando por esse lado, foi bem mais divertido te ver correndo igual a uma louca.
- As consequências eram horríveis! Você acha que eu gosto de ficar de cabeça pra baixo e sentindo o sangue descendo pela cabeça? – disse, dando um soco nas duas costas e ouvindo as gargalhadas dele.
- A visão daqui é tão boa que não pensei nos lados ruins. – sua voz soou maliciosa e dei outro soco, fazendo-o rir outra vez.

Se bem que a minha visão também não era tão ruim assim.

- Chegamos, sua enfezada.

Justin me colocou no chão e ajeitei meu cabelo, vendo um sorriso super charmoso e safado nos lábios dele. Fitei seus olhos, prendendo meus cabelos em um nó frouxo e respirei fundo, desviando o olhar. A insegurança tinha voltado a me atormentar. Era agora ou nunca.    

- Vou ficar na sua casa, caso precise de mim. Também preciso contar isso a sua mãe.
Assenti engolindo em seco, me sentindo nauseada outra vez.
- Te vejo depois – disse, com um sorriso triste e Justin o retribuiu, porém de uma forma muito mais encantadora. Todos os seus sorrisos são encantadores.
- Estarei te esperando.

Vi-o atravessar a rua e respirei fundo, andando até a varanda dela e subindo os degraus, parando na porta, sem coragem de abri-la. Fitava a madeira de cerejeira com certo desinteresse, mas não sabia se devia relaxar primeiro e abrir, ou já encarar os fatos. Molhei meus lábios secos e fechei os olhos, sentindo minha pele arrepiar por sentir a presença dela. Sua aura estava... irreconhecível.

- Não quer entrar?

Abri meus olhos assustada e gelei. Não esperava dar de cara com ela na porta.

- C-claro – disse, passando por ela e me dando tiros mentalmente.

“Concentra Angela, concentra.”

- Achei que não viria – disse ela, fechando a porta -, já estava ficando tarde.
- O que importa é que estou aqui, não é? – virei para ela, encontrando seus olhos frios e molhei meus lábios – Você disse que queria conversar, e estou aqui.

Agradeci mentalmente pela minha voz não ter falhado e a senhora me olhou ainda fria, indicando seu sofá de cor caramelo sujo para me sentar. Andei até ele e sentei, lembrando-me de todas as vezes que sentei aqui para conversar com ela sobre coisas que não falaria mais hoje. Senti um arrepio na espinha ao pensar isso e ela sentou na sua cadeira de balanço, colocando as mãos sobre o colo e me olhando logo em seguida.

Seus olhos vasculhavam os meus, de forma que tentassem ver algo escondido neles. Mas não deixei transparecer a esse ponto. Bloqueei minha mente e olhei nos olhos dela, tentando fazer o mesmo. Nada. Estavam tão frios que me davam arrepios. E sua mente bloqueada também. Nessas horas, queria só eu ser a sonhadora na sala.

- Acho que você já sabe o rumo da nossa conversa, não sabe?

Assenti decidida e expirei lentamente, tentando não tornar isso tão desconfortante como aparentava. Um longo silêncio pairava sobre a sala, e nós nem encontrávamos nossos olhares. Não sabia por onde começar, e pelo visto, ela também não.

- Você não queria se desculpar? – perguntei, tornando a olhar para Martha, que me olhou no mesmo instante. A senhora ainda permaneceu em silêncio e revirei os olhos. – Só quero que saiba que eu te perdoo, Sra. Stubin.
- Não sei se está mentindo. – disse ela, finalmente.

Ela realmente acha que eu estou mentindo?

- Eu juro que não estou mentindo. – disse, um pouco incrédula com as palavras dela – Eu sei que você fez muita coisa errada, principalmente comigo e com quem estava ao meu redor, mas eu te perdoo.
- Ainda não consigo crer nas suas palavras.

Não acredito que ouvi isso.

- Poxa, eu que sou a errada da história pra você querer saber se estou sendo verdadeira? Não era você a errada disso tudo? Não consigo entender. – soltei, nem medindo minhas palavras – Você me chama para conversar e eu que tenho que me explicar?

Ela me olhava com culpa e fechei os olhos, sentindo meu sangue ferver. Olhei para ela e senti saírem faíscas dos meus olhos pela minha fúria.

- Acabe logo com tudo isso de uma vez! – disse, já estressada.
- Desculpe, eu...

Martha parou de falar e vi seus olhos marejarem. Senti uma dor no coração ao ver aquilo, mas me segurei. Permaneci firme. Ela colocou as mãos no rosto, chorando cada vez mais. Ouvia uns soluços também. Não tive coragem de consolá-la, não depois de tudo. Mas sei muito bem o que é certo.

Levantei do sofá e a abracei, apenas rodeando seu corpo com meus braços e senti uma lágrima escorrer os meus olhos também. Foi como se, ao tocá-la, visse um flashback de tudo que passamos juntas, desde quando me conheço por gente.
Os sábados que Charlie fazia churrasco com meu pai e passávamos a tarde toda comendo e conversando, de ela me ensinando como se fazia biscoitos junto de minha mãe, dela trançando os meus cabelos e colocando fitas coloridas enquanto mamãe fazia o mesmo com os de Carly...

Tudo era tão perfeito.

