11.10.13

Somebody To Love - Capítulo 9 - Labrie.

Cheguei na sala de ensaio com Court revisando a música do teste sem parar. Isso está começando a me irritar.

-Courtney! Pare um pouco.
-Desculpa, é que eu estou nervosa. Quero tanto ganhar o papel principal, independente com quem vai ser me parceiro.
-Eu não ligo, contanto que não seja uma árvore, está tudo bem.
-Você não tem visão. Já pensou se você pode ser descoberta nesta peça? Tem chances e você joga isso para o alto.
-Não preciso de atenção diretamente para mim.
-Às vezes é preciso, pois você tem que se destacar se quiser ser famosa.


Dei de ombros e Court fez um grunhido bravo. 

-Galerinha! Vamos começar o teste, portanto, calem a boca! - Sr. Miles disse se sentando em sua cadeira do lado de nossa coordenadora - Vou começar o teste por ordem alfabética.

Que merda! Eu sou a primeira da lista e agora eu estou ferrada. A primeira sempre se dá mal, porque ninguém experimentou como é chato estar lá na frente sendo avaliada e olhada por todos, então eles te julgam mais que os outros.

-Anne Labrie Clarke.

Subi naquele palco com a maior raiva, pois me falaram meu nome do meio! Argh, eu odeio meu nome do meio, é tão esquisito! Labrie. Por que minha mãe tinha que por o nome do meio da minha tia em mim?

-Você já pode começar a cantar, senhorita Labrie.
-Clarke. É Clarke, Sr. Milis - falei errado de propósito, assim ele saberia que odeio Labrie.

Sr. Miles assentiu com a cabeça e eu comecei.

(...)

-Anne eu queria te falar umas coisas - Justin me disse enquanto eu me jogava no sofá.
-Pode falar. Hoje estou de bom humor.
-Bem... Eu pensei... Sabe, que nós dois...
-Fala logo! Parece mais mulher que eu nessas horas!
-Se nós dois poderíamos sair para uma balada que eu conheço - ele se sentou do meu lado.
-Hum... Claro, mas depois do meu trabalho. Não tenho nada para fazer mesmo.
-Será que seu gerente não deixa você sair mais cedo se você chegar antes?
-Acho que sim, pois eu trabalho por hora.
-Tudo bem, então.
-Que balada?
-Surpresa - ele disse com um sorriso no rosto.

Esse sorriso é bonito, um sorriso espontâneo. Faz tempo que não vejo ninguém sorrir espontaneamente, todos estão tão acostumados com os sorrisos forçados para agradar alguém ou para tirar uma foto que se torna um hábito rir sem achar graça e sorrir sem estar feliz. Eu não sei o sentido de um sorriso, de uma risada, de um choro se você  não sente o que eles transmitem.

-Eu acho que aceito essa incógnita dessa vez.
-Ainda bem.

-Jus!!! - era a voz de Courtney.

Arregalei meus olhos e me levantei.


-O que ela está fazendo aqui? - disse muito rápido sussurrando.
-Eu acho que tenho que parar de dar cópias de chaves da minha casa para meus amigos - ele me disse no mesmo tom.
-Onde está você? Selena não estava aqui? - Courtney disse e ouvi seus sapatos de salto batendo contra o piso.

O pior é que eu estou na sala de ensaio! Não tem nenhum lugar para eu me esconder! Uma droga em?!

-Vá para lá e chame ela até a cozinha que eu vou para o teu banheiro - ordenei para Justin.

Ele assentiu e foi para o corredor da sala.

Depois de um tempo fui para o banheiro com minha bolsa. Por que isso foi acontecer? Eu não gosto de ter que ficar me escondendo como se eu fosse um tipo de amante ou sei lá, eu quero poder ficar relaxada

Acho que esse é o preço de minhas mentiras e omissões. Isso sempre custa caro, não importa com quem seja.

*Flashback On*

-Annie! - Logan me chamou e segurou meu braço. - Por que você fez isso comigo?
-Por que você fez o que fez comigo?! Esse foi o preço de suas mentiras baratas.
-Algumas foram, mas eu te amo e isso é verdade.

Dei uma gargalhada forçada.

-Amor não machuca.
-Pelo contrário, Baby.

Depois de ouvir aquilo soltei meu braço de sua mão bruscamente.


-O amor não foi quem me machucou. Esse foi você.

*Flashback Off*


#Mode Justin On#

Que droga! Eu queria falar para Anne que nós não precisávamos ser namorados, nem nada oficial como ficantes, poderíamos ter apenas uma amizade colorida.

Mas de todo o jeito tive que consertar a situação e fui ver Courtney.

