7.11.13

#IB - Little Angel, Second Season: Capítulo 4

Capítulo dedicado aos aniversariantes do dia 01/10 até o dia 31/10. Minha mãe e meu amigo fazem aniversário dia 22, parabéns mãe e friend ultra atrasado *3*

Avisinho no final da postagem, leiam, por favor.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Mode Angel on*



Luzes.

Flashes.

Branco, azul e vermelho.

Barulhos ensurdecedores.

- Angela!

Tapei os ouvidos, não conseguindo ao menos enxergar, e andei cegamente pelo vazio. A brisa fazia meus cabelos voarem, e o chão fofo amaciava os passos. O barulho não parava, as luzes muito menos, e não sabia onde estava, o que fazer. Caí no chão ao tropeçar em algo e notei que pisava na grama orvalhada e as luzes pararam. Abri os olhos com dificuldade, deixando o negro tomar minha visão até esta se acostumar. Estava apenas na luz da lua, em um bosque. Havia um rapazinho na minha frente.

Infelizmente o barulho não se cessou, e ele me olhava sem expressão com aqueles olhinhos azuis. Os cabelos ruivos também esvoaçavam com a brisa e ele tinha as mãos nos bolsos. Levantei, limpando os joelhos sujos de terra e franzi o cenho, incomodada com os zumbidos.

- Por que você tem asas?
- Porque eu ajudo as pessoas.
- Então você pode me ajudar?
- Claro! – sorri, notando que o barulho havia parado e ele sorriu de volta.
- Tem um moço atrás de você. – ele apontou atrás de mim e virei, vendo Justin correr até nós.
- Caramba Angela, eu gritava seu nome e você nem ao menos parava de andar!
- Eu não estava te ouvindo, desculpa.
- Quem é esse? – o garotinho perguntou.
- Ele é meu namorado.
- E você? Quem é?
- Dennis.
- Ok Dennis, nós vamos te ajudar. O que você quer que nós façamos?
- Perdi meu irmão aqui no bosque.

Justin me olhou preocupado e sorri sem ânimo. 

- Tudo bem, vamos encontrá-lo. Como ele é?
- Ele é igual a mim.
- Vocês são gêmeos?
- Não, ele é mais velho, mas é igual a mim.
- Ok.

Começamos a andar pelo bosque negro, com o garotinho à nossa frente. À medida que andávamos, o bosque ficava mais escuro, dificultando nossa visão e os ruídos aumentavam. O medo se acendia em faíscas, deixando-me apreensiva a cada passo. De repente, Dennis tropeça em algo e caí no chão cheio de folhas secas, gemendo de dor.

- Tá sangrando, Angela!
- Calma Dennis, vamos te ajudar.  

Ajoelhamos ao lado do garoto sentado e Justin limpou o ferimento com sua camiseta xadrez, em seguida amarrando-a no joelho do menino para estancar o sangue.

- Dennis!

Ele olhou para trás e ouvimos barulhos de passos, o farfalhar das folhas aumentou enquanto o dono da voz se aproximava e vimos um corpo a nossa frente. Não consegui enxergar seu rosto com clareza, mas pelo entusiasmo dele deu para perceber que era o irmão de Dennis.

- Dustin! Consegui te achar!
- O que houve com o seu joelho? Quem são esses?
- Eles vieram me ajudar a te procurar. Você viu que ela tem asas de anjo?
- Asas? Dennis, não viaja.
- É sério!
- Garotos, nós temos que voltar – disse, levantando Dennis –, aqui é muito perigoso.

Eles assentiram e voltamos para onde estávamos. O bosque tinha um aspecto sombrio a cada lado que se olhava, como se tivesse alguém nos observando. Ouvi um grito atrás de mim, me virando e vendo alguém segurando um dos garotos no colo e tapando sua boca em seguida. Seus olhos azuis brilharam naquela imensidão negra e eles me atingiram de forma grotesca.

- Dennis! – gritou o irmão – Solta ele seu cretino!  
- É o Liam – sussurrei, logo vendo Justin avançar no rapaz, que riu com escárnio.