Quando acordei dos meus devaneios, estava chorando como um bebê, ainda abraçando-a, porém com mais força. Ambas chorávamos, apenas sentindo a presença da outra. Sentia-me extremamente estranha. Como pude deixar isso tudo nos abalar? Como pude ser tão infantil e ignorante a esse ponto?

- Me desculpe. – sussurrou ela, que quase não saiu – Eu... eu não queria que ficássemos assim, tão distantes. A mesma coisa eu sei que não será, mas não deixe de me visitar, de me ajudar com a casa. Por favor.

A sua voz soou agonizada e senti um nó na garganta e meu estômago revirar. Era algo que não sabia se conseguiria cumprir.

- Eu... eu não sei se...
- Por favor, eu te imploro! Vamos deixar esse passado idiota pra trás, o que me diz?

Olhei nos olhos inchados e enrugados dela e fiquei sem ação. Minhas pernas, não as sentiam. Minha voz também não saia. Soltei-me dela e dei uns passos para trás, observando-a inexpressiva.

- Preciso pensar. – soltei, depois de fitar a parede durante longos minutos.
- Mas você me perdoa?
- Já disse que preciso pensar – retruquei baixinho, indo até a porta e a deixando ali.

Saí da casa sem ao menos me despedir e sentei no gramado a frente da minha. Coloquei uma de minhas mãos na cabeça e respirei fundo, tentando assimilar aquilo enquanto meus dedos deslizavam em meus cabelos. Eu ainda estava me sentindo estranha e não sei por que. Meu coração estava... vazio.

Sentia as gélidas lágrimas rolarem por minhas bochechas enquanto olhava para a casa dela, lembrando de tudo. Desde a primeira vez que a vi até agora. Meus lábios tremiam e fechei os olhos, deixando mais lágrimas escaparem.

- Queria não ser fraca. – sussurrei para mim, sentindo uma dor imensa no peito.

Chorava em silêncio na frente de casa e acho que ninguém suspeita – só acho, não sei se alguém apareceria ali do nada, do jeito que o Justin faz – de que estou aqui. E seria bom que não suspeitassem. Teria que deixar de lado meus pensamentos, deixando isso tudo para depois. Não quero isso. Quero logo resolver esse problema para tirar esse peso das costas.

E que peso.

Fiquei ali sozinha, pensando, chorando, vendo as estrelas brilharem no alto do céu. A visão daqui era surpreendente, as estrelas dominavam a imensidão negra e a lua estava crescente, parecendo até o Gato de Cheshire, o gato de Alice no País das maravilhas. Suspirei triste e levantei da grama, limpando meu short e vendo a grama cintilar com o brilho da lua, reluzindo no orvalho ali formado.

Andei até a porta dos fundos, esperando ver minha mãe cozinhando e conversando com Biebs e Carly assistindo desenho assim que a abrisse. Pelos meus cálculos, agora deveria estar passando Apenas um Show e Carly estaria comendo macarrão instantâneo, e Justin rindo de alguma coisa que minha mãe dissera ou vice-versa.

Porém, não estava daquela forma quando abri a porta.

Estava deserto. Ninguém na sala nem na cozinha. Estranho demais. As luzes estavam acesas, indicando que eles estão aqui, pelo menos. Entrei e andei até a escada, espiando primeiro no quarto de minha irmã. Carly dormia tranquilamente e estranhei, já que ela nunca dorme até assistir ao último episódio do horário nobre do Cartoon Network. Reparei que, em cima de seu criado-mudo, estava seu broncodilatador. Sorri triste ao entender o que se passou ali.

Maldita asma.

Deixei o quarto, fechando a porta e me esgueirei até o de minha mãe, vendo-a dormir também, com seu livro aberto no colo. Molhei meus lábios e esbocei um sorriso calmo, tirando o livro de suas mãos e marcando na página onde ela parou, o colocando sobre seu criado-mudo e apaguei a luz acesa, fechando a porta. Finalmente, chegando ao meu quarto, abri a porta e, esperando ver Justin deitado ou mexendo nas minhas coisas, não o vi ali.

Mas deduzi que ainda estava aqui, pelo barulho do chuveiro ligado. Estranho. Ele tomou banho na sua casa, por que estaria tomando outro? Dei de ombros e peguei um blusão qualquer, o deixando na cama e esperando Justin sair do banheiro para eu tomar o meu. Não demorou muito até o chuveiro desligar e sorri, me escondendo no vão da estante. Ouvi a porta abrindo e Justin suspirou confuso.

- Ela chegou e nem em avisou? – ele pareceu tristonho.
- Não te avisei porque não quis incomodar.
- Onde você está? – perguntou ele, depois de um tempo.
- No quarto, oras.
- Disso eu sei, bobinha. Em que lugar?
- Procure! – disse, rindo em seguida e escorando minhas costas na estante.
- Não achei que te acharia tão facilmente.

Assustei-me com a rapidez dele e, meu deus. Fiquei hipnotizada pelo seu corpo um pouco molhado ainda coberto pela toalha em sua cintura, se aproximando do meu. Além disso, a voz dele soou tão sexy quanto imaginei que soaria.

- E nem eu – disse, sentindo meu coração acelerar. – Hm, vou tomar meu banho.
- E eu não ganho um beijo? – ele fez bico, colando nossos corpos e olhando nos meus olhos.
- Só depois do meu banho, estou fedendo.
- Não está não. Continua cheirando a baunilha, perfeitamente.