-Ah, oi Court.
-Justin, eu acho que precisamos conversar urgentemente.
-Tudo bem, o que é?
-Eu gosto de você de verdade, mas você está encalhado com sua ex-namorada e um carinha legal me chamou pra sair, então que quero que se você acha que eu valho a pena diga agora antes que seja tarde demais e não me deixe ir.
-Courtney, eu acho que você deveria sair com ele, pois acho que ele possa ser melhor para você do que eu, pois eu não acho que esteja pronto.
-Okay. Então eu já vou.
-Se divirta, princesa.

Ela não me respondeu e saiu de casa mexendo em seu telefone.

-Anne pode sair do banheiro!

#Mode Anne On#

Justin me falou para sair do banheiro e praticamente poucos segundos depois Courtney me ligou. Atendi indo para a sala.

-Anne? Eu não estou bem - ela estava soluçando.
-Como assim? O que está acontecendo, Courtney?
-Estava indo para meu encontro com Max, mas eu não queria ir sem tentar pela última vez com Bieber e achei que ele iria ficar triste por eu não ficar com ele, mas ele ficou normal e parecia aliviado. Então estou indo para o encontro, mas eu estou chorando muito, Anne. Eu não estou bem.
-Pare o carro pois eu vou aí.
-Não! Eu consigo!
-Não consegue, Courtney!
-EU TENHO CERTEZA QUE E - ela trocou as palavras por um grito agudo diferenciado.

Ouvi um baque alto demais.

-Courtney me responda! Court? COURT! 

#Mode Courtney On#

Saí da casa de Jus e uma lágrima caiu na tela de meu celular, mas depois mais vieram enquanto eu ligava para Anne. Comecei a dirigir, mas minha visão estava muito embaçada eu não conseguia ver nada nessa droga.


-Anne? Eu não estou bem.
-Como assim? O que está acontecendo, Courtney? - ela falou apreensiva.
-Estava indo para meu encontro com Max, mas eu não queria ir sem tentar pela última vez com Bieber e achei que ele iria ficar triste por eu não ficar com ele, mas ele ficou normal e parecia aliviado. Então estou indo para o encontro, mas eu estou chorando muito, Anne. Eu não estou bem.
-Pare o carro pois eu vou aí.

Não preciso da ajuda da Anne, sou uma pessoa forte, ou eu acho que sim.

-Não! Eu consigo!
-Não consegue, Courtney!
-EU TENHO CERTEZA QUE E

Senti o ferro do qual meu carro se chocando com outro e dei um grito agudo, após isso vi meu corpo sendo jogada contra o vidro pela ausência do cinto de segurança e percebi que o carro estava capotando, mas parecia tudo tão lento, a dor se alastrava lentamente e mais profundamente e a pior sensação de todas. A sensação de parecer que meu fim já estava próximo. A sensação de morte.

#Mode Anne On#

Desliguei o celular e lágrimas espontâneas começaram a rolar quando Justin foi me segurar.

-Justin não me segure! Chame a ambulância e dirija para o caminho daqui até o shopping!
-Quem morreu? - ele perguntou irônico.

Mas que raiva daquela voz dele me deu. Dei um tapa em sua cara que fez ela se virar e a marca de minha mão aparecer vermelha.

-NÃO FALE ISSO NUNCA MAIS! É COURTNEY, SEU OTÁRIO!!

Justin ficou pasmo, um pouco pálido, e então me puxou até o carro e me levou por aquelas redondezas até que vimos uma - não tão grande - fila de carros. Saí do carro e falei com o homem do carro a frente.

-O senhor sabe qual a causa do acidente?
-Falam que foi um acidente de carro. E foi feio.

Solucei alto e saí correndo para frente. Vi o carro de Court e gritei do jeito mais doloroso o possível e fui correndo em direção. O carro estava na calçada virado de cabeça para baixo e tinha sido bem amassado ao redor havia alguns policiais, mas Courtney já tinha sido levada para o hospital junto com o outro motorista. O outro carro tinha derrapado e batido em um poste que estava caído do lado oposto do carro.

Comecei a falar com o policial.

-Com licença, eu queria informações sobre o acidente, minha melhor amiga estava envolvida.
-Pode perguntar, Senhorita.
-Como ele aconteceu?
-Fontes me falaram que sua amiga entrou em uma rua contra-mão e bateu com outro carro e os dois estavam falando no celular.
-E qual foi o que se machucou mais grave?
-Sua amiga, por isso acho melhor você correr para o hospital.

Voltei até o carro de Justin e fomos diretamente para o hospital mais perto do local onde aconteceu o acidente. Eu estava soluçando muito.