Justin caiu no chão de joelhos e colocou as mãos na cabeça, gritando de dor.

- Seu louco! – gritei, tentando tirar Dennis de seus braços e minha cabeça começou a doer freneticamente, como se fosse explodir. – Você não consegue viver sem mim, não é? – disse, fechando os olhos de dor e senti-o segurar meu rosto e um baque surdo tomou conta de meus ouvidos.
- Não querida, não consigo. – abri meus olhos e aquele mar azul me atingiu novamente, me fazendo delirar – Porque você pertence a mim.

Os garotos conversavam, logo chamando o nome de Justin, que parecia não estar acordado.

- Ele está gelado!
- Será que ele morreu? O coração dele não está batendo, Dustin.
- Você é apenas minha, Angela. Nem que eu tenha que matar seu namoradinho de merda para te provar isso.

A dor me consumia, e ele virou meu rosto, me fazendo ver Justin jogado no chão, sem vida. O homem da minha vida estava ali, morto, e eu não fiz nada para impedir. As lágrimas escorreram de meus olhos, sem emoção. Soltei-me de Liam e andei até ele, ajoelhando ao redor dos meninos e procurando seus pulsos.

- Justin, por favor, acorda! – gritei, soluçando feito uma louca – Eu não vou conseguir viver sem você, por favor, acorda!

- Minha filha, acorda, pelo amor de Deus!

Abri meus olhos, sentindo meu corpo inteiro doer e aquela maldita dor de cabeça não passar. Meu rosto estava encharcado, assim como meu lençol.

- Angela, minha filha, você está ardendo em febre.
- Eu tive um sonho horrível, mãe. – solucei, sentando na cama e enxugando meu rosto
- Relaxe, você já saiu dele. Aqui, tome isso e coloque o termômetro na boca.

Tomei o comprimido que ela me deu e coloquei o termômetro na boca.

- Daqui a pouco eu volto, deixei o molho do macarrão no fogo.

Assenti, vendo-a sair do quarto apressada.

Será que aquilo é um sinal?

Com certeza seria algo.

Olhei para o teto, respirando fundo e me recostei à cabeceira da cama, espichando as pernas. Incrível como o Liam consegue estragar minha vida. E o sonho parecia ser tão real, assim como o do Gregory. Minha mãe apareceu no quarto, sentando na cama e tirando o termômetro da minha boca, o analisando.  

- 39ºC! Meu Deus, Angela!

Olhei para baixo, sentindo um frio descomunal e me cobri, mordendo meus lábios.

- Ainda bem que te dei o remédio da vovó, ele é infalível. Rapidinho você estará novinha em folha. – ela deixou o termômetro sobre suas pernas e me olhou preocupada – O que sonhou querida? Você estava gritando pelo Justin desesperada.
- Eu fui ajudar um garotinho a encontrar seu irmão num bosque sombrio com o Biebs, e depois que o encontramos, na volta, Liam pegou um deles e Justin foi tentar salvá-lo, porém ele usou a rajada psiônica e Justin caiu no chão de dor. Eu nem me toquei e fui ajudar o menino, o Liam ficou falando coisas sem nexo pra mim, como “você é só minha” e quando percebi, ele estava morto mãe. Morto!

Meus olhos estavam cheio de lágrimas e minha garganta doía, meu corpo doía, minha cabeça doía. As imagens ainda eram nítidas na minha mente, como se tivessem realmente acontecido.


- Nossa filha. – ela me abraçou, secando meu rosto e funguei, começando a tremer de frio – Foi um sonho forte.

- E eu estou com medo de que ele signifique algo mãe. E se o Justin morrer? Eu não quero que nada aconteça a ele.
- Eu entendo Angela. Mas também pode não ser nada.
- Quando se é sonhador, todo sonho significa algo, e esse não é diferente. Eu não quero perder mais ninguém mãe, já não basta a Sra. Stubin.
- Tudo bem filha. Nós vamos dar um jeito, tudo bem?
- Ok.
- Agora descanse, mais tarde eu te acordo.