Ergui uma de minhas sobrancelhas e ele sorriu safado, beijando meu pescoço. Minhas mãos tatearam seus ombros e arranhei-os até suas costas molhadas. Justin gemeu baixo, porém sem tirar seus lábios de meu pescoço, o que me fez arrepiar inteira.

- Não... não Justin. – disse, o empurrando e entrando no banheiro logo em seguida.

Definitivamente, não estava com cabeça para isso. Nem para aturar minha existência eu estava com cabeça. Despi-me, entrando no box e deixando a água quente relaxar meus músculos tensos.

- Angel? – era Justin.
- Sim Justin?
- Esqueci minhas roupas no banheiro.

Ri da atitude de esquecido dele e revirei os olhos.

- Agora vai ter que esperar eu terminar!
- Eu prometo não espiar se você fizer o mesmo.

Refleti sua resposta e dei de ombros. Ele ficaria me enchendo mesmo.

- Então tá, pode pegar. Mas, se eu te ver de olhos abertos, eu juro que te faço ter a pior dor de cabeça do universo.

Ele gargalhou e abriu a porta, deixando um ar frio entrar no banheiro e, notando isso, fechou-a rapidamente. Ele estava com uma mão tampando os olhos e a outra tateando a pia em busca de suas roupas. Nem percebi que elas estavam ali, sinceramente.

Justin achou uma delas e sorriu, deixando a toalha cair e quase tive um mini infarto. Ele estava de cueca boxer. Por um momento, eu achei que... hm... ele não seria louco a esse ponto, eu acho. E olhava pelo espelho as formas definidas de seu abdômen e descendo meu olhar, deixando escapar um sorriso malicioso de meus lábios. Ele estava extremamente duro e até fechei os olhos ao ver aquilo.

- Você disse que não me olharia se eu não te olhasse – sussurrou ele, se virando para mim, ainda com a mão tampando sua visão.
- E como sabe que estou te olhando? – ergui uma sobrancelha, agora tentando não olhar outra vez enquanto tirava a espuma de meu corpo.
- Eu sinto teu olhar me devorando. – senti minhas bochechas queimarem e mordi os lábios. Era impossível não tirar os olhos. – E eu tenho todo o direito de fazer o mesmo, não acha?

Meu coração foi a mil quando ele disse aquilo. Balbuciei algo inaudível, desligando o chuveiro e me enrolando na toalha.

- O que foi? Por que desligou?
- Já terminei – disse, saindo do box e pisando meus pés molhados no tapete -, pode abrir os olhos agora.

Justin retirou sua mão de seu rosto e me olhou dos pés a cabeça, formando um sorriso malicioso ao voltar a olhar para meu colo.

- Ei, limpa essa baba aí e me dá licença, tenho que me secar.

Gargalhamos juntos e o empurrei para fora, entregando suas roupas e fechei a porta. Meu coração ainda batia forte em meu peito e me sentia extremamente mole. Ele conseguiu passar sua malícia para mim, e não tenho ideia de como fez isso. 

Suspirei e me sequei, passando meu hidratante e ajeitando meu cabelo em um coque mais solto, voltando para o quarto. Justin estava sentando, ainda sem o resto de suas roupas, e seu olhar se ergueu e se encontrou com o meu.

- Por que não se vestiu ainda? – perguntei, andando até meu guarda roupa e pegando roupas íntimas.

Ele não respondeu e me virei para ver por quê. Ele segurava meu blusão em uma das mãos e me olhava malicioso, com um sorriso charmoso nos lábios.

- Você é muito sacana – disse, virando de costas para ele e me vestindo ainda coberta pela toalha -, me devolve.
- Como conseguiu fazer isso tão... sensualmente?
- Fazer o que?
- Se trocar assim, e ainda me deixar louco. Acho que é pelo fato de estar quase nua na minha frente – ele me olhou confuso e levantou da cama, andando até a porta.
- Também acho! – disse, rindo em seguida – Não vai me devolver?
- Não depois de acertarmos as contas.

Justin veio até mim lentamente, focando seus olhos na minha toalha. Esse não era o Justin que eu conhecia, era uma versão de ator pornô dele.

- C-como assim?

Não acredito que minha voz me denunciou em uma hora dessas. Justin riu pelo nariz e parou a minha frente, olhando nos meus olhos.

- Eu não tenho direito de te devorar com os olhos também? – ele fez bico e sorri sem graça, negando com a cabeça.
- Eu não tive a intenção, você sabe... mas você é irresistível.
- Você é muito mais que irresistível, Angela. – a voz dele soou rouca e super sexy – você me deixa louco só de te olhar com roupas decentes. Imagina sem nada?

Franzi o cenho e ri dele, dando um tapinha em seu peito.

- Seu tarado.
- Só sou com você – ele sorriu e revirei os olhos. – Então... eu vou poder ou não?
- Poder o que?

Justin me olhou com uma sobrancelha erguida e juntou nossos corpos rapidamente e ele tateava minhas costas até encontrar a barra da toalha.

- Posso?

Encontrei seu olhar, incerta do que responder, e Justin colou nossas testas e respirou fundo, deixando seu hálito quente atingir meu rosto gelado, me arrepiando por inteiro.