*Flashback On*

14 anos atrás.

-O Ken é meu! Você fica com sua barbie solteira! - Court me disse.
-Se é assim a minha barbie vai namorar seu namorado escondido!
-Assim não vale, Anne! Lizzie! Anne está querendo roubar meu Ken!
-Meninas! Vocês não precisam de namorado. E não podem brigar por homens, pois um homem não pode separar duas irmãs e vocês são como irmãs - Lizzie nos advertiu e guardei essa briga para o resto da minha vida.
-A Courtney não deve pensar assim Lizzie. Ela não é generosa comigo!
-Anne, é claro que eu penso! Você é mais que uma amiga para mim! Sempre está ao meu lado - Courtney abaixou o tom de voz.

Nós nos abraçamos forte.

-Nós somos irmãs e nada nem ninguém pode nos separar - disse.

*Flashback Off*

Será que é minha culpa? E se eu falasse antes que Justin gostava de mim talvez ela não precisasse fazer essa cena no trânsito.

Bieber estacionou o veículo e sai correndo e cambaleando procurando por minha irmã, minha amiga que nenhum homem me fez desapegar mesmo ele tentando, ele pode ter me separado de outra mas dela eu nunca vou desistir, eu nunca vou deixar, pois ela é minha irmã, às vezes ela parece ter meu sangue mesmo.

Cheguei até o balcão da recepcionista desesperada, chorando e soluçando, enquanto a moça mexia em seu computador séria como se não notasse todos ao redor

-Pode me informar para que quarto levaram uma menina que sofreu um acidente há poucos minutos?
-Sem visitas para ela. Volte outra hora - ela me disse sem tirar os olhos do maldito computador e sequer usou um tom amigável.

Estava sem paciência para ser educada com uma pessoa tão infernizante.

-Olhe senhora, minha amiga, uma amiga como se fosse minha irmã ou até mais está em coma, sofreu um acidente então saia desse maldito computador, olhe para a minha cara, me dê as informações e por favor, seja mais gentil, pois não preciso ser nem um pouco amigável com quem não é comigo! Estou enlouquecendo aqui!

Ela me olhou pela primeira vez e me disse.

-Senhorita, sua amiga está sendo tratada por um dos médicos de plantão, você não pode vê-la, agora vá embora e volte depois ou pode esperar sentada - ela me disse fria apontou para as cadeiras que tinham no hospital.
-Tudo bem - disse entre dentes - Meu nome é Anne Clarke, me chame quando puder ver minha amiga.

#Mode Justin On#

Depois que Anne falou que era Court que tinha se acidentado eu fiquei muito culpado. Vai que foi por que eu falei que não iria começar um relacionamento com ela

De todo o jeito eu me preocupei, pois ela é uma das únicas pessoas que Anne tem, ela não pode perder Court. Outra razão é que ela é minha amiga uma boa amiga, mesmo ela ter se apaixonado por mim, mas eu a entendo, eu sou demais e a amiga dela que é difícil.

Ajudei Anne o máximo possível pois eu não sei o que aconteceria comigo se eu perdesse o Ryan, o Chaz ou o Christian.

Anne voltou do balcão da recepcionista limpando as lágrimas e me abraçou. Ela deve estar passando por momentos muito difíceis, pois ela quase não me abraça, quase nunca faz nada afetuoso. Afaguei seus cabelos em resposta ao seu ato. Senti minha camisa de encharcar.

-Quer sentar na cadeira?
-Sim - ela disse e se separou de mim.

(...)

-Senhorita Clarke, sua amiga já foi atendida e continua desapagada - a recepcionista nos avisou
-Obrigada - Anne respondeu.
-Vamos vê-la? - disse passando a mão pelo ombro de Anne e ela tirou furiosa. Essa menina é bipolar?
-Claro - ela disse seca.

Anne foi até a sala parecendo estar segurando o coração em seu peito, literalmente. A enfermeira abriu a porta e Anne ficou mole e quase caiu no chão.

-Court! Courtney, Courtney. Meu Deus do céu! - ela disse correndo até sua amiga.

Courtney estava com vários cortes, alguns profundos e grandes e estava muito pálida. Cheguei do lado da menina lentamente e toquei em seu pescoço para sentir a pulsação e ela ainda estava presente, um pouco fraca, mas presente.

-Ela ainda está viva, Anne.
-Eu esperava isso, né! Cara de pau sua achar que ela estava morta! Você está me dando nos nervos! Saia por favor, Justin.
-Tudo bem. Faça isso com quem te ajudou - disse e saí da sala.