Assenti e me deitei, vendo-a se retirar do quarto e fechei os olhos, respirando fundo. Espero que seja apenas um sonho qualquer.

Mode Gregory on*

Estava arrumando minhas malas, e agora estou esperando Liam chegar para que fossemos viajar. De acordo com ele, a tia dele, Lilian, precisa urgentemente conversar com o sobrinho, e como Liam prometeu não me deixar sozinho, vou com ele até Jacksonville. Faltavam alguns minutos para ele chegar, então preparei outras fileiras do pó branco para ir relaxado para a viagem.

- Amigo! – ouvi o estrondo da porta abrindo e pulei de susto, errando o formato da fileira e olhando torto para ele – Vamos! Minha querida tia nos espera!
- Agora espera, senta aí e relaxe. Quer um pouco? – ofereci o cilindro e ele negou. Dei de ombros e inalei o pó, sorrindo logo em seguida. Guardei o saquinho dentro da mochila, num bolso invisível e fomos.

Pegamos um avião – Liam disse que andar de carro lembra aquela bonequinha de porcelana que odeio mencionar o nome, e não demorou até chegarmos à casa de sua tia. Era grande, moderna e com plantas na decoração. Entramos, e logo uma voz feminina encheu o ambiente.

- Liam! Meu amor!
- Oi tia Lilian.

Eles se abraçaram e ela pegou as malas das mãos do sobrinho e deixando-as no chão. Ela tinha os olhos do sobrinho, cabelos compridos e lisos, corpo magro e um sorriso branco e encantador.

- Esse é o seu amigo? O filho do Trent? – Liam assentiu e a mulher me analisou dos pés a cabeça, dando um sorriso triste em seguida. – Prazer, sou Lilian.
- Gregory. – apertei a mão dela – Você conhece meu pai?
- Sou amiga de longa data, Gregory.
- Legal.
Ela pegou as coisas dele e se virou para o sobrinho. – Querido, precisamos conversar. Gregory, vá para o terceiro quarto à direita daquele corredor e desarrumar suas malas. Sinta-se em casa.

Assenti sem demora e segui meu caminho enquanto eles seguiam o deles. Procurei o quarto indicado por Lilian e entrei. Era uma suíte toda branco com detalhes em azul. Extremamente confortável, uma cama enorme e uma janela de vidro que dava vista para a cidade. Comecei a desarrumar minhas malas e guardar as roupas no armário vazio e deixar as outras coisas no banheiro.

Liam disse que passaríamos uma temporada de um mês ali, para passar um tempo com a tia, além de ajudá-la com uns assuntos familiares. Eu, sinceramente, preferia ficar no meu apartamento. Não sei como vou conseguir usar drogas aqui, tirando os cigarros.

Sentei na cama e molhei os lábios, me sentindo enjoado. Minha cabeça parecia querer explodir.

- Maldita genética satânica – sussurrei, amaldiçoando meu avô. Era mais uma daquelas malditas crises de enxaqueca.

Minha visão estava ficando turva em um dos olhos e deitei sobre a cama, colocando as mãos sobre a cabeça, tentando não gritar de dor. Meu estômago revirava e pensei em pegar um dos cigarros no bolso invisível, mas meu estômago foi mais forte que eu. Fui correndo até o vaso sanitário e regurgitei meu almoço.

- Maldito seja – lavei minha boca e escovei os dentes, me apoiando na pia para não cair. -, maldito seja aquele velho desgraçado.

Andei até a mochila e tropecei em meus próprios pés, caindo na cama e rindo em seguida, abrindo o bolso e pegando um cigarro e um isqueiro. Acendi-o e traguei lentamente, sentindo um alívio tomar conta de mim, porém a enxaqueca não passava de jeito nenhum.

- Greg?

Virei o rosto e vi Liam ali com sua tia, e sorri para eles.