- Não vou fazer nada que não queria – sussurrou ele, fechando os olhos com força e mordi os meus lábios, fazendo o mesmo.
- Eu... eu não sei – disse, sem saber o que falar.
- Não vou fazer nada além de te olhar, se é isso que está te intrigando. Faremos algo a mais se permitir. Se não quiser, não irei ficar bravo com você.

Ele pareceu sério e olhei nos olhos dele agora abertos, me perdendo naquele caramelo estonteante. Molhei meus lábios, enlaçando seu pescoço com meus braços e rocei nossos lábios e Justin se apressou para uni-los e iniciar um beijo calmo. Acariciava sua nuca molhada com as pontas de meus dedos e ele agarrou a toalha, tirando-a de meu corpo e a deixando cair no chão.

Justin juntou ainda mais nossos corpos, fazendo sua pele entrar em contato com a minha e ambos nos arrepiamos com o choque do contato. O beijo foi tomando outro rumo, um mais violento, quente, rápido. Ele tateava minhas costas e desceu suas mãos para minha cintura, apertando-a e a friccionando contra seu corpo. Conseguia sentir sua ereção nem um pouco discreta e ele mordeu meu lábio ao notar o mesmo que eu, puxando-o e o deixando escorregar por seus dentes enquanto me olhava ávido, com a respiração irregular.

Reiniciamos nosso beijo apressado e Justin me empurrava até minha cama, todo atrapalhado e rimos entre o beijo assim que encontramos a cama. Deitamos e ele parou por um instante, me olhando nos olhos. Eles exalavam carinho e amor, como se apenas aproveitasse o momento para me fitar.

- Só prometa que não vai ficar envergonhada – disse ele levantando de cima de mim e o olhei confuso.
- Ficar envergonhada com o que?
- Nada. – disse ele, ficando de pé e cruzando os braços, me fitando.

Franzi o cenho e engatinhei até o final da cama e ele me olhou safado, disfarçando um sorriso malicioso.

- O que foi? – perguntei, sentando de pernas cruzadas e fitando seus olhos.
- Você é perfeita seminua. Mas eu ainda vou ver o que você esconde debaixo dessas peças de roupa tão insignificantes.

Olhei para minhas roupas íntimas e não pude deixar de sorrir, sem graça. Nem tem nada demais nisso aqui. 

- Você vai dormir aqui? – perguntei, levantando da cama e procurando meu blusão.
- Hm, se você quiser – ele pareceu confuso e rimos juntos.
- Que resposta idiota. Como eu não iria querer que você dormisse aqui?
- Sei lá. Talvez queira ficar sozinha ou algo do tipo. Hm, só sei que não vou dormir de calça.

Virei para ele e franzi o cenho, lembrando que ele estava apenas de cueca e sorri, dando de ombros. Peguei meu blusão e o vesti, me jogando na cama. Justin fez o mesmo e ele envolveu seu braço ao redor de minha cintura, encaixando nossos corpos como se fosse um só.

- Sabe... – disse ele, me fazendo olhar em seus olhos – eu jurava que iria terminar a noite fazendo coisas indecentes. Estou me superando!

Ri dele e me virei de frente para ele, me aconchegando em seu peito.

- E se quer saber, eu também. Mas já vi que hoje não é o dia.
- É o que parece. Ah, e eu nem perguntei o que rolou na casa da Martha.
- Não quero falar disso agora. Prometo que amanhã digo, ok?
- Prometido.

Sorrimos e ele beijou minha testa, me aninhando em seus braços e se esticando para alcançar o interruptor que ficava do lado da cama e apagar a luz, e rimos quando ele fez um esforço enorme para nada. Depois de eu apagar, voltamos a nossa posição e enrosquei nossas pernas, deslizando minhas mãos em seu peitoral nu e sentindo seu calor no meu. 

Era uma sensação tão boa. 

Até havia me esquecido do que me aconteceu na casa dela há horas atrás. 

E já vi que tenho decisões muito grandes a tomar durante esses dias.


***
Hey Geliebers! *---* 

Primeiramente, obrigada pela força. Algumas meninas vieram também me "consolar" pelo twitter, e obrigada por isso também! Vocês são uns anjos. Meu avô já fez a cirurgia e está se recuperando agora. Ele já está bem melhor, já está falando de novo e mexendo as pernas. Antes ele só andava de cadeira de rodas e nem falava. Ele teve que fazer uma segunda cirurgia, porque ainda restaram vestígios dos tumores, mas ele está bem e vão dar alta para ele na terça. Porém, o lado ruim disso tudo, é que descobriram que ele está com câncer. Não sabem do que ainda, mas é um bem forte. Bem... agora é esperar, né? E rezar bastante. ><

Eu iria postar essa sexta, mas eu acabei viajando para a casa dos meus tios e comprei bastante coisas pra mim, que estava precisando pra caramba. E lá nos meus tios estava sem net. Sacanagem .-. Mas, finalmente postei! E de madrugada, olha só. 