#Mode Anne On# 

Lembrei que eu odiava Justin e além disso, que ela foi quem mentiu para Court, foi ele que foi seco com ela, foi ele a culpa de ela ter se acidentado! Que raiva! Ele ainda tem coragem de me falar que ela estava viva como se fosse um surpresa. Ele queria ela morta? Eu não! 

Depois que ele saiu eu chorei. Eu chorei descarregando todas as lágrimas possíveis. 

Minha melhor amiga!

Ela estava com cortes grande e profundos, alguns pequenos. Seu cabelo estava estranho, parecia descuidado, por isso estava encaracolado como é o normal dele sem aquelas bagaças que Court passa todo o dia.

Ela é minha única família, eu não tenho pai, nem mãe e meus tios são da Califórnia.


------------------------------------------------------------------

Hey hey.

20 comentários para o próximo e sem migués e pessoas comentando mais de uma vez porque eu preciso ver se vocês gostam da IB.

Eu falei que achava que iria ter alguém morrendo. Vocês tem que ver o sentido literal da frase, pois se eu acho eu não tenho certeza.

Para estas partes eu tive que parar de ouvir heartbreaker para ouvir música melancólica tipo calls me home. Eu fiz um sacrifício muito grande.

Me gusta Anne saindo com Justin hehe.

Esse capítulo teve uma coisa muito importante! MUITO. Comparem com o outro capítulo que eu falei que o flashback era importante e eu acho que vocês não vão descobrir! É uma coisa muito MEU DEUS DO CÉU.

Frase da minha maconheira favorita, Ivy. Isso acontece muito comigo.
(Eu tenho que, tipo, ser forte por todo mundo, mas eles esquecem de pergunta se você está bem)

 Kisses Kisses, Duda. 

21 comentários:

  1. Pelo amor de Deus, continuaaa!! Estou amando essa fic <3

    ResponderExcluir
  2. Aaaahh q perfeitooo!!Sua &@#$ TAVA PREOCUPADA COM MEDO DE ALGUÉM MORRER!!! :P kkk Sério acho q foi só eu q ri quando vi anne sendo dura com o Justin kkkk Continua logo PLEEEAASE!!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo18:19

    Cara quanto tempo achei que nao fosse mais postar, mas valeu apena esperar, espero que e court fique bem logo e que ela pare de encher os dois pombinhos, e acho que o justin tinha que ter falado antes com a anne sobre a amizade colorida dos dois, enfim estou aguardando…..

    ResponderExcluir
  4. OMB tadinha da Court ñ deixa ela morrer ñ
    E faz a Anne ficar de boa com o Juss favor
    Continuaaa tô amando

    ResponderExcluir
  5. Anônimo21:41

    CONTINUAAAAAAAA vc é louca ? pensei que a Court iria morrer! MAIS TÔ A-M-A-N-D-O! coooooooontiiiiiiinuuuuuuuuuuuuaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  6. Continuaaaa
    Cra eu pensei q a Court ia morrer kk
    Divulga?Le?Segue?
    http://imaginebeliebermyworld.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Anônimo23:21

    continue

    ResponderExcluir
  8. Anônimo14:29

    Sua #@$%!# eu achei q a Court ia morre, fiquei com o coração na boca, quase literalmente continua...

    ResponderExcluir
  9. Anônimo15:33

    gENTE, eu achei q a court ia morrer!! já sei o q tem de importante dos dois capitulos. os dois tão dizendo q a court e a anne são 'irmãs' de verdade, e eu acho q são mesmo!!! eu tenho quase certeza disso!!! continua, tá muito bom!!
    By: @fckudr3w

    ResponderExcluir
  10. Será que tem chances de Anne e Court serem irmãs de verdade?
    Continua, esta de mais!

    ResponderExcluir
  11. Anônimo10:21

    continuaaaaa pleaaase

    ResponderExcluir
  12. cara ,você já ta me matando com todo esse suspense, posta logo o outro capítulo please ;)

    ResponderExcluir
  13. Anônimo18:14

    Continuua amor tô amando!

    ResponderExcluir
  14. Anônimo20:49

    Continua perfeito.

    ResponderExcluir
  15. Brunna Breezy00:53

    OMG CONTINUAAAAAAA PLEASE :3

    ResponderExcluir
  16. Anônimo00:55

    continua ")

    ResponderExcluir
  17. Anônimo09:48

    Nao me mate do coraçao posta logo, porfavorzinnho <3

    ResponderExcluir
  18. Anônimo20:39

    Ae jow posta logo please né amando.

    ResponderExcluir
  19. Divulga por favor? :3 Vlw amr www.iimaghinebelieber.blogspot.pt/

    ResponderExcluir