- Olá gente – fiz um sinal com o dedão e comecei a rir -, já conversaram?
- Já sim – disse Liam – e precisamos conversar sobre a Angela.
- Aquela puta perfeita? Claro! – ri outra vez e fechei minha mochila, tragando outra vez.
- Por que você não abriu a janela? Pessoas civilizadas fazem isso, Gregory. – Liam andou até a janela e a abriu, ficando ali. Ele odeia o cheiro da maconha.
- Eu sei caramba, mas tá doendo muito. – coloquei a mão na cabeça e fechei os olhos com força.
- O que dói, Greg? – perguntou a mulher.
- Minha cabeça.- Ah, isso é normal. Ainda mais nessa fase, querido. Quantas vezes você já desmaiou por conta dessas dores?
- Só uma vez.
- E você sabe qual é o seu poder?
- Poder? Tipo os da anjinha do pau-oco?

Lilian riu de mim e ri também, vendo aqueles olhos azuis embaçados.

- Depende. Você reparou que alguma coisa mudou em você?
- Não – franzi a testa e traguei outra vez, vendo o cigarro no seu final -, não que eu me lembre, tia do Liam.
- Mais tarde descobriremos isso, Greg. Agora vamos falar daquela Collins imunda. Ela virá para Orlando, passar as férias com o namoradinho frouxo dela daqui duas semanas. E vocês vão agir.
- Agir? Nós vamos matar eles? Gostei – ri alto e o cigarro começou a queimar meus dedos e os larguei no chão do quarto, sacudindo os dedos feridos.
- Não, apesar de eu querer muito isso. Vocês precisam armar uma emboscada para eles. Qualquer coisa que os deixem assustados o suficiente.
- E o que você tem em mente, titia?
- Vamos atingir o ponto fraco da anjinha, Liam.

Os dois sorriram tão perversos que pensei que estavam atuando como vilões em um teatro. E comecei a imaginar eles contracenando com a Angel em um teatro. Ela com asas e eles com tridentes infernais, um rabo pontudo e chifres vermelhos.

- Matar o namoradinho de merda dela? Eu adoraria fazer isso.
- Não matar, deixar bruscamente ferido. À beira da morte.
- Perfeito.
- E onde eu entro nessa história, hein?
- Você cuida da Angel enquanto eu cuido do Justin.

Ergui uma sobrancelha, sorrindo vitorioso.

- Pode ter certeza que eu irei cuidar muito bem dela, Lilian.

Ela sorriu para mim e me ajeitei na cama, tirando os sapatos e a mochila.

- Se vocês não se importam, eu preciso descansar. Obrigado por conversar comigo, Lilian.
- Por nada, querido.

Eles se retiraram e fiquei pensando em várias formas de cuidar dela.

Partiria para a parte violenta ou a sexual?

Ou as duas?

Ergui a sobrancelha, rindo.

Mal posso esperar.

Angela Collins, será ótimo cuidar de você. 


***
Hey Geliebers! 

Yes, eu sei que super sumi daqui. Estava escrevendo esse capítulo desde o começo de outubro, masok. '-' Muita correria, provas, trabalhos e etc. Não estou a fim de entrar em detalhes, afinal é sempre a mesma baboseira de eu ser uma lerda e atrasada - e isso é fato - e me desculpem por isso. É coisa demais para uma Gih só. 

Falando da ib, vocês acham que o sonho pode ser um sinal? E o que eles vão fazer com o Justin e a Angel? No próximo capítulo! 


Posto o próximo capítulo com 35 comentários!

Indicações: 

Me perguntaram a minha idade no capítulo passado. Maria Eduarda, eu tenho 15 anos bem vividos, e sobre Little Angel virar livro, eu disse que estou em projetos. Falta minha mãe aceitar e tal, e toda aquela burocracia, entretanto, é um querer meu. Se Deus quiser, Little angel ainda será um livro, com pequenas modificações. 

O aviso é que euzinha vou começar a postar no Animespirit. E eu já avisei isso em Runaway Love, é só para que vocês não esqueçam hehe. Vou começar a postar Runaway Love lá, a partir do meio do mês. Só vou esperar as provas acabarem, para eu ficar mais livre, ok? Podem divulgar para as amigas, rs.