Eu tinha ficado sem net por 1 dia (que mais pareceu um mês) e fiquei desesperada, porque não voltava de jeito nenhum, e bem quando estava tendo crises de inspiração. Outra sacanagem. Enfim, foram muitas sacanagens comigo durante esses dias. E muita correria também. E eu ainda vou permanecer nessa correria desgramada, já que a minha semana de provas tá chegando. Vou ter 2 essa semana, e mais algumas na que vem. Vou tentar ser prudente para com vocês, ok? Eu ando sumida demais, eu sei. Mas a culpa não é minha ):

Voltando para a ib, eu estranhei a minha mudança incrível de humor nesse capítulo. Talvez isso tenha ocorrido por eu ter escrito ela em praticamente 4 dias, um pedaço em casa dia. shauisha. As partes safadas assustaram vocês, não é? Quem pensou que ia ter biebergam nesse capítulo levanta a mão! o/ Porém, como seempre, eu tive que parar no meio do caminho. Eu tava achando que ia rolar de verdade, mas to caindo de sono e sei lá, o fogo apagou. -q 

Enfim... ficou uma merda. Mas espero que tenham gostado /: 

Será que a Angel vai perdoar a Sra. Stubin? E o Liam sumido? E essa primeira vez que não chega? Prevejo muitas tensões nos próximos capítulos, hm. 

Só continuo com mais de 40 comentários! *-*

Para as indicações de hoje, vou inovar um pouco. Aqui estão os blogs que as meninas pedem para ser indicados:

http://imaginejbeliebers.blogspot.com.br/
http://lifeanewlife.blogspot.com.br/
http://kidrauhdoswag.blogspot.com.br/

E a parte nova é que eu descobri um blog ultra foda, não sei se vocês já conheciam, mas eu descobri ele através de uma gelieber muito fofa, e, mano, to viciada. Ele se chama Fanfic Obsession e tem fics ótimas. 

Lá não é um blog de "imagine beliebers", é de fics interativas, que você escolhe os personagens das fics, além de ter as com os diferentes temas. As minhas preferidas, até agora, são as da Vee, e eu estou apaixonada no jeito de escrever dela. As duas que eu li e estou viciada é a One Last Gift, e a Biology, que eu já indiquei para meio mundo. 

A One Last Gift é uma fic de romance e drama, digamos. É um conto de natal, super triste, mas que passa uma mensagem linda no final. Eu chorei legal lendo, mas não deixa de ser perfeita. 

Sugestão: coloque o Justin como o "seu favorito", para parecer uma ib e se divirta! rs

E a Biology é uma fic restrita para menos de 18, (sim, como vocês eu sou gamada em fics hots, então não me julguem, rs) e ela é completamente apaixonante. É para aquelas que não tem medo de ler aquelas cenas mais picantes, porque é o que mais tem! É de romance também, e se consiste no triângulo amoroso de uma aluna e dois professores de biologia, um de laboratório, e o de aulas teóricas. Suas aulas nunca mais serão as mesmas depois de ler essa fic, já vou avisando. hahah

Sugestão: coloque o Justin como o "seu favorito" para parecer uma ib e como "segundo favorito", para você que gosta da 1D, coloque um integrante dela. Eu coloquei o Harry e ficou perfeito. Mas pode colocar quem você quiser, é você que tá lendo a fic. u-u 


Aqui o link das duas fics e do blog em si.


#Recomendo LOL

Enjoy, girls! E depois me contem o que acharam das fics nos comentários ^^ 

Desculpa, mas as perguntas e os selinhos só irei responder no próximo capítulo, já é de madrugada e tenho que ir dormir ):


Para um fim de post, eu e meu new visual, que fiz ombré hair quarta feira passada, e meu cabelo tá perfeito gente ^^ nunca me imaginei loira, apesar de ser um sonho meu de criança, mas eu to um arraso! só que não, né gih, iludida? rs



Antes >< 
(não liguem para a minha feiura, ok? rs)



Depois! *o*

Na segunda foto nem dá pra ver, mas ok. Ele já clareou um pouco, mas não tenho fotos dele de agora no pc. 

Gostaram? Comentem! 

Amo vocês meninas!
Beijinhos, da Gih.

53 comentários:

  1. Anônimo02:54

    AAAAAH, primeira a comentar \o/ agora são 03:38 da manhã e eu vim aqui no blog não sei por que. Deve ser costume mesmo haha. Giovanna Amorin, você se superou nesse capitulo e me supreendeu. Justin super safado e a Angel ta ficando que nem ele. Mas não deixou de ser perfeito. Acho que se eu fosse a Angel, não desculparia a Sra. Stubin. Tá que a velha tá arrependida e aquele blá blá blá todo mas mesmo assim. Ok, o pai dela pediu pra ela desculpar a velha maldita. Se fosse nesse casa eu também desculparia. Mas voltar a ajudar ela a fazer as tarefas de casa na casa da Sr. Stubin? DE JEITO NENHUM! E o Liam, aquele treco sumido. Deve estar aprontando a alguma coisa com a tia dele. E qual foi essa de ''Enfim... ficou uma merda. Mas espero que tenham gostado''? É claro que não ficou uma merda. Nenhum capitulo que você faz fica uma merda. Nunca mais fale isso, senhorita Giovanna.
    Sobre os blogs de fic interativa... HMMMMMM, safadinha. Lendo fic hot, né?! Também viu ler isauashuasuashsauu' . E desculpa meeeesmo por não ter postado nesses últimos capítulos é que eu tava lendo pelo celular e não dava pra comentar. Agora eu to no iPad, então fica mais fácil, só que do mesmo jeito eu demorei uns 10 minutos pra escrever isso, coisa que se eu estivesse no computador só demoraria 5 minutos ou menos u.u
    Mas tá bom. Obrigado por se importar com as Geliebers. Vamos estar sempre aqui para o que você precisar. Pode ter certeza :)
    E me fala o nome daqueles livros que tem a ver com os sonhadores? Daquela trilogia que você falou a uns dias ou semanas atrás.
    Um BEIJÃO e um ABRAÇÃO pra MINHA Gih u.u
    ... Jennyffer.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo10:28

