26.8.13

#IB - Little Angel, Second Season: Capítulo 1

Capítulo dedicado aos aniversariantes do dia 30 de julho até o dia 30 de agosto, e o mais importante, hoje é aniversário da minha baby, a Marcela Furlan *u* Presentinho top para você, Mah. Te amo <3
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Passa o dinheiro, ou eu estouro seus miolos, vagabundo!
- Mas eu não tenho dinheiro, Scottie! 

A angústia me dominava. O olhar do rapaz loiro e forte era totalmente apavorado e sem ação. Havia três homens, e um deles com um revólver na mão, apontado para a cabeça do rapaz exasperado. Ele precisava me ver para que eu pudesse ajudá-lo. 

Comecei a acenar freneticamente e ele virou a cabeça, me notando ali. 

- Me ajude! Por favor! 


#IB - Stronger: Capítulo 5

P.O.V. Katherine Windson

-Kath, telefone para você! -falou mamãe em um tom malicioso. Me entregou o telefone e eu a questionei baixinho com cara de desenformada.


-Quem é?


-O garoto... Justin! -quando ela disse isso não poderia explicar a felicidade que me tomou, mas decidi nao demonstrar, afinal, não queria ser alvo de piadinhas de amor.

-'Alô, quem fala?'
-'Oi, é o Justin. Tudo bem Kath?'
-Oi, tudo! E com você?'
-'Também, é...'-estávamos sem assunto.

22.8.13

Somebody To Love - Capítulo 4 - Flashback.

Editado:
http://jdrewbfever69.blogspot.com.br/2013/07/somebody-to-love-personagens_25.html

Peço desculpas pra minha BFF Letícia por não ter te enviado antes para você corrigir os errinhos e ler. Não se esqueça que te amo Lele hihi. 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<
Duas semanas depois.

-JUSTIN! Pare com isso agora! Agora! - disse correndo atrás dele.
-Não. Processe-me! - ele falou balançando no ar as chaves de minha casa.
-Tudo bem! Eu desisto seu filho da... Pattie! - disse e me sentei ao sofá - Você sabe que eu falaria a outra palavra não?

21.8.13

#IB - Believe in Everything: Capítulo 75

Avisinho básico: Esse é o último capítulo de BIE, fiz um big em recompensa do meu hiatus de nove meses (é, eu sou uma anta por ter demorado tanto, masok)  e espero que gostem!

~~~~~~~~~~

Tudo aconteceu muito rápido. Depois do meu aniversário, as coisas finalmente se ajeitaram. Eu e Biebs finalmente poderíamos viver juntos sem ter o que esconder da mídia. Já morava na casa dele depois de meu pai permitir, e o visitava o máximo que podia. E realmente estamos assumidos, ainda mais depois de uma entrevista que tivemos, há bastante tempo. 

Estávamos com a Ellen DeGeneres – um dos meus programas favoritos, inclusive – e ela nos fez assumir de vez, contar sobre o dia que nos conhecemos, de que foi amor à primeira vista, etc. e etc.

- Então aquele vídeo da declaração no seu aniversário foi de fato real?
- Claro! – eu sorri, me lembrando como se fosse hoje – Eu fiquei tão feliz, morri de chorar!
- É, e agora ela está morando comigo.
- Isso é muito bom. Mas, para vocês terem tomado esse passo, algo a mais deve ter ocorrido.
- Digamos que demos o nosso jeito. – Justin piscou para Ellen e rimos dele. – Afinal, eu sempre gostei dela mais do que uma fã, mais do que uma amiga. Eu senti algo diferente quando a vi naquele vídeo, a ponto de me levar para o Brasil. Foi insano, e olha só no que deu!
- Bem, nem devo acrescentar nada sobre meu amor por ele, né?

17.8.13

Remember me? Cuz I remember you girls

Oie vagabundas, lembram de mim?? Ainda nem falei quem ta escrevendo mas beleza kkkkkkk Aqui é a Giovanna Florio (whatsgiovanna) pra quem nao sabe eu escrevia Blue Jeans, eu que comecei a ib e por motivos pessoais passei ela pra Duda, prima da Gi.

Primeiramente quero agradecer por nao terem abandonada a ib, ela é muito importante pra mim e estou feliz que a Duda alcançou as expectativas em relação a continuação da historia! E voces devem estar pensando que o motivo de eu estar postando isso é a minha volta ao blog, mas não é. Me desculpem mas essa ideia realmente não existe no momento. Vim aqui contar umas experiencias que eu tive em relação ao Justin, quem lê o blog a um tempo deve se lembrar que eu contei que iria na Believe Tour, e nada mais justo que eu compartilhar com voces como foi! EU CONHECI O JUSTINNNNNN

Calma, vou explicar melhor o que aconteceu rs

Pra quem não sabe eu fui na Believe Tour esse ano,duas vezes (eu ainda estava no blog, mas esqueci de postar as fotos aqui na época). Eu fui dia 25 de janeiro em Orlando com uma amiga (de presente de 15 anos) foi um dos melhores dias da minha vida! TODA belieber merece sentir o que eu senti, se preparem porque vai ser PERFEITO! Depois que os shows de abertura acabaram (INCLUINDO O GOSTOSO DO CODY) o Justin entrou no palco e eu fiquei totalmente sem reação, eu fiquei tipo ´´É O JUSTIN ALI??? É ELE MESMO??´´ nem consigo descrever o que eu senti, foi um momento magico, eu só conseguia chorar e sorrir! Nesse show de Orlando jogaram uma bandeira do Brasil no palco, naquele momento o Justin  perguntou quem mais era do Brasil e eu e a minha amiga estendemos a bandeira e ele olhou pra gente!! Eu quase desmaiei, minha pressão baixou mas minha mãe estava comigo...enfim consegui assistir o show até o final hahahaha 

13.8.13

Somebody To Love- Capítulo 3- Uma chantagem barata.

#Mode Justin On#

Por que não paro de pensar no arrepio que senti quando Anne cantou? Aquilo me parecia algo angelical o jeito que ela cantava, os movimentos que fazia com o braço... 

O que está acontecendo comigo?

Não consigo dormir, pensando nas possibilidades de incentivar ela a cantar, ouvir ela me agradecendo, sentir ela me abraçando e ela cantando para mim... Argh! Que raiva!

3.8.13

Somebody To Love- Capítulo 2- Essa menina é teimosa.

Editado:
http://jdrewbfever69.blogspot.com.br/2013/07/somebody-to-love-personagens_25.html
+++++++++++++++++++++++++++++++
Courtney estava elétrica dentro de seu closet vendo um monte de roupas e toda a hora jogando mais roupas em uma pilha, bem, enquanto isso eu já estava pronta.

-Lizzie! Onde estão meus sapatos que comprei em Paris naquele verão?
-Os Louboutins ou Channels? - Ela perguntou mostrando os sapatos.

1.8.13

#IB - Stronger: Capítulo 4

P.O.V. Katherine Windson

-Mãe, se não se importa, eu gostaria de entrar sozinha. Quero reconquistar minha privacidade. –Falei em frente ao hospital. Queria fazer a fisioterapia, os exames, todos sozinha. Eu era uma adulta e queria ser independente dentro de minhas possibilidades.

-Ah, tudo bem Kath. Tem certeza de que não quer que eu entre com você? –Falou meio triste.

-Tenho sim, venha, dê-me um beijo. –Pedi, já que não alcançava o seu rosto. Ela o fez e eu me direcionei para a secretária.