Gente, eu fui na BT de São Paulo, fiquei na pista comum, e foi o melhor fim de semana da minha vida. Finalmente saí desse fim de mundo para ver a tal infernal cidade de SP. Sinceramente? Eu até que gostei, mas não moraria lá nem se me pagassem hauis. Conheci duas meninas que leem o blog, por coincidência. Eu queria ter encontrado outras, tipo a minha querida e amada Marcela Furlan, mas não deu certo :( Tirando aquele incidente da garrafa, foi maravilhoso. Eu via ele de longe, quase morri (não chorei pois sou uma pessoa estranha demais) e fiquei com dor no braço de tanto sacudir aquele bastão luminoso.

De final de post, uma foto nossa na enorme fila uishas.


Vou falar na ordem da foto: Maju, eu (fiquei com cara de morta masok), Pietra, Lídia e a Duda (que escreve Somebody To Love). 

A Maju e a Pietra são leitoras do blog e a Lídia é uma amiga delas.

Awn, foi tão perfeito ♥

Amo muito vocês, meus anjinhos *u*
Beijos, da Gih.

36 comentários:

  1. Anônimo01:00

    continuaaa, ta ficando muito perfeita

    ResponderExcluir
  2. Anônimo07:46

    Nenhum: "desculpa a demora e a falta de respeito com vocês"? Bacana...

    ResponderExcluir
  3. Continua ta perfeito
    Ñ fui na BT mas estou feliz por vcs q foram
    E obrigada por ter me respondido =)

    ResponderExcluir
  4. Anônimo18:21

    Continuaaa :p
    -Mycaela.

    ResponderExcluir
  5. Ai ai não tava dando para mim ler!!!Esse capitulo ta muito estranho,é um daqueles capitulos q me deixa com medo do q vai acontecer!!Aaaiii coitada da Angel!! Posta logoo...

    ResponderExcluir
  6. Anônimo12:21

    Ta uma bosta

    ResponderExcluir
  7. Anônimo08:37

    Ta perfeito!

    ResponderExcluir
  8. fiquei louca e histérica com esse capitulo . Será que eu sou a unica leitora de ibs que entram em choque quando alguem fala que o Bieber vai morrer ou coisa do tipo ? ain to ansiosa , então querida Gi , posta essa ib rapidinhoooo ><
    ficou linda como sempre
    beijocas da Eve

    ResponderExcluir
  9. Anônimo18:42

    posta logo o capítulo 5, tow muito anciosa *u*

    ResponderExcluir
  10. Liam babaca,ele n pode fazer nada com o Justin,nem com a Angel!
    Esse Greg é um idiota tbm!
    Fiquei arrepiada com esse sonho da Angel!
    Ficou perfeito!
    Amei demais!
    Continua,xoxo *-*

    ResponderExcluir
  11. Isadora23:03

    Continua, esta perfeito.

    ResponderExcluir
  12. Continua por favorrrr eu vivo esse imagine aaaaaaaaaaaaaaah quase chorei no sonho, e esse Greg, tenho pena dele usar droga mas ele é idiota, fica seguindo o Liam e a Lilian

    ResponderExcluir
  13. Anônimo17:34

    Qual sua altura?? Vc parece ser alta

    ResponderExcluir
  14. Anônimo13:16

    Oh meu amor, muita sacanagem da sua parte ficar pedindo comentarios. Caso você não tenha percebido, você perdeu dezenas de leitoras por ficar esperando a quantidade de comentários que você acha que merece. Oque custa você postar 1/2 cap por semana, independente da quantidade de comentários? É obvio que você vai acabar tendo 35/40 comentarios. Vira algo automatico sua anta

    ResponderExcluir
  15. Continuaa... por favor ta perfeito!

    ResponderExcluir
  16. Anônimo14:30

    Continuaaa s2

    ResponderExcluir
  17. Anônimo17:58

    Omg, continua *--*

    ResponderExcluir
  18. Anônimo18:29

    Gih, eu amo muito Little Angel e... Eu sei q parece meio bobo, mas eu fiz meio que uma música pensando na Angel (ta horrível, mas slá, vai que cola)

    Cause I can
    I can fly
    Like a, little angel in the sky
    I ...
    I can...