    gi ta d+ eu rio muito dos dois, cada capitulo ta mais perfeito, mais enfim, tem dias q eu fico imaginando a continuaçao antes de dormir, eu viciei, depois q acabar essa( e q eu ficar com depressão pós ib ) vc poderia fazer a segunda temporada de the skater girl né? ia ser lega.
    PS: eu ja coloquei sua famíia nas orações da escola, todos estão orando por vcs.
    PSS: depois passa o seu face?
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Anônimo10:29

    SUAAAAAA DIVAAAAA EU VIVO , RESPIRO ESSA IB, TA PRFEEEEEEEITA CARAAAAA , PRFEITA , A MELHOR IB , SEM MAIS . :3 ahn Angel e Justin é safadeza mdsss , que fofa com vergonha e ele né só querendo vrr ela quase nua mdd hhahahahah , continua logo (: e melhoras ai p todosss <DIVA3 . @heyju3_

    ResponderExcluir
  4. Conntinuuaaa loggooo

    ResponderExcluir
  5. Anônimo13:26

    Meeeeeeeeeeeeeuuuuu Deussssssssss !!!!!!!!!!!
    Ninguem sabe o quanto esperei por esse capituloo.... Pooooor Faaavor não demora a posta o outro to muiiiito ansiosa....

    ResponderExcluir
  6. Anônimo13:51

    eu to amando mais vc tem que fazer parte hot logo pq já ta quase em 70 capítulos e nada então por favor haha
    beijos julia

    ResponderExcluir
  7. Ameeeeeei' <33
    Giih pensei que não fosse postar mais :(
    Vê se não demora' :))

    ResponderExcluir
  8. Ameeeeeeei ,, Continua Flor ! Por favor ...! eu estava desesperada ,, todo dia eu entrava aqui e não tinha novidades ... entrei em desespero .... !

    ResponderExcluir
  9. AAAAAAAAAAAAAAAAH quase hot *----* continuaaa

    ResponderExcluir
  10. muito perfeito esse capitulo...Gih o q e isso?? quase tive um biebergasm :Dkkkk continua...

    ResponderExcluir
  11. Perfeito! Amei Biology! A angel tá safadinha, né? Haha continua bjao

    ResponderExcluir
  12. Sua IB é a mais perfeita de todaaas, você humilha escrevendo. Confesso que achei que a primeira vez deles ia rolar. Estou ansiosa por isso (safadinha eu? magina) hahaha

    ResponderExcluir
  13. Anônimo14:17

    tão lina, é a melhor IB de todas!! é como se fosse realmente real!!

    ResponderExcluir
  14. Anônimo14:41

    Cooooooooooontinua por favor quase morri nessa espera por um novo capitulo kkkk preciso ler mais *-* ficou perfeito esse , alias todos sao perfeitos u.u kkk parabens linda s3

    ResponderExcluir
  15. Anônimo15:53

    AAAAAAAAAAA PREFEITO NÉ AMORE,CONTINUA LOGO...
    **********forever***********

    ResponderExcluir
  16. Anônimo19:14

    o clima ta esquentandoo

    ResponderExcluir
  17. Anônimo19:48

    Sra. Stubin bipolar! Eu já disse! Ela precisa fazer testes, mulher doida eu hein... Angel eu sei que você é um anjo e amou ela um dia mas eu mandava um avada kedabra nela e depois pedia desculpa pro Charlie e pro meu pai u-u senhora abusada! Como se não soubesse que ela é pura ( ou não né Justin? ) e ia cumprir a promessa. DUDE... ele ficou tão safado de repente que eu achei que era o Liam que tinha ressurgido das sombras por outra "obra" da sra. bipolar dona da razão e que ia acontecer tudo de novo só que dessa vez: Era uma vez Liam *-* Mas não era o Justin mesmo dando uma de safado supremo ft. vida antiga... hahahahha eu jurava que ia ter besteira hoje! Tipo, cap. 69 ( sim, isso é culpa sua ) o Justin passando a safadeza dele pra Angel a uns capítulos atras, a Angel ficando mais safada que o Justin... hmmmmmmmmmmmmm hahahaha omg ;-; is ur fall! Ah... que bom que seu avó passou bem pela cirurgia! Ele vai ficar bem você vai ver! Não se preocupe! We will pray ;) Oh my bieber! Depois do seu blog a fanfic obsession! Sério eu acho que leio umas vinte desse site! Hmmm só lendo restrita né? hahaha se achar uma boa me avisa ;) quanto mais melhor *-*

    Beijos & SWAG @anaclara_pn

    ResponderExcluir
  18. Anônimo18:03

    Perfeito *-* continua logoooooooo!

    ResponderExcluir
  19. Anônimo18:21

    continuaa

    ResponderExcluir
  20. Anônimo19:44

    OOOMG ta mt perfeito continuaaa! amo esses momentos romanticos de justin com a angeel ! ><

    ResponderExcluir
  21. melhoras pra ele amor :/
    que cabelo lindo!!!!
    continua beijos

    ResponderExcluir
  22. Adorei o cabelo. E que capitulo foi esse? Adorei. Justin e angel em?
    Continua.