    They say I'm harmless
    They say I do not know
    They say I can not
    Because, they are jealous

    Cause I can
    I can fly
    Like a, little angel in the sky
    I ...
    I can...

    I'm a dreamer
    I'm a angel
    I'm a person
    I'm me
    You see

    Like a little angel
    Like a beautiful person
    Like a saint
    Like a dreamer
    Like...

    Like I can
    I can fly
    Like a, little angel in the sky
    I'll fly
    On the sky
    I can
    I can fly
    Like a, little angel in the sky
    Like a butterfly

    A little angel
    A dreamer
    little angel
    little angel

    ResponderExcluir
  19. Nooossa tipo acabei de ler a sua fic agra e ja estou Esterica por outro capitulo... ~le leitora nova aki ~~ Continua Logo por favor.....

    ResponderExcluir
  20. Anônimo00:29

    Por favor poste logo estou muito ansiosa, esse desgraçado do liam vai tentar algo com meu justin, se machucar o jus dessa vez ele morre a se morre, ADOREI essa IB gata esta simplesmente Perfeita. !
    By.: Laíssa
    OBS.: leitora nova :P

    ResponderExcluir
  21. GIHHHHH,
    Amei o capitulo, tá fantástico como sempre. Eu acho que esse sonho é um aviso, e que o Justin e a Angel não deviam ir para Orlando, o sonho está avisando isso. Eu queria saber como que a Lilian sabe que a Angel e o Justin vão para Orlando. Pelo que eu saiba ela não tem poder de ver o futuro ou de ler mentes. Se eu fosse a Angel também ficaria assustada com o sonho. só que eu chamaria para o Justin para ir para minha casa, eu ia querer ele do meu lado. E não ia conseguir dormir enquanto ele não estivesse do meu lado. Eu estou com dó do Greg. Ele está sendo tão manipulado e o pior é que ele não percebe e eu acho que quando ele perceber vai ser tarde demais. Eu estou realmente com medo do que o Liam e a Lilian estão aprontando, algo me diz que o negocio vai ser punk. A armadilha vai ter que ser muito bem feita para eles caírem, sem contar que eu acho que a Pattie vai pirar se o Justin se machucar. Estou ansiosa para o próximo.

    ResponderExcluir
  22. Perfeeeitoo !! Morta dde curiosidade pra ver o que vai acontecer .

    ResponderExcluir
  23. Anônimo11:06

    Meu Deus posta logo estou tão ansiosa, Beijoss !! vc é uma Ótima escritora :) !!

    ResponderExcluir
  24. Anônimo23:32

    Posta logo kra, aimds, que anciedade :D

    ResponderExcluir
  25. Anônimo21:06

    Gata Meu Deus ... essa ib é demais :) Continuaaa

    ResponderExcluir
  26. Anônimo11:36

    c
    o
    n
    t
    i
    n
    u
    a

    ResponderExcluir
  27. Anônimo11:37

    continua minha flor

    ResponderExcluir
  28. Anônimo11:38

    meu amor to amando continua

    ResponderExcluir
  29. Anônimo11:39

    por favor continua

    ResponderExcluir
  30. Anônimo11:40

    little é uma hostória incrivel que te prende por favor continua

    ResponderExcluir
  31. Anônimo11:41

    vc é d+ tem que continuar

    ResponderExcluir
  32. Anônimo11:42

    n consigo mais parar de ler,to muito viciada,até minhas amigas n param mais.preciso que vc continue com essa história incrivel.

    ResponderExcluir
  33. Anônimo11:47

    meu amorzinha continua.vc deveria fazer um livro.

    ResponderExcluir
  34. Anônimo13:05

    Continua por favor eu ñ vivo sem sua IB , ee esta ficando ótima LA o que será q vai acontecer com o Jus ?? E a Angel ??? Continua pf

    ResponderExcluir