    ResponderExcluir
  23. Ooooh suaa linda foi a sua Gelieber aqui que te indicou a fic uahsuhaushuas' Indico ela pra meio mundo tbm, pois acho ela perfeita como a Little Angel *.* assim como seu blog, qualquer belieber que eu vejo na frente eu indico seu blog e suas IBs ♥
    Taa Perfeeitoo esse capítulo e sério, não vejo a hora da primeira vez da Angel com o Juss (66' HAhaha'
    Bjins, até mais! ;*

    ResponderExcluir
  24. Continua por favor quero ver o proximo capitulo tomara que seja hot siper hot pensei que nao ia postar mais bjss ja tava com saudades

    ResponderExcluir
  25. Catarina19:23

    Omg, tou morrendo de curiosidade pra saber o que vai acontecer.. E amei o cabelo :D

    ResponderExcluir
  26. to visiada perfeitooooo continuaaaaa

    ResponderExcluir
  27. Po Gih quase infartei aqui pensei que ia rola a primeira vez deles mas não u.u . Ok ok , eu espero u.u . Ta perfeito , melhoras pro seu avô ♥ . By: @Kidrauhlironico

    ResponderExcluir
  28. Anônimo16:50

    veiiiii eu achei que esse capitulo ia ter "a primeira vez" kkkkkkk nossa! Seu cabelo é lindo *-* Melhoras para o seu avô! Ele vai ficar bem! Stay Strong ;)

    ResponderExcluir
  29. Anônimo21:40

    COntinua *--*

    ResponderExcluir
  30. GIIIIIIIIIIIIIIH! Eu n to conseguindo entrar no MSN. Mas to tentando... N sei o q aconteceu. Caraca! Tá lindoooo sue cabelooo! =D Já era lindo, agr ta perfeito *u* Sério. u.u Nossa, achava que ia ser a primeira vez deles O.O quase pirei o.o Tá difcil de sair né gih? kkkkk Achei que ia ser nesse cap. Pq, tipo, "69" e... Vc entedeu neh? Enfim, to com sdds de vc menina. Vc anda sumida!
    Desculpa gih, pelo seu avô, ela vai ficar bem ;) Vc vai ver. A força da oração é grande. Eu rezo todo dia por você e por todas as beliebers, pode ter certeza :D Ainda vamso realizar nosso sonho.
    Minha prima tá #inlove com Little Angel! <3 Muito mesmo! haha' Mostrei pra familia toda como vc deveria ser famosa, sérissimo U.U Mesmo assim, posta logo hein? haha' Beijos *3*

    ResponderExcluir
  31. Anônimo18:00

    CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA @bieb3rpickme

    ResponderExcluir
  32. Anônimo18:02

    AAAAAI MEU DEUS VOCÊ TEM NOÇÃO DO QUANTO ISSO TA PERFEITO ????? MANO DO CÉU POSTA LOGO SE NÃO TENHO UM INFARTE AQUI @IBBeginAgain

    ResponderExcluir
  33. Anônimo19:06

    continua logo pf *-*

    ResponderExcluir
  34. Anônimo19:13

    maaaaaaaaais por favor

    ResponderExcluir
  35. Anônimo20:04

    CARA QUE #IB LINDA *U* Conheci a #IB a dois dias cara to em #inlove com ela, ja chorei, ri, fiquei com medo ja ri com o Justin "safado" ja fiquei com vontade de da uns tapas nessas piriguetes KKKKKK Amando! Gih e amei seu cabelo altamente liiiiindo *u* ps #Leitoranova @B333li3b3r (Ana Clara Januario) beeeeeijão , cara você pode escrever um livro. ><

    ResponderExcluir
  36. kety20:48

    continua ta perfeito como sempre

    ResponderExcluir
  37. Anônimo20:50

    continua

    ResponderExcluir
  38. Myllena23:38

    continuaa , vou morrer. posta a parte hot logo kkk

    ResponderExcluir
  39. OMB como assim? Eu tipo fiquei na expectativa de parte HOT mas uma certa pessoinha que escreve a IB decidiu que nao ne? Hum u.u.................
    Gata continua por favor !!!!!!!!!! Essa é a melhor IB que ja li na vida.. Gata vc escreve muuuitooo!!!!

    ResponderExcluir
  40. Anônimo09:13

    aii continuaaa.. tah perfeita a historia!!!

    ResponderExcluir
  41. Anônimo09:46

    Continua loooooooooogo pfvr!
    E apressa esses dois,tá demorando mt!kkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  42. Anônimo13:59

    GIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIH,não te disse q um dia comentava sua imagine,então comentei hoje *------*
    Tá fodástica LA *-*
    assinado;Gelieber Jullyana Mirelly *---*

    ResponderExcluir
  43. continuaaaaaa!!!to viciada na LA ela e mtmt perfeitaaa!!!!!!!!parabens!!!ve se n demora a postar senao vou ter um heart attack de curiosidade!!!!!!

    ResponderExcluir
  44. continua ta lindo melhor impossível e e achei suas fotos muito lindas .......... eu sempre leio a ib so que como as vezes eu leio pelo celular n consigo comentar mas ta muito perfeita ..... horei pelo seu pai e pelo seu avô também *-* .......... continua logo ......... bjosss

    ResponderExcluir
  45. Brithanny20:56

    Merda vou ter que escrever meu comentário tudo de novo, okay.
    Eu sempre faço comentários testamentos, vou tentar encurtar. Preciso dizer o quão perfeita Little Angel é? Acho que você já sabe que não da de escrever em apenas uma vida, né?
    Ela ainda não desculpou a Martha mas ela ta certa. Eles quase fizeram "coisas" (kk) no meio da rua, rsrs, Angel e Justin safados não é uma boa, haha.
    Acho melhor nem esperar os desenhos, a impressora deu pau, ja ta tudo pronto os desenhos, quero ver como mandar acho que, só acho, daqui um bom tempo, a impressora do caralho ( sorry pelo palarvão. Mentira, eu não sou tão certinha e meiguinha quando pareço, e que se foda) aqui, estraga toda hora.
    Ontem tinha uma menina muito puta, do sérimo ano na minha escola, que tava namorando, e do nada entra o namorado dela, e ela ja tava se agarrando com outro (pra ver como ela é puta) e rolou briga, eu assisti, só que chegou o diretor e separou, mas o mino que a guria tava se agarrando, até saiu sangue da boca, rs.
    Eu tinha feito o comentário antes, mas nem sei como e recarreguei a página de algum jeito e tenho que comentar de novo.
    Meu Deus! Minha diva é muito linda! ;3 não chaga nem perto de mim, pois é, sou feia, e tenho uma diva perfeita, é a vida. Por que você tem que ser tão linda? Assim você me ofende com sua beleza!
    Quando eu acho que os capitulos tão perfeitos você me surpreende, não tem um capitulo que não ta perfeito, sério. Martha uma hora quase mata ela e depois fica chorando, eu hein. A Angel ta certa de não perdoar ela tão cedo.nem sei porque to dizendo isso(escrevendo, eu acho) não tem nada a ver mas tudo bem, teho que me vestir de Hermione, e fazer um resumo com mais de 100 linhas, se tiver 99 e meia perde ponto, sobre um livro com, pelo menos, mais de 100 páginas, eu vou fazer de "Harry Potter e as relíqueas da morte". É pro dia 14 e não sei como vou me fantasiar de Hermione, e hoje descobri de onde eles tiraram os nomes de alguns bruxos, das estrelas! Eu sei que tem uma estrela chamada Bellatrix e uma chamada Sirius, não sei se tem mais.
    Eu nem consigo mais entrar na internet, sempre que eu entro minha mãe já vem gritar comigo (rs) ela ta gritando lá, mais tive que da um jeito, rs. Entro todos os dias, mesmo que seja só pra ver se tem capitulo novo, e as vezes nem comentar da, por causa das aulas. Cara minha escola vai ser uma das melhores, vai ter Tablet, tarefa por computador, uma biblioteca enoooorme (amo bibliotecas) uma sala de jogos, vai ter tv nas salas, notebooks nas aulas, quadros eletrônicos, que não sei o nome, cara muito foda, uhuules!
    Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa e com mais milhares de "aaaas" WOO HOO (viciada em windows down)
    Não sei se esse é um comentário testamento, acho que não né? Se eu ficasse falando o quanto Little Angel é perfeito, daria páginas, e páginas de comentários!
    Kisses diva mais perfeita do mundoo!

    ResponderExcluir
  46. Anônimo17:13

    Oiii lindaa leitoraa novaa CONTINUAAA LOGOOOO to amandoooo continuaaaaaaaaaa sua DIVA vc tem q escrever um livro vc é demais demais simplismente perfeita CONTINUA LOGO VIUU rum u.u

    ResponderExcluir
  47. Anônimo17:21

    tinha me esquecido seu cabelo ta demais simplesmente lindo >,<

    ResponderExcluir
  48. Anônimo20:41

    AAAAAAAAH! Seu cabelo ta MUITO divo! u.u ahushaushauhsuash
    Serio flor, ta liiiiiindo!! *-* (Eu quero! u.u)
    Sra. Stubin bipolaaaaaar! u.u
    Mais que velha doida! u.u (Eu amo essa carinha!u.u rsrsr)
    Ui justin SUPER SAFADO! kkkk
    Eu pensei que nesse cap iria rolar!(69?!)Porque de uns caps pra cá o justin conseguiu passar a safadeza dele pra Angel!!! kkkkkk
    Ai flor, que bom que o seu avô ta melhor, eu rezei muito pra ele :D
    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!! EU QUERO O SEU CABELOOOOOO!!! Hhsuahsuhaushas XD
    Bieber kisses sua flor com cheiro de someday! :* :)

    ResponderExcluir
  49. NUUUUUUUUUUUUUUSSAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, tá demaaais. Continua por favor? Faz tempo que eu não leio nesse blog, bom eu já li aqui, FAZ MUITO TEMPO. Mas continua, vocês sempre foram ÓTIMAS.

    E indiquem meu blog por favor? É que eu tô começando agora, e ele precisa de uma forcinha:

    embieber-imaginebelieber.blogspot.com.br

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  50. Camy12:17

    Ficou ótimo, o que vc acha da ideia te eles terem a primeira vez após uma briga??
    continua!

    ResponderExcluir
  51. Anônimo12:28

    primeira vez apos briga :)

    ResponderExcluir